A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Padrões e processos de desflorestamento e uso da terra na Amazônia Diógenes S. Alves Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Padrões e processos de desflorestamento e uso da terra na Amazônia Diógenes S. Alves Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais"— Transcrição da apresentação:

1 Padrões e processos de desflorestamento e uso da terra na Amazônia Diógenes S. Alves Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

2 Mudanças de cobertura e uso da terra na Amazônia

3 Estudo de mudanças de uso da terra: O desafio interdisciplinar Ruckelshaus 1989

4 Mudanças de Cobertura e Uso da Terra e Mudanças Globais Houghton 1997, Climate Change 1995, Moore et al 1996 Revelle & Suess (1957) - Revelle & Suess (1957) - emissões antropogênicas de CO 2 experimento geofísico experimento geofísico de larga escala

5 LBA LBA Funcionamento dos sistemas amazônicos e mudanças de cobertura e uso da terra François et al 1996 Mudanças de Cobertura e Uso da Terra e Mudanças Globais Mudanças no clima afetam mudanças na cobertura da terra e VICE-VERSA

6 Mudanças de Cobertura e Uso da Terra e Mudanças Globais Dean 1995 Não há mais como estudar mais os efeitos das mudanças no Velho Mundo Não há mais como estudar mais os efeitos das mudanças no Velho Mundo

7 Moore et al Moore et al 1996 No Novo Mundo...

8 ... o que nos resta é a Amazônia... Fonte: INPE

9 Padrões e processos de desflorestamento e uso da terra na Amazônia Padrões de desflorestamento Padrões de desflorestamento – Mudanças de cobertura da terra e seus padrões espaço-temporais Padrões e processos de uso da terra Padrões e processos de uso da terra – Usos da terra predominantes – Sistemas de uso da terra e sua evolução – Estudo do uso da terra como uma questão interdisciplinar

10 Mudanças de cobertura da terra: padrões espaço-temporais do desflorestamento Taxas anuais: 1x10 6 a 3x10 6 ha a -1 Taxas anuais: 1x10 6 a 3x10 6 ha a -1 Aumento: 1x10 7 ha (1970s) -> 6x10 7 ha (2001) Aumento: 1x10 7 ha (1970s) -> 6x10 7 ha (2001) Concentração do desflorestamento: estradas e projetos de colonização Concentração do desflorestamento: estradas e projetos de colonização Agregação de clareiras, perda contínua de remanescentes florestais = paisagem dominada por pastagens Agregação de clareiras, perda contínua de remanescentes florestais = paisagem dominada por pastagens Diminuição das áreas de capoeiras em regiões de desflorestamento mais intenso Diminuição das áreas de capoeiras em regiões de desflorestamento mais intenso Machado 1998, Alves 2002a, Alves 2002b, Alves et al 2003

11 Fonte: INPE Mosaico de imagens do satélite Landsat em 1973 de Rondônia

12 Fonte: INPE Mosaico de imagens do satélite Landsat em 1991 de Rondônia

13 Fonte: INPE Mosaico de imagens do satélite Landsat em 1999 de Rondônia

14 Machado 1998, Alves 2002a, Alves 2002b Estradas e desflorestamento

15 Alves 2002a Agregação contínua das aberturas = Concentração e paisagem dominada por pastagens

16 Agregação contínua das aberturas = Paisagem dominada por pastagens Alves 2002a

17 Alves et al 1999, Alves et al 2003 Sucessão secundária e intensificação do uso da terra

18 Efeitos da ocupação recente na Amazônia ? Alterações no funcionamento de ecosistemas e do clima ? Degradação de terras ? Violência rural ? Urbanização precária ? Emissões de gases de efeito estufa ? Conflitos com populações tradicionais ? Fragmentação da floresta e de habitats

19 Usos da terra predominantes na Amazônia Predominância da pecuária (85% das áreas de uso em 1996) Predominância da pecuária (85% das áreas de uso em 1996) Estabelecimento de pólos do agronegócio: produção de grãos, mais raramente, culturas perenes; grandes propriedades Estabelecimento de pólos do agronegócio: produção de grãos, mais raramente, culturas perenes; grandes propriedades Agricultura - maior importância relativa em pequenas propriedades com desflorestamento recente Agricultura - maior importância relativa em pequenas propriedades com desflorestamento recente Maiores lotações dos pastos em áreas com mais desflorestamento (taxas e padrão espacial) Maiores lotações dos pastos em áreas com mais desflorestamento (taxas e padrão espacial) Reis and Margulis 1991, Alves (2002)

