A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EXAMES PARASITOLÓGICOS DE FEZES 2. MÉTODOS QUALITATIVOS SEDIMENTAÇÃO ESPONTÂNEA Método de Hoffmann, Pons & Janer (HPJ) ou Lutz SEDIMENTAÇÃO POR CENTRIFUGAÇÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EXAMES PARASITOLÓGICOS DE FEZES 2. MÉTODOS QUALITATIVOS SEDIMENTAÇÃO ESPONTÂNEA Método de Hoffmann, Pons & Janer (HPJ) ou Lutz SEDIMENTAÇÃO POR CENTRIFUGAÇÃO."— Transcrição da apresentação:

1 EXAMES PARASITOLÓGICOS DE FEZES 2

2 MÉTODOS QUALITATIVOS SEDIMENTAÇÃO ESPONTÂNEA Método de Hoffmann, Pons & Janer (HPJ) ou Lutz SEDIMENTAÇÃO POR CENTRIFUGAÇÃO Método de Blagg ou MIFC e método de Richie FLUTUAÇÃO ESPONTÂNEA Método de Willis CENTRIFUGOFLUTUAÇÃO Método de Faust CONCENTRAÇÃO DE LARVAS DE HELMINTOS Métodos de Baermann-Moraes, Rugai e Harada MÉTODOS QUANTITATIVOS Método de Kato-Katz EXAMES PARASITOLÓGICOS DE FEZES

3 SEDIMENTAÇÃO ESPONTÂNEA Método de Hoffmann, Pons & Janer (HPJ) ou Lutz Material: Frasco de Borrel Cálice cônico Bastão de vidro ou palito de madeira Pipeta Gaze Cirúrgica Lâmina Lamínula Solução de lugol Agua EXAMES PARASITOLÓGICOS DE FEZES

4 SEDIMENTAÇÃO ESPONTÂNEA Método de Hoffmann, Pons & Janer (HPJ) ou Lutz FUNDAMENTO: Ovos e cistos tendem a sedimentar na água, que auxilia na diminuição de contaminação bacteriana, muco e gordura. Não serve para trofozoítos de protozoários.INDICAÇÃO: Pesquisa de ovos de helmintos, larvas de helmintos e cistos de protozoários. DESVANTAGEM DA TÉCNICA: DESVANTAGEM DA TÉCNICA: demorada.

5 TÉCNICA: 1 1 – Colocar cerca de 2,5 g de fezes em um frasco de Borrel contendo aproximadamente 5 mL de água; triturar bem com um bastão de vidro. OBS: Para as fezes colhidas em solução conservante (MIF, Formol 10%) deve-se colocar +/- 5 mL do homogenizado em frasco de Borrel )ou copo de plástico) e seguir o item – Acrescentar aproximadamente 20 mL de água. 3 3 – Filtrar a suspensão para um cálice de sedimentação de 100 mL de capacidade total. No processo, usar gaze cirúrgica dobrada em quatro. 4 4 – Os detritos contidos na gaze ou tela de nylon são lavados em mais 20 mL de água, à medida em que vão sendo misturados com o bastão de vidro. O líquido resultante é recolhido no mesmo cálice de sedimentação. SEDIMENTAÇÃO ESPONTÂNEA EXAMES PARASITOLÓGICOS DE FEZES

6 SEDIMENTAÇÃO ESPONTÂNEA EXAMES PARASITOLÓGICOS DE FEZES TÉCNICA: 5 5 – Deixar a suspensão do cálice em repouso por 1 a 24 horas. 6 6 – Após esse tempo, decantar o sobrenadante evitando suspender o sedimento. Se o líquido sobrenadante ainda estiver turvo, fazer nova lavagem (adicionar mais água no sedimento que ficou no cálice) e deixar em repouso por até 60 minutos. 7 7 – Após este tempo, decantar a água e colher uma gota do sedimento, colocar na lâmina limpa, cobrir com lamínula e observar ao microscópio com as objetivas de 10X a 40X.

7 SEDIMENTAÇÃO ESPONTÂNEA EXAMES PARASITOLÓGICOS DE FEZES

8 SEDIMENTAÇÃO ESPONTÂNEA EXAMES PARASITOLÓGICOS DE FEZES

9 SEDIMENTAÇÃO POR CENTRIFUGAÇÃO Método de Blagg ou MIFC e método de Richie EXAMES PARASITOLÓGICOS DE FEZES MATERIAL Frasco de Borrel Cálice cônico Bastão de vidro ou palito de madeira Pipeta Gaze Cirúrgica Tubo de centrífuga Swab Lâmina Lamínula Solução de MIF ou Formalina 10% Éter Etílico Solução de lugol Salina 0,85%

10 FUNDAMENTO: Centrífugo-sedimentação em um sistema éter- mertiolate.INDICAÇÃO: Pesquisa de ovos de helmintos, larvas de helmintos e cistos de protozoários. SEDIMENTAÇÃO POR CENTRIFUGAÇÃO Método de Blagg ou MIFC e método de Richie

11 EXAMES PARASITOLÓGICOS DE FEZES SEDIMENTAÇÃO POR CENTRIFUGAÇÃO TÉCNICA: 1 1 – Colher as fezes recém-emitidas em líquido conservante (MIF, formol 10% ou SAF) e homogeneizar bem Filtrar 1 a 2 mL da suspensão com gaze cirúrgica dobrada em quatro, passando-a para um tubo cônico para centrifugação. 3 3 – Acrescentar 4 a 5 mL de éter etílico e agitar vigorosamente (para desengordura o material). 4 4 – Centrifugar por 1 minuto a rpm. 5 5 – Retirar a camada de detritos, com o auxílio de um bastão.

12 EXAMES PARASITOLÓGICOS DE FEZES SEDIMENTAÇÃO POR CENTRIFUGAÇÃO TÉCNICA: 6 6 – Desprezar o líquido sobrenadante e, com um algodão, limpar as paredes do tubo, que deve estar sempre com a boca voltada para baixo. 7 7 – Acrescentar gotas de salina e/ou formol ao sedimento. 8 8 – Com auxílio de uma pipeta, colher uma gota e coloca- la entre lâmina e lamínula e examinar ao microscópio com as objetivas de 10X a 40X.

13 EXAMES PARASITOLÓGICOS DE FEZES SEDIMENTAÇÃO POR CENTRIFUGAÇÃO SEDIMENTAÇÃO POR CENTRIFUGAÇÃO

14 Ovo de AncylostomidaeOvo de Ancylostomidae (larvado) Ovo de Trichuris trichiura Ovos de Ascaris lumbricoides Ovo de Enterobius vermicularis Ovo de Taenia sp. Ovo de Hymenolepis sp. Larva rabditóide L1 ou L2 Larva filarióide L3 Larva filarióide L3 de Strrongyloides stercoralis Giardia lamblia e Entamoeba histolytica/E dispar DIAGNÓSTICO PARASITOLÓGICO DE FEZES PRANCHA: OVOS, LARVAS E CISTOS Ovo de Schistosoma mansoni


Carregar ppt "EXAMES PARASITOLÓGICOS DE FEZES 2. MÉTODOS QUALITATIVOS SEDIMENTAÇÃO ESPONTÂNEA Método de Hoffmann, Pons & Janer (HPJ) ou Lutz SEDIMENTAÇÃO POR CENTRIFUGAÇÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google