A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Analice Gigliotti Presidente da ABEAD (Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas) Chefe do Setor de Dependência Química da Santa Casa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Analice Gigliotti Presidente da ABEAD (Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas) Chefe do Setor de Dependência Química da Santa Casa."— Transcrição da apresentação:

1 Analice Gigliotti Presidente da ABEAD (Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas) Chefe do Setor de Dependência Química da Santa Casa – RJ. Especialista em Dependência Química Mestre e Doutoranda em Medicina - UNIFESP Reduzir o número de cigarros reduz risco de doenças e as chances de abstinência futura?

2 Analice Gigliotti Conflitos de Interesse: Conselho Consultivo da Pfizer Financiamento para pesquisa do National Cancer Institute (USA) Financiamento da Mayo Clinic

3

4

5 1.Acha que ela é uma maluca, suicida, irremediável 2.Pergunta por que ainda não deseja parar 3.Encaminha para um especialista Você aconselha novamente a parar mas ela não quer ainda. O que você faz?

6 O que você faz? 1.Encaminha para um especialista 2.Inicia tratamento com o objetivo de aumentar a motivação de Conchita 3.Propõe que reduza o número de cigarros, e volte nas próximas semanas Não deseja ir a um especialista Não quer parar pois perdeu recentemente sua mãe. Quer reduzir.

7 Redução assistida do número de cigarros Objetivos: Parar de fumar Continuar com o número de cigarros reduzidos (fumantes não motivados)

8 1.Diminui risco de doenças tabaco-relacionadas 2.É impossível manter-se com o número de cigarros diminuídos, sem voltar a quantidade habitual 3.Diminui chances de abstinência futura 4.Aumenta chances de abstinência futura Sobre reduzir o número de cigarros para fumantes não motivados a parar, é verdadeiro:

9 1.Diminui risco de doenças tabaco-relacionadas 2.É impossível manter-se com o número de cigarros diminuídos, sem voltar a quantidade habitual 3.Diminui chances de abstinência futura 4.Aumenta chances de abstinência futura Sobre reduzir o número de cigarros para fumantes não motivados a parar, é verdadeiro:

10 Redução de danos no tabagismo Produtos de tabaco menos lesivos (fumo mascado) Substituição por TRN Detecção precoce de doença tabaco-relacionada Redução do número de cigarros fumados

11 Redução do número de cigarros fumados em complicações Hughes JR, 2006

12 1.Diminui risco de doenças tabaco-relacionadas 2.É impossível manter-se com o número de cigarros diminuídos, sem voltar a quantidade habitual 3.Diminui chances de abstinência futura 4.Aumenta chances de abstinência futura Sobre reduzir o número de cigarros (50% ou mais):

13 Motivaçao para deixar de fumar Office for National Statistics, 2005

14 Motivaçao para deixar de fumar Office for National Statistics, 2005; Taylor T, 2006

15 Motivaçao para deixar de fumar Hughes JR, dependentes

16 Redução com medicação Prevalência Pontual de 7 dias de Abstinência (seguimento mínimo de 6 meses) Hughes JR, 2006 Redução assistida vs Conselho motivacional (Todos foram estimulados a reduzir_ fumantes)

17 TRN para redução Chances de abstinência por 6 meses GOMARR Batra7.83 Haustein2.64 Wennike2.64 Wood Baker1.00 INHALER Rennard1.00 SUBTOTAL2.06 favorece placebo favorece TRN RR Moore D et al, BMJ 2009

18 Moore D et al, BMJ 2009 GOMARR Batra2.93 Haustein12.87 Wennike13.06 Wood Baker1.50 INHALER Bollinger Rennard SUBTOTAL3.84 TRN para redução Chances de redução mantida favorece placebo favorece TRN RR

19 Bupropiona Enquanto em uso da medicação: Aumenta chances de reduzir número de cigarros fumados Aumenta número de tentativas de abstinência Aumenta índices de abstinência a curto prazo Efeito não se mantém após suspensão do tratamento Hatsukami D et al, 2004

20 Porque reduzir aumentaria chances de abstinência? 1.Aumenta a auto-confiança (Bandura, 1977) 2.Reduz efeito reforçador da nicotina_ menos associações (vareniclina- seriam aqueles que reduzem o número de cigarros pré- abstinência, os mais responsivos a droga?) 3.Reduzindo a dependência, aumenta as chances de abstinência (Colby et al, 2000) Hughes JR, 2006; Shiffman 2008

21 Princípios da Entrevista Motivacional Expressar empatia Desenvolver discrepância Lidar com a resistência (liberdade de escolha) Importância vs confiança

22 1.Não há evidência suficiente para afirmar que diminui risco de doenças tabaco-relacionadas (reduções maiores? por mais tempo?) 2.É possível manter-se com o número de cigarros diminuídos, sem voltar a quantidade habitual 3.É tão eficaz quanto uma intervenção breve/ motivacional 4.Aumenta chances de abstinência futura 5.Deve ser usada quando o fumante não responde a repetidos conselhos para deixar de fumar_ como um passo para futura cessação Obs- metanálises excluíram pacientes psiquiátricos CONCLUSÃO Redução assistida do número de cigarros:

23 O que fazer com Conchita??? 1.Encaminha para um especialista 2.Inicia tratamento com o objetivo de aumentar a motivação de Conchita 3.Propõe que reduza o número de cigarros, e volte em algumas semanas.

24 Motivação para deixar de fumar Office for National Statistics, 2005; Taylor T, 2006

25 Reduzir para parar Shiffman, 2007

26 Reduzir para parar Relatos controversos Em fumantes motivados para parar é no mínimo tão eficaz quanto a parada abrupta Em fumantes com baixa auto-confiança, é mais eficaz que placebo, mas menos eficaz que parada abrupta Rose J, 2006; Rose J, 2007; Shiffman 2008

27 Analice Gigliotti

28 Oscar Wilde There are only two tragedies in life: one is not getting what one wants, and the other... is getting it.


Carregar ppt "Analice Gigliotti Presidente da ABEAD (Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas) Chefe do Setor de Dependência Química da Santa Casa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google