A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PERFIL SOCIOECONÔMICO DIOCESE DE AMPARO Serra Negra, 03 de junho de 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PERFIL SOCIOECONÔMICO DIOCESE DE AMPARO Serra Negra, 03 de junho de 2012."— Transcrição da apresentação:

1 PERFIL SOCIOECONÔMICO DIOCESE DE AMPARO Serra Negra, 03 de junho de 2012

2 Importância da compreensão da realidade social para a Igreja Concílio Vaticano II: Igreja Povo de Deus Doutrina Social da Igreja, CELAMs: As opções preferenciais, pelos pobres, jovens, etc... Documento de Aparecida: Discípulos e missionários.

3 Mas ser Discípulo-missionário onde? No Mundo, no País, no Estado, no Município, no Bairro, na rua... Ser discípulo a partir de uma realidade socioeconômica/política real e concreta. Reino de Deus atinge plenitude na eternidade, mas já começou... Realidade socioeconômica deve ser levada em conta no Planejamento Pastoral

4 As três perguntas fundamentais: 1 – QUEMCO SÔ? 2 – ONCO TÔ? 3 – PRONCO VÔ?

5 OBJETIVO DA APRESENTAÇÃO: Apresentar indicadores estatísticos, lançando pistas para a identificação da realidade socioeconômica da Diocese de Amparo, nas suas foranias e municípios.

6 MAS O QUE VAMOS VER???? 1 – População e Território 2 – Condições de Vida 3 – Educação 4 – Saúde Pública 5 – Segurança Pública 6 – Finanças municipais 7 – Mercado de trabalho Como estamos??? Qual a evolução nos últimos anos??? Qual a tendência para os próximos anos???

7 Indicadores de:

8 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO Moji Mirim Itapira Sto A Posse Holambra Jaguariúna Pedreira Amparo Monte A do Sul Lindóia A de Lindóia 60 km 2 48,6 km 2 110,9 km 2 Serra Negra 203 km km 2 109,7 km 2 154,1 km 2 142,4 km 2 64,3 km 2 499,1 km 2 517,5 km 2 22% 21,2% 2,7% 6,5% 4,7% 6% 18,9% 4,7% 8,6% 2,1% 2,5% Área territorial, em km 2 e % do total Diocese de Amparo: 2.355,6 km 2 Diocese de Amparo: 2.355,6 km 2 Fonte: Fundação SEADE.

9 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO Área territorial por Forania, em km 2 e % do total Diocese de Amparo: 2.355,6 km 2 Diocese de Amparo: 2.355,6 km 2 Fonte: Fundação SEADE.

10 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO População por município Diocese de Amparo, 2011 LocalidadePopulação% Águas de Lindóia ,3 Amparo ,5 Lindóia6.8551,7 Monte Alegre do Sul7.2341,8 Serra Negra ,6 Holambra ,9 Itapira ,2 Jaguariúna ,5 Moji Mirim ,7 Pedreira ,5 Santo Antonio de Posse ,2 Diocese de Amparo ,0 Fonte: IBGE, Censo 2010 e projeções estatísticas.

11 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO 38,9% 31,0% 30,1% Fonte: IBGE, Censo 2010 e projeções estatísticas. POPULAÇÃO 2011, em %

12 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO Evolução Populacional São Paulo, RMC e Diocese de Amparo, 2000 e 2011 Localidade Evolução (%) Estado de São Paulo ,8 RMC ,9 Diocese de Amparo ,8 Forania Nossa Sra. do Rosário ,2 Águas de Lindóia ,6 Amparo ,0 Lindóia ,9 Monte Alegre do Sul ,6 Serra Negra ,8 Forania São José ,9 Itapira ,0 Moji Mirim ,0 Forania Sant'Ana ,4 Holambra ,6 Jaguariúna ,7 Pedreira ,1 Santo Antonio de Posse ,6 Fonte: IBGE, Censos 2000 e 2010 e projeções estatísticas.