20 Usos da terra predominantes na Amazônia Alves et al 2002

21 Intensificação do uso das pastagens Aumento das áreas de pastagens e do gado no período Alves et al 2002

22 Estudo de mudanças de uso da terra: O desafio interdisciplinar Nobre/LBA

23 Estudo de mudanças de uso da terra: O desafio interdisciplinar

24 O desafio interdisciplinar: Integrar sistema físico + dimensões humanas

25 Domínio das ciências naturais e sociais: Domínio das ciências naturais e sociais: – Impactos são ambientais & sociais – Multiplicidade de atores e processos Múltiplas escalas temporais e espaciais Múltiplas escalas temporais e espaciais Interações complexas e diversas Interações complexas e diversas Necessidade de régras (instituições) Necessidade de régras (instituições) Relações complexas, de alcance regional, nacional e internacional Relações complexas, de alcance regional, nacional e internacional – Cenários e alternativas exigem múltiplas abordagens e perspectivas 1.Explorar leis e hipóteses 2.Explorar causa e natureza 3.Análise do contexto histórico 4.Avaluação de alternativas e cenários futuros Estudo de mudanças de uso da terra: O desafio interdisciplinar

26 Moore et al Moore et al 1996 Como foi nas áreas mais antigas ?

27 4 características da agricultura no Brasil 1.Agricultura colonial e acumulação primitiva de capital Produção agrícola para o mercado europeu Produção agrícola para o mercado europeu Mão de obra escrava Mão de obra escrava Principal cultura: açúcar Principal cultura: açúcar Sesmarias obtidas por homes de calidad (e homens de posse ), que estabeleciam engenhos e compravam escravos Sesmarias obtidas por homes de calidad (e homens de posse ), que estabeleciam engenhos e compravam escravos de Hollanda 1981, Prado Jr 2000, Machado 1998, Silva 1996

28 2.Expansão buscando terras novas Baixa tecnologia agrícola Baixa tecnologia agrícola Abundância de terras e intenção de ocupar Abundância de terras e intenção de ocupar Gratuidade e condicionalidade Gratuidade e condicionalidade Violência na posse da terra Violência na posse da terra de Hollanda 1981, Prado Jr 2000, Machado 1998, Silva características da agricultura no Brasil

29 3.Predominio da grande propiedade Concessão de grandes Sesmarias Concessão de grandes Sesmarias Monocultura de exportação e construção de engenhos Monocultura de exportação e construção de engenhos Monarquia se estabelece aliada com a formação da classe de grandes proprietários Monarquia se estabelece aliada com a formação da classe de grandes proprietários Paradigma do capitalismo agrário no Brasil, associado ao desenvolvimento após 2a guerra, urbanização, e êxodo rural Paradigma do capitalismo agrário no Brasil, associado ao desenvolvimento após 2a guerra, urbanização, e êxodo rural de Hollanda 1981, Prado Jr 2000, Machado 1998, Silva 1996, Abramovay características da agricultura no Brasil

30 4.Pecuária extensiva, agricultura de fundo de vales, retorno/transição para floresta episódico Pecuária nos campos e após ciclos agrícolas Pecuária nos campos e após ciclos agrícolas Baixo nível de tecnologia Baixo nível de tecnologia Transição para floresta não é importante (nas áreas mais antigas), em comparação com Europa ou costa leste EUA Transição para floresta não é importante (nas áreas mais antigas), em comparação com Europa ou costa leste EUA Urbanização e desenvolvimento criaram desafios Urbanização e desenvolvimento criaram desafios Paradigma do capitalismo agrário no Brasil Paradigma do capitalismo agrário no Brasil de Hollanda 1981, Prado Jr 2000, Machado 1998, Silva 1996, Abramovay características da agricultura no Brasil

31 Estrutura e funcionamento (atores e atividades) ComercioConsumoProduçãoIndustria Insumos e serviços Nivel internacional Transformação produtiva Competitividade Impacto sobre Uso de tierra Nivel 5 Vantagens e fraquezas Piketty 2003, baseado em Bourgeois e Hererra 1996 Nivel nacional Mais duas características da agricultura no Brasil 5.Construção de cadeias de produção

32 De Sousa & Busch 1998, Diamond 2002 Mais duas características da agricultura no Brasil 5.Construção de cadeias de produção 6.Tecnificação da agricultura

33 1.Agricultura colonial e acumulação primitiva de capital 2.Expansão em busca de terras novas 3.Predomínio da grande propriedade 4.Pecuária extensiva, agricultura de fundo de vales, retorno/transição para floresta episódico 5.Construção de cadeias de produção 6.Tecnificação da agricultura Na Amazônia é diferente ? Características da agricultura no Brasil

34 Na Amazônia é diferente ? Hoje, a percepção de limites naturais é diferente Moore et al 1996, Ruckelshaus 1989

35 Na Amazônia é diferente ? A percepção de limites naturais é diferente Dean 1995, Revista Época 15/5/2000

36 Dimensões sociais e econômicas: Ações conservação (PPG7 f I), desflorestamento e Brasil em Ação SCA/Therry 98, Alves 2002

