A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES SECRETARIA DE POLÍTICA NACIONAL DE TRANSPORTES I SEMINÁRIO SOBRE SEGURANÇA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES SECRETARIA DE POLÍTICA NACIONAL DE TRANSPORTES I SEMINÁRIO SOBRE SEGURANÇA."— Transcrição da apresentação:

1 ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES SECRETARIA DE POLÍTICA NACIONAL DE TRANSPORTES I SEMINÁRIO SOBRE SEGURANÇA NAS RODOVIAS O QUE PENSA A INDÚSTRIA Brasília 13 de dezembro de 2.006

2 ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos ANIP ASSOCIAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA DE PNEUMÁTICOS

3 ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos ASPECTOS FUNDAMENTAIS LIGADOS AOS PNEUS MANUTENÇÃO DOS PNEUS NORMAS E REGULAMENTOS ESTADO DE CONSERVAÇÃO DAS ESTRADAS EDUCAÇÃO – DIREÇÃO DEFENSIVA INSPEÇÃO VEICULAR

4 ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos PESQUISA FRANCESA 6 % ACIDENTES NAS RODOVIAS PNEUS MAL CALIBRADOS ______________________________________________________________ TESTE FEITO NO RIO DE JANEIRO (REALIZADO PELA MICHELIN) 633 VEÍCULOS 23% - PRESSÃO MUITO BAIXA 24% - PRESSÃO EXCESSIVA 26% - PRESSÃO CORRETA 27% - PRESSÃO ADMISSÍVEL

5 ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos CAUSAS DE FALHAS POR TIPO DE PNEUS USA / ARIZONA

6 ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos MANUTENÇÃO DOS PNEUS 1)Calibrar os pneus semanalmente de acordo com a indicação do manual do fabricante do veículo. 2) Fazer o rodízio de pneus. Veículos com pneus radiais a cada kms e veículos com pneus diagonais a cada kms rodados. 3) Evitar sobrecarga no veículo. Excesso de peso compromete a estrutura do pneu e aumenta o risco de danos ou de alterações estruturais importantes. 4) Fazer a manutenção preventiva de todo o veículo. Amortecedores, molas, freios, rolamentos, eixos e rodas atuam diretamente sobre os pneus.

7 ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos 5) Utilizar as medidas de pneus e rodas indicadas pelo fabricante do veículo. As partes do carro foram projetadas para interagirem de forma equilibrada. A utilização de pneus e rodas diferentes altera o equilíbrio. 6) Alinhar o sistema de direção e suspensão e balancear os pneus conforme indicado pelo fabricante do veículo ou, pelo menos, a cada Km, e sempre que o veículo sofrer impactos fortes; ocorrer a troca de pneus; os pneus apresentarem desgastes irregulares; forem substituídos os componentes da suspensão; e o veículo estiver "puxando" para um lado. 7) Utilizar o pneu indicado para cada tipo de solo. Rodar na cidade com um pneu destinado ao uso em terra (fora de estrada) provocará perdas no consumo de combustível, nas estabilidade e na durabilidade das peças do veículo.

8 ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos 8)Observar periodicamente o indicador de desgaste da rodagem (TWI). Este indicador existente em todo pneu mostra o momento certo para se efetuar a troca, reduzindo o risco de rodar com o pneu careca. 9)Não permitir o contato do pneu com derivados de petróleo ou solventes. Estes produtos atacam a borracha fazendo com que ela perca suas propriedades físico-químicas e mecânicas. 10) Evitar a direção agressiva, com freadas fortes e mudanças bruscas de direção. Nunca ignore a existência de lombadas, buracos e imperfeições de piso. Os melhores pilotos de competição são aqueles que, mesmo rápidos, sabem poupar seus carros e pneus.

9 ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos NORMAS E REGULAMENTOS Resoluções CONTRAN: Nº. 811/96 – Proíbe o uso de pneus reformados na dianteira de transporte coletivo. Ação ANIP: Realização de estudo técnico a ser apresentado ao Denatran (CTAV) com objetivo de ampliar o escopo da Resolução atual, abrangendo, também, veículos de transporte rodoviários. Nº. 158/2004 – Proíbe o uso de pneus reformados em motocicletas. Ação ANIP: Cooperar com o Denatran fornecendo subsídios técnicos que comprovem a falta de segurança do uso deste produto, visando restabelecer de forma definitiva a Resolução, hoje suspensa por Liminar Judicial.

10 ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos Portarias INMETRO: Pneus Novos: Nº. 05/2000 – RTQ -041 referente a certificação compulsória para Pneus Novos de automóveis, camionetas de uso misto, caminhonetes, ônibus, microônibus, caminhões e seus rebocados. Nº. 35/2001 – Certificação Compulsória para Pneus Novos de motocicletas e ciclomotores. Ação ANIP:Revisão dos Regulamentos de Pneus Novos, focando maior eficácia e efetividade do processo de certificação quanto a segurança, contemplando principalmente:

11 ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos Pneus Reformados: Nº. 227/ Regulamento Técnico da Qualidade para Reforma de Pneus Destinados a Automóveis, Camionetas, Caminhonetes e seus Rebocados. Nº. 252/ Regulamento de Avaliação da Conformidade do Serviço de Reforma de Pneus, Destinados a Automóveis, Camionetas, Caminhonetes e seus Rebocados. Ação ANIP: - Elaboração de relatórios e propostas referentes aos Regulamentos para Pneus Reformados de Passeio, contemplado principalmente: - Elaboração, em conjunto com as Indústrias de Pneus Novos e de Materiais de Reforma e Associações representativas do segmento de Reforma de Pneus, criando propostas ao Inmetro de Regulamentos Compulsórios para Pneus de Carga (Caminhões e Ônibus), focando aspectos de segurança e inibindo questões comerciais.

12 ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos ABNT AMPLIAÇÃO DO CONJUNTO DE NORMAS TÉCNICAS RESSULCAGEM SUPER SINGLE


Carregar ppt "ANIP Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES SECRETARIA DE POLÍTICA NACIONAL DE TRANSPORTES I SEMINÁRIO SOBRE SEGURANÇA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google