A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Técnicas de Determinação de Limiares Metabólicos em Laboratório e em campo Ana Carolina Corte de Araujo – R2 Medicina do Esporte. Maria Augusta Kiss –

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Técnicas de Determinação de Limiares Metabólicos em Laboratório e em campo Ana Carolina Corte de Araujo – R2 Medicina do Esporte. Maria Augusta Kiss –"— Transcrição da apresentação:

1 Técnicas de Determinação de Limiares Metabólicos em Laboratório e em campo Ana Carolina Corte de Araujo – R2 Medicina do Esporte. Maria Augusta Kiss – Orientadora.

2 Importância A determinação de limiares metabólicos permite uma maior individualização da sobrecarga de treinamento, pois utiliza a capacidade aeróbia e/ou variáveis metabólicas submáximas que são considerados marcadores mais sensíveis do estado e da resposta a um programa de treinamento aeróbio do que os modelos máximos que utilizam o VO 2máx como parâmetro. Esporte e Exercício – Avaliação e Prescrição Maria Augusta Kiss

3 Limiares Metabólicos Limiares de Lactato Limiares Ventilatórios Limiar de Esforço Percebido Limiar de Frequência Cardíaca

4 Limiares de Lactato

5 Limiares de Lactato – teste de esforço

6 Limiares de Lactato - laboratório Teste de esforço máximo e a interpretação da curva de lactato sanguíneo: – Influência do protocolo nos marcadores de desempenho: Variação da duração do estágio ou a taxa de incremento de sobrecarga podem levar a diferenças na curva de lactato e nos LTs. Motivo: tempo necessário para a difusão do lactato sanguíneo até o próximo incremento. Grande debate! Hoje: Não há protocolo estabelecido.

7 Limiares de Lactato - laboratório – Fatores que influenciam os níveis de lactato: Depleção dos estoques de glicogênio (dieta pobre em carboidratos e exercício exaustivo anterior). Composição da fibra muscular; Atividade enzimática; Densidade mitocondrial; Problemas na metodologia da coleta ou do teste de esforço.

8 Limiares de Lactato - Laboratório maior precisão nos procedimentos de coleta; maior controle ambiental; investimento mais alto; menor especificidade.

9 Limiares de Lactato - laboratório Curva de lactato: – Teste físico é usado para avaliar potência aeróbia; – Associar resultado da curva com potência aeróbia. Deslocamento da curva à direita: melhora da potência aeróbia. Deslocamento à esquerda: piora

10 Conceitos de Limiar de Lactato - Limiar de lactato fixo - Limiar de lactato fixo: – Assim definido por apresentar concentração de lactato constante durante o incremento de exercício. – Avaliar desempenho aeróbio. – Entre: 2; 2,5; 3 ou 4 mmol/L, sendo o LT4 o método usado mais frequentemente.

11 Conceitos de Limiar de Lactato - Limiar aeróbio ou Limiar de Lactato- Limiar aeróbio de lactato: – Primeiro aumento sustentado do lactato sanguíneo acima da linha de base. – Determinação visual pode levar a interpretações diferentes. – Outros métodos de determinação LT aer: 0,2mmol/L acima do valor de limiar do exercício mínimo. Hughson e Green: 0,5mmol/L do lactato de repouso. 1mmol/L acima do lactato do exercício leve.

12 Conceitos de Limiar de Lactato - Limiar anaeróbio ou OBLA - Representa um nível de exercício em que a hipóxia tecidual desencadeia um desequilíbrio entre a formação de lactato e sua eliminação, com um aumento subsequente na concentração sanguínea de lactato.

13 Conceitos de Limiar de Lactato - Limiar anaeróbio ou OBLA - Limiar anaeróbio de lactato: – Definido a partir da mudança brusca na inclinação da curva de lactato. – LT4 foi estabelecido por ser o maior lactato sanguíneo sustentando por longo tempo. Problema! Não considera valores individuais, podendo estar sub ou superestimada a potencia aeróbia. – Keul et al e Simon et al: determinaram LTan individual pela inclinação da curva de lactato (51º e 45º). – Dickhuth et al: 1,5mmol/L acima do LTaer.

14 Conceitos de Limiar de Lactato - Limiar anaeróbio ou OBLA -

15 Conceitos de Limiar de Lactato

16 Conceitos de Limiar de Lactato - Lactato máximo em steady state- Lactato máximo em steady state (MLSS): – A mais alta intensidade de exercício que mantenha, por um longo período de tempo, o lactato contínuo.

