A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DOENÇA CARDIOVASCULAR E GRAVIDEZ ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA DRA. FLORENCE M. CAVALCANTI.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DOENÇA CARDIOVASCULAR E GRAVIDEZ ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA DRA. FLORENCE M. CAVALCANTI."— Transcrição da apresentação:

1 DOENÇA CARDIOVASCULAR E GRAVIDEZ ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA DRA. FLORENCE M. CAVALCANTI

2 ASPECTOS GERAIS Brasil: incidência de cardiopatia durante a gestação: 1-1,5%; 4ª causa de óbito não obstétrico; Repercussões p/ o concepto: –RCIU –Prematuridade –Baixo peso ao nascer –Cardiopatia congênita –Óbito neonatal ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

3 ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DO CICLO GRAVÍDICO-PUERPERAL 3ª semana de fecundação circulação materna / concepto dependência do feto à mãe ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

4 ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DO CICLO GRAVÍDICO-PUERPERAL ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

5 ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DO CICLO GRAVÍDICO-PUERPERAL Hemodinâmicas –FC global médio de 16 bpm da variabilidade da FC bradicardia transitória –Volume sanguíneo de 45% a partir do 1° trimestre (volume plasmático + glóbulos vermelhos) ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

6 ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DO CICLO GRAVÍDICO-PUERPERAL Hemodinâmicas –Débito cardíaco médio de 40% ( 28ª sem.) de 60-80% (pós-parto imediato) –Resistência periférica diminuída (estrógeno, prolactina, prostaglandinas circulantes, endotelina e NO) ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

7 ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DO CICLO GRAVÍDICO-PUERPERAL Hemodinâmicas –Pressão arterial –Pressão pulmonar e resistência pulmonar ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

8 EXAMES SUBSIDIÁRIOS Raio X de tórax –aparente da trama vascular pulmonar –atelectasia –proeminência do TP ECG –FC –desvio dos eixos do QRS, T e ST ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

9 EXAMES SUBSIDIÁRIOS ECO – transitória da função sistólica próximo ao termo e no pós-parto precoce –HVE –contração atrial mais vigorosa ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

10 CARDIOMIOPATIA PERIPARTO Dilatação do VE e insuficiência cardíaca congestiva (3° trim.até 6° mês do puerpério), em pacientes s/ cardiopatia prévia; 1/4.000 a 1/ gestações (1% doenças CV relacionadas à gravidez); Mortalidade 30-60%. ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

11 CARDIOMIOPATIA PERIPARTO Fatores de risco: -idade > 30 a - raça negra - multiparidade - gravidez gemelar - má nutrição - hipertensão ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

12 CARDIOMIOPATIA PERIPARTO Etiologia: –controversa (miocardite componente mais freqüentemente encontrado); –ainda classificada como cardiomiopatia primária. ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

13 CARDIOMIOPATIA PERIPARTO Quadro clínico: –ICC –Dor precordial e embolia pulmonar –EF: ritmo taquicárdico (B3), SS mitral e tricúspide. ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

14 CARDIOMIOPATIA PERIPARTO Diagnóstico: –ECG –Raio X tórax –ECO ( dos diâmetros sistólico e diastólico do VE e da FE) –Biópsia endomiocárdica (miocardite) –Mapeamento miocárdico c/ gálio (miocardite) ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

15 CARDIOMIOPATIA PERIPARTO Evolução clínica muito variável; Pior prognóstico relacionado a VDF VE e aparecimento de sx de ICC mais tardiamente; Importante: acompanhamento da fç miocárdica até 6 m pós-parto; Tratamento: –ICC –Imunossupressores: azatriopina e prednisona –Tx cardíaco ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

16 ESTENOSE MITRAL Lesão reumática cardíaca mais comum; Cardiopatia estrutural de maior incidência na gravidez; Comum manifestação dos 1°s sx durante a gravidez ( do vol. sanguíneo / taquicardia gerando do grad. transvalvar); ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

17

18 ESTENOSE MITRAL Quadro clínico: –Dispnéia progressiva EAP –Fibrilação atrial ( do risco de morte materna em 2-3x) –Hipertensão pulmonar e ICD (> mortalidade) –Hemoptise (risco de vida) –Tromboembolismo sistêmico (FA) ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

19 ESTENOSE MITRAL Diagnóstico: –Exame físico –ECG ( AE, desvio do eixo p/ direita) –Rx de tórax –ECO (exame de escolha) ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

20 ESTENOSE MITRAL Tratamento ( FC e controle da volemia) –Diuréticos –Beta-bloqueadores –FA aguda: CVE sob sedação (choques J) –Anti-arrítmicos: digital, amiodarona –Anticoagulantes (heparina / cumarínicos) –Comissurotomia cirúrgica ( mort. fetal) –Dilatação percutânea (< mort. fetal) ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

21 INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO Incomum na idade fértil e excepcional durante a gestação (1: gestações); 50% dos casos associados à HAS; Mais comum no 3° trim. e no período peri- parto; Mortalidade materno-fetal 38% ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

22 INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO Fatores predisponentes –Dislipidemia transitória da gestação – da ativ. fibrinolítica do plasma –Alterações hormonais –Tabagismo –Uso prévio de anticoncepcionais –Hiperatividade vascular ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

23 INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO Fisiopatologia –67% coronárias normais! TROMBOSE DISSECÇÃOESPASMO ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

24 INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO Diagnóstico –Quadro clínico + ECG + alteração enzimática Tratamento –Analgesia, oxigenioterapia –AAS –Nitratos –Beta-bloqueadores –Heparina –IECA (proscritos na gestação) ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA

25 INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO Tratamento –Fibrinolíticos; Ñ devem ser utilizadas no 1° trim. e durante o trabalho de parto Hemorragias em 8% das gestantes (sang. vaginal, aborto espontâneo, hematomas) –Angioplastia coronária Proscrita no 1° trim. (exposição do feto à radiação ionizante) Alto índice de sucesso ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA


Carregar ppt "DOENÇA CARDIOVASCULAR E GRAVIDEZ ISCMSP – DISCIPLINA DE CARDIOLOGIA DRA. FLORENCE M. CAVALCANTI."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google