A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Destaques sobre resultados da PNAD 2005 e perspectivas futuras para a realização da pesquisa Brasília, 6 de março de 2007 II Seminário Pesquisa Nacional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Destaques sobre resultados da PNAD 2005 e perspectivas futuras para a realização da pesquisa Brasília, 6 de março de 2007 II Seminário Pesquisa Nacional."— Transcrição da apresentação:

1 1 Destaques sobre resultados da PNAD 2005 e perspectivas futuras para a realização da pesquisa Brasília, 6 de março de 2007 II Seminário Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - PNAD

2 2 A PNAD é formada por pesquisa básica e suplementos. PNAD 2005 : Suplemento: acesso à internet e telefone celular pelas pessoas (23 março 2007) domicílios visitados; pessoas entrevistadas; pessoas na coleta de dados. Parcerias: MDS (Trabalho Infantil e Acesso a Programas Sociais), MEC-Inep (Educação de Jovens e Adultos e Qualificação Profissional, MS (Suplemento Saúde )

3 3 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS PNAD 2005

4 4 Aspectos Demográficos - resumo –Estrutura etária continuou apresentando aumento dos percentuais de população nas idades mais altas e redução nas idades mais jovens. –Tendência de redução do número médio de pessoas por domicílio. –Aumento do percentual de domicílios com 1 único morador (9,5% em 2001 e 10,9% em 2005).

5 5 Distribuição da população residente por sexo e grupos de idade Brasil FONTE:- IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. %

6 BRASIL 2050 – FRANÇA 2005

7

8 8

9 9 EDUCAÇÃO PNAD 2005

10 10 Educação - resumo –Redução dos percentuais de crianças e adolescentes que não freqüentavam escola. –Redução da taxa de analfabetismo, com as taxas da região Nordeste destacadamente superiores à média nacional. –Nível de instrução, cresceu em 2005, mantendo tendência observada em 10 anos. –População feminina apresentou indicadores de escolaridade mais favoráveis.

11 11

12 12

13 13 Taxa de analfabetismo das pessoas de 10 anos ou mais de idade, 15 anos ou mais de idade e de 10 a 14 anos de idade Brasil – 1995/2005 % FONTE: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios NOTA: Exclusive as pessoas da área rural de Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará e Amapá.

14 14 Número médio de anos de estudo das pessoas de 10 anos ou mais de idade, por grupos de idade e sexo Brasil – 2005 FONTE: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. %

15 15 TRABALHO PNAD 2005

16 16 Mercado de Trabalho - resumo O nível de ocupação é o maior desde Entre 1995 e 2005 houve queda no nível da ocupação para os mais jovens. O nível de ocupação em 2005 era maior para os homens em todas as Grandes Regiões. Em todos os segmentos de atividades foi observado aumento do pessoal ocupado - os maiores na indústria (4,8%), na construção (5,3%) e no comércio e reparação (5,7%); o menor, 0,5%, no segmento agrícola. Entre os Empregados houve crescimento do percentual de trabalhadores com carteira.

17 17 Nível da ocupação das pessoas de 10 anos ou mais de idade, por grupos de idade e sexo Brasil – 2005 FONTE: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. % 7,2 22,6 40,9 39,0 14,3 61,5 79,0 87,5 91,2 89,7 79,4 43,3 19,9 51,4 64,5 66,7 62,8 54,2 0,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0 10 a 14 anos 15 a 17 anos 18 ou 19 anos 20 a 24 anos 25 a 29 anos 30 a 39 anos 40 a 49 anos 50 a 59 anos 60 anos ou mais HomensMulheres

18 18

19 19 Nível da ocupação das pessoas de 10 anos ou mais de idade, por sexo e grupos de idade /2005 Brasil FONTE: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. NOTA: Exclusive as pessoas da área rural de Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará e Amapá.

20 20 Distribuição das pessoas de 10 anos ou mais de idade, ocupadas, por segmentos de atividade do trabalho principal Brasil FONTE: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios.

21 21

22 22

23 23 TRABALHO DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES PNAD 2005

24 24 Trabalho infantil - resumo O nível da ocupação das crianças e adolescentes (5 a 17 anos de idade), em 2005, foi menor que os apresentados em 1995 e em 2001, nas três faixas etárias analisadas. A região Nordeste apresentou o maior nível de ocupação (15,9%) e a Região Sudeste o menor (8,6%). O percentual de crianças e adolescentes em atividades agrícolas diminui a medida que a faixa etária se eleva.

25 25

26 26 Nível da ocupação das pessoas de 5 a 17 anos de idade, por grupos de idade Brasil – 1995/2005 FONTE: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. NOTA:- Exclusive as pessoas da área rural de Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará e Amapá. %

27 27 Percentual de pessoas em atividade agrícola, no trabalho principal, na população de 5 anos ou mais de idade, ocupada, por grupos de idade Brasil FONTE:- IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. %

28 28 RENDIMENTO PNAD 2005

29 29 Rendimento - resumo Em 2005 ocorreu a primeira alta do rendimento médio real do trabalho em 10 anos. Persistiram desigualdades regionais marcantes sob o enfoque do rendimento.

