A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Faculdade de Ciências Farmacêuticas FBC 0522 – Fisiologia do Sistema Hematopoético Plaquetopenia Débora Cardoso Rodrigues Elaine Cabral Serrão Francisco.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Faculdade de Ciências Farmacêuticas FBC 0522 – Fisiologia do Sistema Hematopoético Plaquetopenia Débora Cardoso Rodrigues Elaine Cabral Serrão Francisco."— Transcrição da apresentação:

1 Faculdade de Ciências Farmacêuticas FBC 0522 – Fisiologia do Sistema Hematopoético Plaquetopenia Débora Cardoso Rodrigues Elaine Cabral Serrão Francisco Guilherme Rezende Gaia Isabela Oliveira Alvarenga Pinto Juçara Guiçardi Vercelino Juliana Gallottini de Magalhães Kamilla Fernandes Villa Marco Antonio Mizoguchi Junior Nathalia Inouye Raquel Cardoso Laconca

2 Plaquetas Corpúsculos anucleados derivados de megacariócitos; Responsáveis por promover a coagulação do sangue e a reparação de vasos sanguíneos; Valores normais: / µ L; Possuem hialômero, cromômero (grânulos) e sistema canalicular aberto; Microtúbulos, feixes de actina e miosina mantêm a forma da plaqueta e possibilitam a formação de filopódios e contração; Granulômero: grânulos delimitados por membrana, armazenam diferentes substâncias.

3 Plaquetopoese Origem na medula óssea vermelha, fragmentação do citoplasma de megacariócitos; Célula tronco origina célula mielóide multipotente, que se diferencia em célula formadora do megacariócito; Em seguida, essa célula dá origem ao megacarioblasto, que possui núcleo grande e com diversos nucléolos; O megacarioblasto se diferencia em megacariócito, que possui grânulos contendo fatores de crescimento e outras substâncias que agem na coagulação.

4 Plaquetopoese GM-CSF, IL-3 e IL-11 recrutam células precursoras de megacarioblastos, presentes na medula; IL-6, IL-7 e trombopoetina também são fatores importantes na formação de megacariócitos; A trombopoetina (Tpo) é produzida no fígado, rins e músculo esquelético. Estimula a proliferação e diferenciação de progenitores de megacariócitos; A Tpo também promove a diferenciação de megacariócitos imaturos. Porém, não age em células maduras durante a formação de plaquetas

5 Plaquetopenias ( < plaquetas/uL de sangue) Diminuição do número de plaquetas Sinais gerais: hemorragia cutânea, lesões púrpuras, sangramento gengival, sangue nas fezes ou na urina e períodos menstruais anormais; Em casos graves, pode haver hemorragias internas espontâneas; Diagnóstico: contagem de plaquetas (hemograma) ou aspiração da medula óssea.

6 Causas 1. Menor produ ç ão de plaquetas a. Doen ç a generalizada da medula ó ssea i. Aplasia (congênita ou adquirida) ii. Doen ç a invasiva (leucemia, carcinoma, infec ç ão disseminada) iii. Estados deficientes (deficiência de folato ou vit. B12) b. Doen ç as que afetam os megacari ó citos i. Congênitas · Deficiência de trombopoetina · Megacari ó citos reduzidos ou ausentes (associado a outros defeitos congênitos) ii. Adquiridas · Infec ç ão · Medicamentos (drogas citot ó xicas, cloranfenicol, tiazidas)

7 Causas 2. Maior destrui ç ão de plaquetas a. Imunogênica i. Auto-imune (PTI) ii. Iso-imune: neonatal e p ó s-transfusão iii. Associada a medicamentos b. Infec ç ão c. Outros medicamentos ( á lcool, ouro) d. Maior utiliza ç ão (coagula ç ão intravascular disseminada) e. Lesão mecânica i. V á lvulas card í acas prot é ticas ii. P ú rpura trombocitopênica tromb ó tica iii. S í ndrome hemol í tico-urêmica 3. Seq ü estro de plaquetas: s í ndrome do ba ç o grande 4. Dilui ç ão de plaquetas: transfusões maci ç as

8 Diagnóstico 1.Exame físico Avaliar presença de febre A extensão das lesões por púrpura presentes na pele e mucosas Tamanho do baço 2.Testes laboratoriais Contagem sanguínea Exame de medula

9 Análise de um hemograma

10 Tratamento

11 C AUSAS DE TROMBOCITOPENIA 1.Mielossupressão generalizada 2.Distribuição anormal das plaquetas 3.Destruição aumentada das plaquetas 4.Perda dilucional

12 COMPARTIMENTOS PLAQUETÁRIOS Wintrobe Hematology, 1998.

13 1- FALÊNCIA DA PRODUÇÃO DE PLAQUETAS 1.1- Mielossupressão generalizada Leucemia; mielodisplasia; anemia aplástica; infecção com o vírus da imunodeficiência adquirida (HIV); mielofibrose; uremia; mieloma múltiplo; infiltração da medula óssea (p.ex., carcinoma, linfoma) 1.2- Depressão megacariocítica seletiva Drogas; álcool; químicos; infecções virais Trombocitopenias hereditárias Síndrome de May-Hegglin, de Wiskott-Aldrich, Bernard Soulier 1.4- Trombopoese ineficaz Anemia megaloblástica

