A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. ª Anna Carolina Faleiros Martins. ADOLESCÊNCIA É um período de crescimento e de preparação para o estado adulto, que implica grandes transformações.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. ª Anna Carolina Faleiros Martins. ADOLESCÊNCIA É um período de crescimento e de preparação para o estado adulto, que implica grandes transformações."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. ª Anna Carolina Faleiros Martins

2 ADOLESCÊNCIA É um período de crescimento e de preparação para o estado adulto, que implica grandes transformações que se iniciaram na puberdade: » Biológicas e físicas » Psico-emocionais » Cognitivas » Sócio-afectivas

3 O que é adolescência? É a fase de trasnsição entre a infância e a adultícia caracterizada por grandes transformações em nível somático, psíquico e social. RN –0 até 28 dias; Primeira infância ou Lactente -29 dias até 2 anos, exclusive; Segunda infância ou Pré-escolar –2 anos a 6 anos exclusive; Escolar –6 a 10 anos exclusive; Adolescência 10 aos 20 anos exclusive (OMS, MS); Adolescência 12 aos 18 anos (ECA).

4 A puberdade engloba o conjunto de modicações biológicas que transformam o corpo infantil em adulto, constituindo-se em um dos elementos da adolescência. A puberdade é constituída pelos seguintes componentes: crescimento físico: aceleração, desaceleração, até a parada do crescimento; maturação sexual; desenvolvimento dos órgãos reprodutores e aparecimento dos caracteres sexuais secundários; mudanças na composição corporal; desenvolvimento dos aparelhos respiratório, cardiovascular e outros.

5 Princípios e Diretrizes Na organização da atenção à saúde do adolescente e do jovem devem ser levados em consideração os seguintes aspectos: adequação dos serviços de saúde às necessidades específicas de adolescentes e jovens; respeito às características socioeconômicas e culturais da comunidade, além do perfil epidemiológico da população local; participação ativa dos adolescentes e jovens no planejamento, no desenvolvimento, na divulgação e na avaliação das ações.

6 Privacidade Confidencialidade e sigilo Ética

7 ADOLESCÊNCIA: modificações hormonais e comportamentais (biopsicossociais) Lembrar: os primeiros indícios da puberdade – protrusão do mamilo e aumento testicular – assinalam o início da adolescência. O final da puberdade coincide com a aquisição da capacidade reprodutiva, fusão das epífises ósseas, mas não significa o final da adolescência.

8 ADOLESCÊNCIA: Etapas ANOS: distância dos pais, menor interesse por assuntos familiares, aproximação com os iguais, mesmo sexo, necessidade de privacidade e de adaptação às mudanças corporais; inseguros em relação a saúde e doença, atendimento com os pais predominantemente.

9 ADOLESCÊNCIA: Etapas ANOS: máxima identificação com os iguais, exposição a situações de risco, onipotência, puberdade completa, conflitos com a nova imagem corporal, início das experiências sexuais. Comportamento mais próximo do adulto, atendimento individualizado, com participação ativa, confiante na relação com o hebiatra, sem imposição dos pais.

10 ADOLESCÊNCIA: Etapas 17 a 20 ANOS: surgimento de valores e comportamento do tipo adulto, reaproximação com os pais por identificação de papéis, relacionamentos mais afetuosos e íntimos, busca de estabilidade social e econômica, definição de carreiras, atendimento individualizado. Fenômeno recente: adolescência prolongada, faixa etária anos.

11 Porque ocorrem estas mudanças? Os Hormônios são os responsáveis:

12 A duração do processo pubertário é variável podendo levar, em média, de dois a três anos para uns e de quatro a cinco anos para outros.

13 Altura O ganho de altura durante a adolescência equivale a cerca de 20% da altura nal do adulto e resulta da aceleração do crescimento por um período de 24 a 36 meses. A) Fase de crescimento estável Os acréscimos de altura e peso são geralmente constantes (aproximadamente 5 a 6 cm e 2 a 3 quilos por ano). B) Fase de aceleração de crescimento A velocidade de crescimento aumenta progressivamente até atingir um valor máximo (pico do estirão). C) Fase de desaceleração A velocidade de crescimento diminui gradativamente até a parada do crescimento.

