A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AÇÃO DE FORMAÇÃO Construir recursos multimédia para as Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal 19 e 20 de janeiro 2012 – Institut Français du.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AÇÃO DE FORMAÇÃO Construir recursos multimédia para as Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal 19 e 20 de janeiro 2012 – Institut Français du."— Transcrição da apresentação:

1 AÇÃO DE FORMAÇÃO Construir recursos multimédia para as Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal 19 e 20 de janeiro 2012 – Institut Français du Portugal, Lisboa O PROJETO DAS SECÇÕES EUROPEIAS DE LÍNGUA FRANCESA EM PORTUGAL DIREÇÃO-GERAL DE INOVAÇÃO E DE DESENVOLVIMENTO CURRICULAR (DGIDC) Divisão do Ensino Secundário (DES) Ana Mayer

2 AÇÃO DE FORMAÇÃO O Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal Âmbito e Objetivos das SELF Projeto que se insere no âmbito do Ensino Integrado em Língua Estrangeira – Enseignement dune Matière par lIntégration dune Langue Etrangère (EMILE) ou Content and Language Integrated Learning (CLIL) Baseado na valorização da aprendizagem da língua francesa, tem por objetivos: - a diversificação linguística e cultural - a formação de jovens cidadãos europeus - a intensificação dos intercâmbios escolares - a mobilidade escolar, universitária e profissional

3 AÇÃO DE FORMAÇÃO O Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal Protocolo de Cooperação Educativa Entre os Ministérios da Educação português e francês Assinado em 10 de abril de 2006 Tem por base o interesse na melhoria da aprendizagem de línguas estrangeiras, nomeadamente do português em França e do francês em Portugal Na sequência do balanço/avaliação feitos, está em curso a elaboração de um novo Acordo Quadro sobre questões relativas ao ensino das línguas portuguesa e francesa

4 AÇÃO DE FORMAÇÃO O Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal Documento Enquadrador das SELF Elaborado pela DGIDC após a assinatura do Protocolo e face à necessidade de regulamentação Aprovado em 3 de julho de 2006 pela SEE Teve por objetivo garantir a monitorização/avaliação da fase experimental (3 anos), concluída em 2008/2009 Apresenta um conjunto de orientações, transmitidas às DRE, serviços responsáveis pela análise e seleção dos projetos das escolas

5 AÇÃO DE FORMAÇÃO O Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal Orientações Cumprimento dos Programas nacionais portugueses Reforço de 45 min da carga horária de Francês para desenvolvimento de conteúdos socioculturais, históricos e literários Seleção de 1 ou 2 Disciplina(s) Não Linguística(s) (DNL) Lecionação de 45 min da(s) DNL em língua francesa Avaliação qualitativa em Francês e na(s) DNL

6 AÇÃO DE FORMAÇÃO O Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal Acompanhamento/Avaliação Fase experimental: de 2006/2007 a 2008/ ponto de situação das escolas a partir de guião (1.º período) - relatório final das escolas a partir de guião (3.º período) - pareceres das DRE e recomendações da DGIDC - visitas de acompanhamento pelas DRE e pelo IFP Fase de alargamento: de 2009/2010 até ao presente - relatório das novas escolas a partir de guião (3.º período) - recomendações da DGIDC com conhecimento às DRE - visitas de acompanhamento pelas DRE e pelo IFP

7 AÇÃO DE FORMAÇÃO O Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal Evolução do Número de Escolas Fase experimental: /2007: 7 escolas, 227 alunos /2008: 14 escolas, 455 alunos /2009: 13 escolas, 371 alunos Fase de alargamento: /2010: 22 escolas, 750 alunos (9 novas) /2011: 22 escolas, 783 alunos (3 novas) /2012: 27 escolas (5 novas) Escolas com ensino básico (7.º, 8.º e 9.º anos) e/ou ensino secundário (10.º, 11.º e 12.º anos), sendo desejável a continuidade dos projetos a nível do secundário