37 SCA/Therry 98 Dimensões sociais e econômicas: Ações conservação (PPG7 f I) e de desenvolvimento

38 Estudo de mudanças de uso da terra: O desafio interdisciplinar Ruckelshaus 1989

39 Biotecnologias se desenvolvem dentro de um complexo científico-tecnológico Biotecnologias se desenvolvem dentro de um complexo científico-tecnológico [em contexto de expansão econômica transnacional] Arranjos multi-institucionais incluem setores público e privado Arranjos multi-institucionais incluem setores público e privado [instituições transnacionais] Participação ativa (transversal) do estado: Participação ativa (transversal) do estado: – Regulador de acesso e propriedade intelectual – Responder a demandas da sociedade – Político pressionado a participar de debates e discussões Cientistas não trabalham isolados, de forma autônoma Cientistas não trabalham isolados, de forma autônoma Trigueiro 2000 O desafio interdisciplinar: O caso das biotecnologias

40 Respostas insatisfactorias à sociedade geram crises dos paradigmas de análise Respostas insatisfactorias à sociedade geram crises dos paradigmas de análise Processos econômicos apagam fronteiras, molduras de defesa dos direitos individuais Processos econômicos apagam fronteiras, molduras de defesa dos direitos individuais Grande expansão econômica transnacional e reconhecimento de limites dos recursos naturais Grande expansão econômica transnacional e reconhecimento de limites dos recursos naturais Aumentos de produtividade contrapostos a razões ambientales Aumentos de produtividade contrapostos a razões ambientales Degradação ambiental exige marcos políticos, legais, de direitos humanos e dos povos Degradação ambiental exige marcos políticos, legais, de direitos humanos e dos povos O desafio interdisciplinar: O caso da crise ambiental Altvater 2000

41 Conclusões Ocupação e desflorestamento concentrados Ocupação e desflorestamento concentrados – Impactos são concentrados Atores e processos tem características diferentes de região a região Atores e processos tem características diferentes de região a região – Desafio científico envolve múltiplas escalas, disciplinas, abordagens... paradigmas – Desafio científico envolve múltiplas questões, formuladas por múltiplos atores e grupos de interesse

42 Obrigado...

43

44 Estudo de mudanças de uso da terra: O desafio interdisciplinar Ruckelshaus 1989

45 Estudo de mudanças de uso da terra: O desafio interdisciplinar

46 Padrões e processos de desflorestamento e uso da terra na Amazônia Padrões de desflorestamento Padrões de desflorestamento – Mudanças de cobertura da terra e seus padrões espaço-temporais Padrões e processos de uso da terra Padrões e processos de uso da terra – Usos da terra predominantes – Sistemas de uso da terra e sua evolução – Estudo do uso da terra como uma questão interdisciplinar – As dimensões social e econômica das mudanças de uso e cobertura da terra na Amazônia

47 Torres de medida de fluxos de carbono do LBA em operação na Reserva Ecológica REBIO Jaru, em Rondônia. Torres de medidas de fluxo de carbono do LBA em Manaus e em Rondônia. C. Nobre/LBA

48 Fragmentação de habitats Skole and Tucker 1993

49 Desarrollo sustentable, responsabilidades conjuntas e diferenciadas Scientific American 1989

50 Perdida de florestas Moore et al 1996, Rudel 2001, Mather 2001 En EEUU: asociada a colonización y expansión agrícola. En Europa: colecta de leña, construcción naval Presentemente, observase reforestación en regiones de EEUU y Europa, debido a factores demográficos (emigración rural, urbanización), económicos/tecnologicos ( New Deal, abandono leña, industrialización, introducción de tecnologias agrícolas),político/culturales (conscientización de la falta de leña, erosión, inundaciones, códigos forestales)

51 Desarrollo de la agricultura e domesticación de especies Diamond (2002) Utilización del territorio para caza y colecta de alimentos pasa al uso de la tierra para cultivar algunas plantas y criar animales hace ~ años Utilización del territorio para caza y colecta de alimentos pasa al uso de la tierra para cultivar algunas plantas y criar animales hace ~ años Proceso ocurre en diferentes regiones con diferentes grupos de hombres y les da ventajes en la competición con otros grupos Proceso ocurre en diferentes regiones con diferentes grupos de hombres y les da ventajes en la competición con otros grupos

52 Proceso pasó por la domesticación de especies salvajes Proceso pasó por la domesticación de especies salvajes Domesticar no es simplemente ADOTAR o DOMAR Domesticar no es simplemente ADOTAR o DOMAR Domesticar exige selección de individuos que sean más apropiadas para cultivo o cría Domesticar exige selección de individuos que sean más apropiadas para cultivo o cría Desarrollo de la agricultura e domesticación de especies Diamond (2002)

53 Desarrollo de la agricultura e domesticación de especies Diamond (2002) Numero de especies domesticadas relativamente pequeño Numero de especies domesticadas relativamente pequeño Selección y diseminación de una especie depende de características ecológicas Selección y diseminación de una especie depende de características ecológicas Diseminación longitudinal más frecuente que latitudinal Diseminación longitudinal más frecuente que latitudinal


Carregar ppt "Padrões e processos de desflorestamento e uso da terra na Amazônia Diógenes S. Alves Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google