14 Peso e distribuição de gordura O ganho de peso na adolescência é resultante do aumento do tamanho do esqueleto, músculos, órgãos internos e quantidade de gordura. A velocidade máxima de ganho de peso nas meninas ocorre cerca de 6 meses após o pico de crescimento estatural. Musculatura e força Entre 11 e 16 anos, a massa muscular dobra nos meninos e aumenta apenas 50% nas meninas; aos 17 anos os rapazes tem 30 a 50% mais células musculares que as meninas.

15 Proporções corporais Durante a puberdade o crescimento esquelético não é uniforme. As extremidades iniciam o estirão antes do tronco; a aceleração de crescimento segue então uma direção distal-proximal. Assim, os pés e as mãos são os primeiros a crescerem, seguidos das pernas, coxas e, por último, o tronco. O tronco é o último segmento a parar de crescer, o que implica em aumento na relação tronco/membros. A face sofre mudanças signicativas durante a puberdade; seus ossos crescem mais rapidamente que os da caixa craniana, fazendo com que a face pareça emergir do esqueleto. O perl torna-se mais no, o nariz mais projetado e a mandíbula mais proeminente.

16 Mudanças internas Além de importante mudança no sistema reprodutivo, existem também mudanças que incluem o coração, pulmões e vísceras abdominais (fígado, rim, pâncreas, porções não linfáticas do baço). A laringe, por ação da testosterona, no sexo masculino apresenta rápido crescimento.

17 Masculino Aumento do volume testicular (gonadarca), às custas do aumento dos túbulos seminíferos que passam a ter luz e se tornam tortuosos. (9-10 anos, ou 9 a 14 anos); Aumento da produção dos níveis séricos de testosterona, (crescimento de pêlos pubianos, o desenvolvimento peniano e o aparecimento de pêlos axiliares e faciais); Maturação sexual Engloba o desenvolvimento das gônadas, órgãos de reprodução e caracteres sexuais secundários.

18 A ação androgênica estimula o funcionamento das glândulas sudoríparas; Há também estímulo sobre as glândulas sebáceas (oleosidade da pele e acne); Próstata, glândulas bulbouretrais, vesículas seminais e epidídimo apresentam também crescimento acentuado; O início do desenvolvimento testicular ocorre em média aos 10 anos de idade, a pilosidade pubiana aos 11 anos, os pêlos axilares aos 12 anos e faciais aos 14 anos.

19 Feminino O broto mamário (telarca) inicia aos 9 anos, podendo variar de 8 a 13; Aparecimento dos pêlos pubianos. Os pêlos axilares ocorrem um pouco mais tardiamente, em torno dos 10 anos; A menarca ocorre em media aos 12 anos; Útero, trompas e vagina apresentam desenvolvimento marcante na adolescência. – a vagina fica com a parede mais espessa – aumenta a irrigação sanguínea do clitóris A cintura fica mais fina – os ossos da bacia alargam-se

20 É normal que o adolescente se comporte de maneira inconsciente e imprevisível. Lutar contra os seus impulsos e aceitá-los; amar os seus pais e odiá-los; ter vergonha de os assumir perante outros e querer conversar com eles; identificar-se e imitar os outros enquanto procura uma identidade própria. O adolescente é idealista, artístico, generoso e altruísta, como jamais o será novamente, mas também é o oposto: egoísta, calculista, egocêntrico. ANNA FREUD, filha do famoso psicanalista Sigmund Freud

21 SEXUALIDADE Sexualidade é: Uma maneira de cada pessoa se descobrir e descobrir os outros. Eu aprender a gostar de mim e aprender a gostar dos outros. Uma parte integrante da vida do ser humano. Exprime- se através de beijos, carícias, abraços... e não somente através da relação sexual. Cada pessoa vive-a de uma forma distinta, única e irrepetível!

22 Cuidados de Enfermagem atividade atividades

23

24

25

26

27

28


Carregar ppt "Prof. ª Anna Carolina Faleiros Martins. ADOLESCÊNCIA É um período de crescimento e de preparação para o estado adulto, que implica grandes transformações."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google