30 30 FONTE : IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. NOTAS: 1. Exclusive o rendimento das pessoas da área rural de Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará e Amapá. 2. Valores inflacionados pelo INPC com base em setembro de Anos de 1982, 1991, 1994 e 2000 obtidos por interpolação linear. Rendimento médio mensal real de todos os trabalhos das pessoas de 10 anos ou mais de idade, ocupadas com remuneração de trabalho Brasil – 1981/2005

31 31 DOMICÍLIOS PNAD 2005

32 32

33 33

34 34 A PNAD no contexto do Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares A Pesquisa Integrada PNAD/PME

35 35 Por que pensar em um Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares Amostrais? A demanda crescente por informações sócio-econômicas e demográficas tem sido uma realidade para os Institutos Oficiais de Estatística em todo mundo, caracterizando um imenso desafio, pois ocorre num contexto de recursos cada vez mais limitados. Ampliar a gama de informações envolve: a investigação de novos temas; a periodicidade mais freqüente para temas já existentes; a inclusão de investigações longitudinais; o maior detalhamento geográfico na produção de resultados.

36 36 Produção de indicadores de curto prazo sobre mercado de trabalho com abrangência nacional ; Produção de informações contínuas sobre consumo; Maior flexibilidade para inclusão de novos temas, como por exemplo, Vitimização, Uso do tempo; Detalhamento de temas já investigados pelo IBGE, como por exemplo, Saúde e Educação; Regularidade na investigação de temas tais como: Segurança Alimentar, Acesso a Programas Sociais, Saúde, Habitação; Informações segundo nível geográfico mais detalhado ; Avaliar sobre a inclusão de investigações longitudinais. Motivações para o Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares por Amostra - SIPD no IBGE

37 37 Proposta: Implantação do Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares (SIPD) Pilares da integração brasileira A construção de um sistema integrado que crie condições para atender novas demandas e dê continuidade às pesquisas domiciliares amostrais existentes. –Identificação dos levantamentos básicos do Sistema: Uma pesquisa domiciliar contínua que integre a PNAD e a PME A Pesquisa de Orçamentos Familiares - esquema de POFs contínuas A ECINF A construção de uma infra-estrutura amostral que permita conduzir todas as pesquisas do sistema: –A construção da Amostra Mestra

38 38 Pesquisa Integrada PNAD/PME Concepção Investigação contínua com a produção de resultados trimestrais sobre Mercado de Trabalho e Rendimento. Outros temas fixos: educação e fecundidade, por exemplo, com momento e periodicidade a serem definidos. Abrangência Geográfica. –Brasil, Grandes Regiões, Unidades da Federação e Regiões Metropolitanas que incluem municípios das capitais. –Urbano e Rural. A pesquisa integrada PNAD/PME é a mais exigente em termos de Amostra Mestra.

39 39 Tabela – Cobertura geográfica e tamanho da amostra de setores e de domicílios segundo a pesquisa Obs.: O tamanho da amostra de domicílios visitados por mês e por trimestre na PNAD foi obtido dividindo-se o tamanho da amostra anual por 12 e por 4, respectivamente Comparação dos tamanhos de amostra

40 40 A Pesquisa Integrada PNAD/PME

41 41 A proposta do IBGE Pesquisa Integrada PNAD/PME Conceito de trabalho da PME, adotando recomendações da OIT. Periodicidade: trimestral, que atende recomendação da OIT, possibilitando o comportamento sazonal. Abrangência geográfica: Brasil, Grandes Regiões, Unidades da federação, Região Metropolitana que incluem municípios das capitais. A pesquisa integrada PNAD/PME tem por objetivo básico estimar a desocupação trimestralmente em níveis geográficos diversos. Por essa razão é a mais exigente em termos da utilização da Amostra Mestra de setores.

42 42 Distribuição e Acumulação de temas da pesquisa integrada A cada trimestre uma pesquisa simplificada da PNAD: Os temas podem ser distribuídos nos trimestres; Um tema pode ser investigado em um trimestre específico, por exemplo, educação; Módulos específicos da conjuntura do mercado de trabalho serão investigados em todos os trimestres; etc. 2) Os temas podem ser alocados por visitas para obter estimativas por acumulação: Em todas primeiras visitas, perguntas sobre domicílio, por exemplo.

43 43 O relacionamento com os usuários

44 44 Acompanhamento do SIPD pelo Usuário O acompanhamento das definições: –Seminários e Fórum com especialistas; –Proposta de Criação de um Comitê Consultivo a exemplo do SNIPC e outras experiências no IBGE. CONFEST e Plano Geral de Informações Estatísticas e Geográficas e o SEN(outros Institutos produtores e Registros Administrativos). Os encontros com usuários em 2007 – Modelo POF (Março/Abril) –Temas SIPD, POF Simplificada e Pesquisa Integrada (Maio) –SIPD, POF Simplificada e Pesquisa Integrada - Pilotos (Dezembro)

45 45 Metas 2007 –Modelo da POF simplificada; –Iniciar planejamento do teste da POF Simplificada; –Início em campo da POF ; –Implantação da pesquisa Cor e Origem; –Planejamento da ECINF, incluindo migração para PDA.

46 46 Metas 2008 –Piloto da POF simplificada; –Implantação das Pesquisa de Vitimização; –Implantação da pesquisa integrada PNAD/PME em paralelo com as séries atuais da PNAD e PME durante pelo menos dois anos; –ECINF em campo; –Encerramento da coleta da POF 2007/2008.


Carregar ppt "1 Destaques sobre resultados da PNAD 2005 e perspectivas futuras para a realização da pesquisa Brasília, 6 de março de 2007 II Seminário Pesquisa Nacional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google