13 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO Fonte: IBGE, Censos 2000 e 2010 e projeções estatísticas. Crescimento populacional, 2000 a 2011, em % Foranias

14 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO Fonte: IBGE, Censos 2000 e 2010 e projeções estatísticas. Nota: Jovens (15 a 24 anos). Jovens na População, 2000 e 2011, em %

15 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO Fonte: IBGE, Censos 2000 e 2010 e projeções estatísticas. Nota: Idosos (60 anos ou mais). Idosos na População, 2000 e 2011, em %

16 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO Participação de Jovens e Idosos na População, em ( % ) São Paulo, RMC e Diocese de Amparo, 2000 e 2011 Localidade JovensIdosos Estado de São Paulo19,416,89,011,6 RMC19,417,18,611,0 Diocese de Amparo18,716,510,813,2 Forania Nossa Sra. do Rosário18,215,912,215,0 Águas de Lindóia18,415,512,115,2 Amparo18,316,411,614,3 Lindóia18,216,112,213,2 Monte Alegre do Sul17,615,713,215,8 Serra Negra17,914,813,717,1 Forania São José18,416,510,813,6 Itapira17,916,611,714,3 Moji Mirim18,716,510,013,1 Forania Sant'Ana19,817,29,110,9 Holambra22,317,06,99,1 Jaguariúna20,017,48,310,6 Pedreira19,317,09,811,7 Santo Antonio de Posse19,417,59,710,7 Fonte: IBGE, Censos 2000 e 2010 e projeções estatísticas. Nota: Jovens (15 a 24 anos), Idosos (60 anos ou mais).

17 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO Fonte: IBGE, Censos 2000 e 2010 População Urbana, 2000 e 2010, em %

18 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO Fonte: IBGE, Censos 2000 e 2010 Crescimento da urbanização Diocese de Amparo, 2000 a 2010, em %

19 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO Fonte: IBGE, Censos 2000 e 2010 Crescimento da urbanização Municípios, 2000 a 2010, em %

20 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO Fonte: IBGE, Censos 2000 e 2010 e projeções estatísticas. População Feminina, 2000 e 2010, em %

21 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO Saldo Migratório São Paulo, RMC e Diocese de Amparo, 2000 e 2011 Localidade Variação em ( % ) Estado de São Paulo ,9 RMC ,3 Diocese de Amparo ,2 Forania Nossa Sra. do Rosário ,7 Águas de Lindóia ,1 Amparo ,5 Lindóia ,9 Monte Alegre do Sul505612,0 Serra Negra ,8 Forania São José ,1 Itapira ,4 Moji Mirim ,9 Forania Sant'Ana ,2 Holambra ,0 Jaguariúna ,5 Pedreira ,6 Santo Antônio de Posse ,1 Fonte: Fundação SEADE.

22 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO Fonte: Fundação SEADE. Densidade Demográfica ( habitantes / km 2 )

23 P OPULAÇÃO E TERRITÓRIO Fonte: Fundação SEADE. Densidade Demográfica dos municípios ( habitantes / km 2 )

24 Indicadores de:

25 C ONDIÇÕES DE VIDA Índice de Desenvolvimento Humano, IDH Indicador que afere a condição de vida, a partir das dimensões de longevidade, educação e renda. Longevidade: esperança de vida ao nascer; Educação: número médio de anos de estudo (população de 25 anos ou mais); Renda: renda familiar per capita. Varia entre 0 e 1. Menor que 0,500: baixo desenvolvimento humano Entre 0,500 e 0,800: médio desenvolvimento humano Maior que 0,800: alto desenvolvimento humano

26 Fonte: Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social, SEADS. IBGE / Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD. Índice de Desenvolvimento Humano, IDH 2000 C ONDIÇÕES DE VIDA

27 Índice de GINI O coeficiente de GINI busca medir a desigualdade social. Mede o grau de concentração da renda e da riqueza. Varia entre 0 e 1. Quanto mais próximo de zero MENOR a desigualdade. Quanto mais próximo de um MAIOR a desigualdade.