14 Fonte: Fundamentos de Hematologia, DISTRIBUIÇÃO ANORMAL DAS PLAQUETAS 2.1- Distúrbios do baço Neoplásicos (linfomas, leucemia crônica, etc) Congestivos (hipertensão da veia porta, anomalias vasculares) Infiltrativos (doença de Gaucher, doença de Niemann-Pick, outras) Infecciosas (sífilis, kalazar, tuberculose miliar)

15 3- PERDA DILUCIONAL Transfusão maciça de sangue estocado

16 4- DESTRUIÇÃO AUMENTADA DAS PLAQUETAS 4.1- Imunólogica Aloanticopos: incompatibilidades neonatal e pós-transfusão Auto-anticopos- primária Auto-anticorpos secundária (p.ex., Lúpus eritematoso sistêmico; leucemia linfocítica; pós-infecção pelo HIV, outros vírus, bactérias, micóticas, etc) Pós-transplante de células-tronco 4.2- Devido ao uso de drogas Produzem supressão generalizada na medula óssea Suprimem os megacariócitos seletivamente Danificam as plaquetas diretamente Provocam formação de anticorpos anti-plaquetas Mecanismo desconhecido

17 Drogas que produzem supressão generalizada na medula óssea (MO) 1- Agentes que REGULARMENTE provocam hipoplasia da MO se for dada uma dose suficiente: Benzeno e seus derivados Radiação ionizante Mostarda súlfurica ou nitrogenada e côngeneres (bussulfan, ciclofosfamida, etc) Antimetabólitos (compostos antifolato, análogos das purinas ou pirimidina, tal como 6-mercaptopurina, tioguanina, citosina arabinosídeo Agentes antimitóticos (colchicina, alcalóides do caramujo) Certos antibióticos (daunorubicina, adriamicina) Outros agente tóxicos (arsênico inorgânico, diclorovinilcisteína) Wintrobe –Hematology, 1998

18 Drogas que produzem supressão generalizada na medula óssea (MO) 2- Drogas que foram OCASIONALMENTE associados à hipoplasia da MO: Cloranfenicol, Arsênicos orgânicos Metilfenilhidantoína Fenilbutazona Compostos de ouro Wintrobe Hematology, 1998

19 Drogas que suprimem os megacariócitos seletivamente Clorotiazidas Etanol Tolbutamida Drogas que danificam diretamente as plaquetas Ristocetina Sulfato de protamina Bleomicina Wintrobe Hematology, 1998

20 Drogas que podem provocar a formação de anticorpos plaquetários Acetominofem Allil isopropilcarbamida (Sedormid) e congêneres Cefalotina Diazepam Definilidantoína Sais de ouro Heparina Metilcilina sulfisoxazole Metildopa Novobiocina Ácido p-amino salícilico Pencilina Quinidina Quinina Rifampicina Estibofem Wintrobe Hematology, 1998

21 DROGAS CUJO MECANISMO DE AÇÃO É DESCONHECIDO Wintrobe Hematology, 1998

22 Fonte: Hofbrand e cols, Fundamentos de Hematologia, 2004.

23 Fonte: Fundamentos de Hematologia, DISTRIBUIÇÃO ANORMAL DAS PLAQUETAS 2.1- Distúrbios do baço Neoplásicos (linfomas, leucemia crônica, etc) Congestivos (hipertensão da veia porta, anomalias vasculares) Infiltrativos (doença de Gaucher, doença de Niemann-Pick, outras) Infecciosas (sífilis, kalazar, tuberculose miliar)

24 Drogas que produzem supressão generalizada na medula óssea (MO) 1- Agentes que REGULARMENTE provocam hipoplasia da MO se for dada uma dose suficiente: Benzeno e seus derivados Radiação ionizante Mostarda súlfurica ou nitrogenada e côngeneres (bussulfan, ciclofosfamida, etc) Antimetabólitos (compostos antifolato, análogos das purinas ou pirimidina, tal como 6-mercaptopurina, tioguanina, citosina arabinosídeo Agentes antimitóticos (colchicina, alcalóides do caramujo) Certos antibióticos (daunorubicina, adriamicina) Outros agente tóxicos (arsênico inorgânico, diclorovinilcisteína) Wintrobe –Hematology, 1998

25 Drogas que produzem supressão generalizada na medula óssea (MO) 2- Drogas que foram OCASIONALMENTE associados à hipoplasia da MO: Cloranfenicol, Arsênicos orgânicos Metilfenilhidantoína Fenilbutazona Compostos de ouro Wintrobe Hematology, 1998

26 Drogas que suprimem os megacariócitos seletivamente Clorotiazidas Etanol Tolbutamida Drogas que danificam diretamente as plaquetas Ristocetina Sulfato de protamina Bleomicina Wintrobe Hematology, 1998

27 Drogas que podem provocar a formação de anticorpos plaquetários Acetominofem Allil isopropilcarbamida (Sedormid) e congêneres Cefalotina Diazepam Definilidantoína Sais de ouro Heparina Metilcilina sulfisoxazole Metildopa Novobiocina Ácido p-amino salícilico Pencilina Quinidina Quinina Rifampicina Estibofem Wintrobe Hematology, 1998

28 DROGAS CUJO MECANISMO DE AÇÃO É DESCONHECIDO Wintrobe Hematology, 1998


Carregar ppt "Faculdade de Ciências Farmacêuticas FBC 0522 – Fisiologia do Sistema Hematopoético Plaquetopenia Débora Cardoso Rodrigues Elaine Cabral Serrão Francisco."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google