17 Limiares de Lactato - campo menor precisão nos procedimentos de coleta; baixo controle ambiental; investimento menor; maior especificidade.

18 Limiares de Lactato - campo Equações de regressão elaboradas a partir desta alta correlação entre o LAn e a performance em distâncias conhecidas nos permitem avaliar o LAn indireto com certa segurança e confiabilidade.

19 Limiares de Lactato - campo Natação: – Determinação indireta do OBLA (4mM): OBLA = [1,047 x Vm10min (m/s)] – 0,068 Vm10min (m/s): velocidade média obtida no desempenho de 10min estilo crawl na natação. MATSUNAMI et al.

20 Limiares de Lactato - campo Corrida – Determinação indireta do LL em corrida: LL = 124 – 0,83 x 40s corrida (m) + 0,202 x 5min corrida (m) 40s corrida (m): Distância percorrida no teste de 40s; 5min corrida (m): Distância percorrida no teste de 5 min. TANAKA

21 Limiares de Lactato - campo Corrida – Determinação da velocidade média do LL VmLL(m/min) = -2,58 x [(3200m corrida (min)] + 165,5 VmLL(m/min): velocidade média correspondente à intensidade do limiar de lactato. 3200m corrida (min): tempo gasto para percorrer 3200m. WELTMAN et al.

22 Influência do treinamento nos limiares de lactato Adaptações centrais e periféricas: – Menor ritmo de formação do lactato durante o exercício. – Maior ritmo de remoção ou depuração do lactato durante o exercício. – Efeitos combinados.

23 Limiares Ventilatórios Fase I - do repouso ao exercício Aumento linear de VE (às custas do Volume Corrente) Metabolismo aeróbio.

24 Limiares Ventilatórios Fase II - Determinando o Limiar Ventilatório LV1 Aumento da VE/VO2 Aumento da PETCO2 (sem redução recíproca de PETCO2) Manutenção da VE/VCO2 pH inalterado pela ação de tamponamento ventilatório Lactacemia <3,4mmol/L

25 LV 1- primeiro ponto na curva ventilatória de aumento não- linear de VE. Limiares Ventilatórios Fase II - Determinando o Limiar Ventilatório LV1

26 Acúmulo de lactato >3,5mmol/L acidose metabólica pH sanguíneo VE/VCO 2 PETCO 2 Aumento de RR (VCO 2 /VO 2 ) Limiares Ventilatórios Fase III - Determinando o Limiar Ventilatório LV2

27

28 Limiar de Esforço Percebido Pode ser usado para indicar a intensidade do exercício. Classificação das sensações percebidas relativas ao nível de esforço. Coincide com as medidas objetivas da sobrecarga fisiológica/metabólica.

29 Limiar de Esforço Percebido – Escala de Borg - 6 7EXTREMAMENTE FÁCIL 8 9MUITO FÁCIL 10 11FÁCIL 12 13UM POUCO DIFÍCIL 14 15DIFÍCIL 16 17MUITO DIFÍCIL 18 19EXTREMAMENTE DIFÍCIL : Limiar de lactato para indivíduos treinados e destreinados : 70% da Fcmáx 15: lactato sanguíneo = 2,5mM 18: lactato sanguíneo = 4,0mM

30 Limiar de frequência cardíaca American College of Sports Medicine: 60-90% da Fcmáx ou 50-85% do VO2máx Fcmáx = 220-idade Fcreserva = Fcmáx – Fcrepouso Zona alvo de treinamento: 60-80% da Fcreserva = 60-80% do VO2máx.

31 %VO2máx%FCreserva%Fcmáx HOWLEY & FRANKS. Limiar de frequência cardíaca

32 Teste de Conconi: – Princípio linear entre a velocidade de corrida – intensidade do exercício – e freqüência cardíaca. – A relação entre Fc e velocidade de corrida é em parte linear e, em parte, curvilínea. – A velocidade na qual a linearidade é perdida tem sido chamada de velocidade de deflexão, momento este que está associado ao Lan.

33 Obrigada!


Carregar ppt "Técnicas de Determinação de Limiares Metabólicos em Laboratório e em campo Ana Carolina Corte de Araujo – R2 Medicina do Esporte. Maria Augusta Kiss –"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google