28 Fonte: IBGE, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD, 2009 para São Paulo e Brasil. IBGE, Censo Demográfico 2000 e Pesquisa de Orçamentos Familiares POF, 2002/2003. Índice de GINI, 2003 Brasil e São Paulo, 2009 C ONDIÇÕES DE VIDA

29 Índice Paulista de Responsabilidade Social, IPRS Considera nível de (e acesso a) riqueza, longevidade e escolaridade. Os municípios são classificados em 5 grupos: Grupo 1 Municípios que se caracterizam por um nível elevado de riqueza com bons níveis nos indicadores sociais Grupo 2 Municípios que, embora com níveis de riqueza elevados, não são capazes de atingir bons indicadores sociais Grupo 3 Municípios com nível de riqueza baixo, mas com bons indicadores sociais Grupo 3 Municípios que apresentam baixos níveis de riqueza e níveis intermediários de longevidade e/ou escolaridade Grupo 5 Municípios mais desfavorecidos do Estado, tanto em riqueza como nos indicadores sociais

30 C ONDIÇÕES DE VIDA Índice Paulista de Responsabilidade Social, IPRS Fonte: Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social, SEADS. Índice Paulista de Responsabilidade Social - IPRS Municípios da Diocese de Amparo, 2000 e 2008 Localidade JaguariúnaGrupo 1 HolambraGrupo 4Grupo 1 AmparoGrupo 2 Serra NegraGrupo 2 Moji MirimGrupo 1Grupo 2 Monte Alegre do SulGrupo 4Grupo 2 PedreiraGrupo 4 Santo Antonio de PosseGrupo 5Grupo 4 LindóiaGrupo 3Grupo 4 ItapiraGrupo 4Grupo 5 Águas de LindóiaGrupo 1Grupo 5

31 C ONDIÇÕES DE VIDA Índice de Futuridade Indicador que mede as iniciativas na área da Assistência Social à pessoa idosa, na perspectiva do envelhecimento digno e saudável. Varia de 0 a 100, sendo que quanto mais próximo de 100, melhores são as condições oferecidas aos idosos, tanto em termos de saúde, quanto de serviços sociais e atividades esportivas e culturais.

32 Fonte: Fundação SEADE. C ONDIÇÕES DE VIDA Índice de Futuridade, 2008

33 C ONDIÇÕES DE VIDA Incidência de pobreza DEFINIÇÕES POBREZA: é considerado pobre aquele que não consegue ter acesso a uma cesta alimentar e de bens mínimos necessários a sua sobrevivência. POBREZA SUBJETIVA: refere-se à percepção que a pessoa tem de suas condições de vida. Em geral, é influenciada pelas condições sociais exteriores. Por exemplo, no Nordeste, o grau de pobreza subjetiva costuma ser maior que o próprio grau de pobreza. No Sudeste e no Sul ocorre o contrário.

34 C ONDIÇÕES DE VIDA Incidência de pobreza, 2003 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2000 e Pesquisa de Orçamentos Familiares POF 2002/2003.

35 Indicadores de:

36 E DUDAÇÃO Receita Municipal por Transferências Multigovernamentais do FUNDEB em 2009 em milhões R$ de 2011 Fonte: Fundação SEADE, Pesquisa Municipal Unificada PMU.

37 E DUDAÇÃO Receita Municipal por Transferências Multigovernamentais do FUNDEB. Evolução entre 2007 e 2009 em % Fonte: Fundação SEADE, Pesquisa Municipal Unificada PMU.

38 E DUDAÇÃO Matrícula Inicial no Ensino Fundamental Estado de São Paulo, RMC e Diocese de Amparo, 2000 e 2010 Localidade Número de Matrículas Evolução Estado de São Paulo ,8 RMC ,9 Diocese de Amparo ,5 Forania Nossa Sra do Rosário ,9 Águas de Lindóia ,9 Amparo ,2 Lindóia ,5 Monte Alegre do Sul ,3 Serra Negra ,5 Forania São José ,2 Itapira ,5 Moji Mirim ,9 Forania Sant'Ana ,4 Holambra ,9 Jaguariúna ,2 Pedreira ,6 Santo Antonio de Posse ,1 Fonte: Secretaria de Estado da Educação SEE, Fundação SEADE.

39 E DUDAÇÃO Matrícula inicial no Ensino Fundamental, participação da Rede Pública, 2000 e 2010, em % - FORANIAS - Fonte: Secretaria de Estado da Educação SEE, Fundação SEADE

40 E DUDAÇÃO Matrícula inicial no Ensino Fundamental, participação da Rede Pública, 2000 e 2010, em % - Municípios - Fonte: Secretaria de Estado da Educação SEE, Fundação SEADE


Carregar ppt "PERFIL SOCIOECONÔMICO DIOCESE DE AMPARO Serra Negra, 03 de junho de 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google