A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gás Natural: Usos, Vantagens e Suporte Tecnológico para a Indústria.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gás Natural: Usos, Vantagens e Suporte Tecnológico para a Indústria."— Transcrição da apresentação:

1 Gás Natural: Usos, Vantagens e Suporte Tecnológico para a Indústria

2 Sumário Índice Gás Natural Gás Natural Matriz Energética Matriz Energética Usos do GN Usos do GN Indústria do GN Indústria do GN Centro de Tecnologias do Gás-CTGAS Centro de Tecnologias do Gás-CTGAS REGAS REGAS Suporte Tecnológico Suporte Tecnológico

3 Gás Natural É uma mistura de hidrocarbonetos que é encontrada em rochas porosas no subsolo, podendo estar associado ou não ao petróleo. Fonte de energia limpa e não poluente, que apresenta baixos teores de contaminantes e é mais leve que o ar. Portanto, dissipa-se facilmente na atmosfera.

4 Gás Não Associado Reservatório Produtor de Gás Água Óleo + Gás Gás Gás livre Gás em solução

5 TOTAL 5915 RESERVAS DE GÁS NATURAL NA AMÉRICA DO SUL (BILHÕES M 3 EM JANEIRO/1999) RESERVAS DE GÁS NATURAL NA AMÉRICA DO SUL (BILHÕES M 3 EM JANEIRO/1999) 687 ARGENTINA BRASIL 96 CHILE 228 COLÔMBIA 102 EQUADOR 4148 VENEZUELA 278 PERU BOLÍVIA T E&P/GERPRO/GEAC FONTE: CEDIGAZ/99 (BRITO)

6 Utilização do Gás Natural Gás Desidratação Desulfurização Processamento LGN Líquido do Gás Natural Propano/Butano (GLP) C5+ ou Gasolina Natural Injeção em Reservatório Combustível Desaeração Matéria-prima Red. Siderúrgico Combustível Consumo Venda Residências Indústrias Serviços Veículos

7 Vantagens na Utilização do Gás Natural Como matéria-prima: maior rendimento nos processos e menores custos nas operações e menores gastos em controle de poluição. Aspectos Ambientais Não produz óxido de enxofre (SOx); Reduz 40% a emissão de NOx; Reduz a emissão de CO 2 ; É isento de poeiros e cinzas. Uso como combustível Não deixa resíduo sólido; Facilidade de controle.

8 Vantagens na Utilização do Gás Natural Em vários países do Gás natural é utilizado há mais de 50 anos e quase todo o gás canalizado do mundo, cerca de 95%, é natural. O GN é energia limpa, de queima uniforme, várias fontes de suprimento, eleva qualidade e produtividade em diversos segmentos e agrega valor a diversos produtos.

9 Matriz Energética

10 Evolução ANO PARTICIPAÇÃO % 2,0 2,8 12, ,0 PARTICIPAÇÃO DO GÁS NATURAL NA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA

11 Usos do GN RESIDENCIAL Cocção de alimentos; Aquecimento de água. RESIDENCIAL Cocção de alimentos; Aquecimento de água. INDUSTRIAL Fornecimento de calor; Geração de eletricidade ; Matéria-prima para indústrias química, petroquímica e fertilizantes; Redutor siderúrgico para fabricação de aço. INDUSTRIAL Fornecimento de calor; Geração de eletricidade ; Matéria-prima para indústrias química, petroquímica e fertilizantes; Redutor siderúrgico para fabricação de aço. TRANSPORTES Combustível substituto da gasolina, diesel e álcool em ônibus e automóveis TRANSPORTES Combustível substituto da gasolina, diesel e álcool em ônibus e automóveis

12 COMBUSTÍVEL DOMÉSTICO 6,6% REDUTOR 3,8% PETROQUÍMICO 5,3% AUTOMOTIVO 2,6% ,9 Mil m 3 /dia 80,7% 9091 Perfil da utilização do Gás Natural no Brasil Março/1999

13 GASODUTOS R$ 1,3 BILHÃO USINAS HIDRELÉTRICAS R$ 29,1 BILHÕES USINAS TERMELÉTRICAS R$ 17,6 BILHÕES LINHAS DE TRANSMISSÃO R$ 3,3 BILHÕES INVESTIMENTO TOTAL: R$ 51,3 BILHÕES PROGRAMA AVANÇA BRASIL - ENERGIA INVESTIMENTOS PÚBLICOS E PRIVADOS ( )