8 AÇÃO DE FORMAÇÃO O Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal ESCOLAS ENVOLVIDAS 8 Escolas no Norte: ES/3 Garcia de Orta – Porto ES/3 Dr. Manuel Laranjeira – Espinho ES/3 Padre Benjamin Salgado – Joane EB 2,3 Bento Carqueja – Oliveira de Azeméis EB 2,3 de Viatodos – Barcelos ES/3 de Ermesinde (3.º ano) ES D. Maria II – Braga (2.º ano) AE de Valdevez – Arcos de Valdevez (1.º ano) 5 Escolas no Centro: EB 2,3/S João Garcia Bacelar – Tocha EBI de Colmeias – Leiria ES/3 Dr. João Carlos Celestino Gomes – Ílhavo (3.º ano) ES/3 de Viriato – Viseu (3.º ano) ES/3 de Pombal (2.º ano)

9 AÇÃO DE FORMAÇÃO O Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal 7 Escolas em Lisboa e Vale do Tejo: ES de Damião de Goes – Alenquer ES Maria Amália Vaz de Carvalho – Lisboa ES José Saramago – Mafra (3.º ano) ES/3 de Pinhal Novo (3.º ano) EB 2,3 D. Pedro II – Moita (1.º ano) ES/3 Sta. Maria do Olival – Tomar (1.º ano) AE Alves Redol – Vila Franca de Xira (1.º ano) Nota: ES/3 Fernando Namora – Amadora (projeto suspenso)

10 AÇÃO DE FORMAÇÃO O Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal 4 Escolas no Alentejo: EB 2,3 Mário Beirão – Beja ES/3 de Aljustrel (3.º ano) EB 2,3 Conde de Vilalva – Évora (3.º ano) AV de Gavião (2.º ano) Nota: ES Gabriel Pereira – Évora (projeto suspenso) 3 Escolas no Algarve: EBI Prof. Dr. Aníbal Cavaco Silva – Boliqueime (3.º ano) Escola Internacional São Lourenço – Almancil (3.º ano) AE Laura Ayres – Quarteira (1.º ano) Nota: ES João de Deus – Faro (projeto suspenso)

11 ACÇÃO DE FORMAÇÃO O Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal Benefícios das SELF Na sua maioria, os projetos das SELF têm sido avaliados de forma positiva por todos os intervenientes, salientando-se os seus benefícios para: Os alunos: - beneficiam de uma oferta de metodologias e conteúdos mais rica, diversificada e inovadora - desenvolvem competências mais vastas, nomeadamente na área dos valores, da cidadania e da interculturalidade - desenvolvem uma maior consciência plurilingue e uma maior abertura cultural

12 AÇÃO DE FORMAÇÃO O Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal Os docentes: - valorizam as suas competências específicas - são mais inovadores e criativos na sua prática letiva - desenvolvem um trabalho de equipa muito produtivo - beneficiam de formação no âmbito do ensino bilingue em francês e do Programa Estadas Profissionais / Séjours Professionnels

13 AÇÃO DE FORMAÇÃO O Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal As escolas: - favorecem a inovação pedagógica - ganham uma dimensão europeia e uma imagem de modernidade - desenvolvem um polo de competências linguísticas - estimulam os outros docentes e toda a comunidade educativa

14 AÇÃO DE FORMAÇÃO O Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal FORMAÇÃO Ensino bilingue em francês: - jornadas de formação (2006 e 2007) - estágios em França (desde 2007 até ao presente) - formação acreditada (2009, 2010 e 2012) - site de apoio aos docentes: Programa Estadas Profissionais / Séjours Professionnels: - 2 escolas SELF de acolhimento (2009/2010): Alenquer e Colmeias - 3 docentes SELF acolhidas em França (2010/2011): Alenquer, Colmeias e Lisboa - 4 escolas SELF selecionadas (2011/2012): Espinho, Viseu, Pinhal Novo e Évora

15 AÇÃO DE FORMAÇÃO O Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal CONTACTOS Ana Mayer Divisão do Ensino Secundário da DGIDC Tel.: Faxe: Responsável na DGIDC pelo acompanhamento de: - Protocolo de Cooperação Educativa luso-francês - Projeto das Secções Europeias de Língua Francesa - Programa Estadas Profissionais / Séjours Professionnels - Programa de Assistentes de Francês


Carregar ppt "AÇÃO DE FORMAÇÃO Construir recursos multimédia para as Secções Europeias de Língua Francesa em Portugal 19 e 20 de janeiro 2012 – Institut Français du."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google