14 Milhões m 3 /dia 42.8% Industrial 1.6% Residencial 1.9% Automotivo 53.7% Termelétricas

15 Barreiras Tecnológicas Equipamentos de uso & manuseio do Gás (queima/medição) ; Paradigmas quanto a questão segurança ; Capacitação técnico-gerencial voltados à indústria do Gás ; Desconhecimento do potencial de utilização do Gás Natural e sistemas de distribuição de alcance restrito ; Infra-estrutura laboratorial de suporte dispersa e pouco focalizada ;

16 Suporte Tecnológico O CTGAS está sendo implantado como um projeto de parceria CNI/SENAI-PETROBRAS/GASPETRO para a sustentação tecnológica ao desenvolvimento da indústria do gás natural e capaz de atuar em todos elos de valor da cadeia de produtiva do G N

17 Rede de Gás Natural UPGN City-gates Redes de distribuição Pequenos ConsumidoresGrandes Consumidores Transportadora (Gasodutos) Distribuidora Baixa pressão Alta Pressão

18 Estrutura Pesquisa Aplicada Comitê Científico/Tecnológico Clientes Assis.Técnica/ Tecnológica Informação Educação e Qualificação Comitê Estratégico Direção do CTGÁS Tec. Básicas Tec do Gás Mercado do Gás Show Room

19 Principais Produtos e Serviços Desenvolver recursos humanos em tecnologias do Gás Natural níveis básico, técnico, superior e especialização Assessorar fabricantes de equipamentos e usuários calibração e certificação de equipamentos adaptação e conversão de instalações,veículos projetos de instalações para consumidores estudos de viabilidade divulgar, esclarecer e zelar pelos requisitos de segurança

20 Análises laboratoriais Caracterização química do GN, petróleo e derivados,catalizadores; Medição de GN Calibração e certificação de medidores; Auditoria de transferencia de custódia; Serviços de Inteligencia : Monitoramento tecnológico ; Estudo de mercado para uso do GN; Home page com informações atualizadas sobre área de GN; Processos de transferencia e desenvolvimento de tecnologia E.V.T.Es para a distribuição/e usos do GN; Principais Produtos e Serviços Principais Produtos e Serviços

21 Recursos Humanos, Tecnológicos e Administrativos Laboratórios para Ensino Operação e Manutenção de sistemas de Gás Eletricidade Básica Eletrônica Linear e Digital Conversão de Motores Instrumentação Laboratórios para Serviços e Ensaios Caracterização química Metrologia (P&T) Medição de vazão de gás Combustão Teste de equipamentos (cilindros, válvulas, fogões, aquecedores, etc)Processamento catalí

22 CENTRO DE EXCELÊNCIA em Tecnologias do Gás

23 CERN PB PE MS BA ESMG RJ MT PR SC RS SE SP R E G Á S NÚCLEOS IMPLANTADOS E EM IMPLANTAÇÃO 1ª e 2ª FASE

24 Cia Distribuidora C Cia Distribuidora B Rede de Excelência em Tecnologias do Gás Entidades Governamentais Fabricantes e Fornecedores Engenharia e Consultoria Construtoras e Montadoras Universidades Centros de Pesquisa REGÁS PETROBRAS GASPETRO BR DISTRIBUIDORA TBG CTGÁS Entidades Internacionais Cia Distribuidora A SENAI..... SENAI RS SENAI MS SENAI DR´s

25 Núcleos RS/SC/SP/RJ/MG/MS 29/11/0028/09/0045dMontagem e Start up 27/09/0006/04/00125dAdaptação das Instalações 27/09/0030/05/0087dRecebimento Materiais 05/07/0006/04/0065dLicitações TérminoInícioDuraçãoFases

26 Núcleos PR/SP/ES/MT/BA/SE/PB/PE 15/12/0016/10/0045dMontagem e Start up 13/10/0003/07/0075dAdaptação das Instalações 13/10/0014/08/0045dRecebimento Materiais 11/08/0003/07/0030dLicitações TérminoInícioDuraçãoFases

27 Técnico de Nível Superior Técnico Básico Pré-básico Operador, Mantenedor, Instalador [áreas afins] Técnico Nível Médio Profissional Nível Universitário Profissional Pós-graduado Alunos de Escolas : Técnicas; de Nível Médio; e de Universidades III II I I pré Outros clientes: empresas, universidades, governos IV Pós-Graduação Níveis e Clientes dos cursos do CTGÁS Técnico Básico Pré-básico Operador, Mantenedor, Instalador [áreas afins] Técnico Nível Médio Profissional Nível Universitário Profissional Pós-graduado Alunos de Escolas : Técnicas; de Nível Médio; e de Universidades III II I I pré Outros clientes: empresas, universidades, governos IV Pós-Graduação

28 NívelCurso Carga (Horas) Básico Operador- mantenedor de sistemas a gás Conversão veicular Instalador – CTGAS Médio:TécnicoTecnologias do gás2144CTGAS Médio:Especializ ação Tecnologias do Gás310CEFET & CTGAS Superior T ecnologias do Gás Natural latu- sensu UNICAMP & CTGAS UFMGS UFRN Extensão universitária Segurança GN60UnP & CTGAS

29 Situação de implantação do CTGAS Concluídos os ambientes de ensino, Biblioteca, Show Room ; LABORATÓRIOS DE SERVIÇOS PARA GÁS NATURAL Conclusão até outubro de 2000; Montagem da rede de 14 núcleos até janeiro de 2001

30 Laboratórios de Gás Natural Laboratório de Caracterização Química; Laboratório de Caracterização Química; Laboratório de Metrologia (Dimen., P&T); Laboratório de Metrologia (Dimen., P&T); Laboratório de Medição de Vazão de Gás; Laboratório de Medição de Vazão de Gás; Laboratório de Combustão; Laboratório de Combustão; Laboratórios de Testes de Equipamentos; Laboratórios de Testes de Equipamentos; Laboratório de Ensino Tecnol. do Gás Laboratório de Ensino Tecnol. do Gás Laboratório de Refrigeração Laboratório de Refrigeração

31 Laboratórios de Gás Natural Laboratório de Ensaios Petrofísicos e Geomecânicos; Laboratório de Ensaios Petrofísicos e Geomecânicos; Laboratório de Hidrocarbonetos; Laboratório de Hidrocarbonetos; Laboratório de Simulação Numérica em Tecnologias do Gás; Laboratório de Simulação Numérica em Tecnologias do Gás; Laboratório de Processamento de Gás Natural. Laboratório de Processamento de Gás Natural. (*) Financiamento ANP/FINEP

32 DESAFIOS Desenvolver e fortalecer a articulação institucionalDesenvolver e fortalecer a articulação institucional intra-sistema CNI intra-sistema CNI inter-consórcio SENAI/PETROBRAS Como? AÇÃO HARMONICA Promovendo AÇÃO HARMONICAPara: Implantar e manter a maior Rede Tecnológica (ReGas) voltada para o fortalecimento da indústria do país

33 Projetos de desenvolvimento tecnológico : Armazenamento de GN; Forno cerâmico (e adaptações nos atuais); Sistema especialista para implantação de projetos de cogeração; Avaliação de kits de conversão; Unidade de cogeração de pequena potencia ; Projetos de informação e monitoramento tecnológico voltados ao uso e conservação de energia em cadeias produtivas designadas ( cerâmica / metalurgia / automotiva / cogeração ); CTGAS 2001 : CTGAS 2001 : PROJETOS RELEVANTES

34 CTGAS 2001: CTGAS 2001: PROJETOS RELEVANTES Implantar mais 6 novos núcleos e upgrade qualificado em 6 do conjunto inicial ; Programa de conversão de fornos de padaria em 6 estados ; Implantar núcleo de EaD ; Ampliar oferta de cursos de pós-graduação; Desenvolver livro-texto sobre o G N; Start up dos laboratórios de GN fase I; Implantação dos laboratórios de GN fase II; Implantação de novos laboratórios de serviços ( testes de equipamentos domésticos; disposição de efluentes); Credenciamento dos laboratórios de serviços (ISO/INMETRO/ANP) e certificação dos laboratórios;

35 Conclusões O CTGAS constitui-se em um dos mais ambiciosos projetos tecnológicos do pais e um instrumento único de diferenciação da commodity GN.Será um dos vetores importantes para a viabilização da meta dos 12%. Os serviços do CTGAS serão prioritariamente nos ramos de educação e qualificação e assistência técnica nos serviços de pré e pós -venda. A REGÁS - Rede Nacional de Núcleos de Tecnologias do Gás está sendo constituída em 17 estados e será o elo fundamental do CTGAS. A premissa de atuação em REDE e segundo a filosofia dos centros de excelencia além constituirem uma iniciativa singular no país são fundamentais ao projeto.

36 O Centro de Tecnologias do Gás é visto pela Petrobras como suporte tecnológico integrado aos elos finais da cadeia do gás natural dando confiança à pequena e média indústria ; É entendido também atuando em sinergia com o Sistema Tecnológico da Petrobras e com alcance e resposta nacionais ; A atuação em regime de parceria que está nas raízes do projeto é essencial à sua perenidade ;


Carregar ppt "Gás Natural: Usos, Vantagens e Suporte Tecnológico para a Indústria."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google