A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CENÁRIOS LOGÍSTICOS [ Fabiane Veras ]. DESCRIÇÃO / CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS LOGÍSTICOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CENÁRIOS LOGÍSTICOS [ Fabiane Veras ]. DESCRIÇÃO / CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS LOGÍSTICOS."— Transcrição da apresentação:

1 CENÁRIOS LOGÍSTICOS [ Fabiane Veras ]

2 DESCRIÇÃO / CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS LOGÍSTICOS

3 Segundo a metodologia de Peter Schwartz (GBN), a elaboração dos cenários seguem os seguintes passos: 1.º Orientação, 2.ºExploração – Fatores chaves 3.º Exploração –Forças motrizes 4.º Exploração - Hierarquizar 5.º Síntese – Lógica do cenário 6.º Síntese – Matriz final 7.º Atuação – Implicações 8.º Monitorização- Indicadores e Sinais de Aviso CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS

4 1º Passo ORIENTAÇÃO Identificar o foco estratégico -> Tema A Questão ou Decisão Central Como fazer ? Pesquisa Entrevista CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS

5 Princípios básicos para conduzir uma entrevista : 1 - Demonstrar Confiança e ter Credibilidade : Planejar; Confidencialidade; Ouvir atentamente; Entrevistar pessoalmente. CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS

6 2. Saber Interpretar: Não tirar conclusões precipitadas; Explorar mapas mentais e conhecimentos específicos; Olhar para assuntos internos versus assuntos externos. CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS

7 Principais perguntas : Indique uma ou duas decisões estratégicas que a organização deverá tomar no horizonte imediato. Se olhasse 10 anos para trás, qual seria o êxito da organização, qual seria a história e porquê? Se olhasse 10 anos para trás, qual seria o fracasso da organização, qual seria a história e porquê?

8 CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS Quais os obstáculos encontrados pela organização no decorrer da sua história? Como gostaria que a sua organização fosse recordada? Em relação ao seu papel? Como define estratégia de sucesso? Quais critérios utilizados? Há algo mais que gostaria de acrescentar, que não foi perguntado? (Pergunta final chave).

9 CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS

10 2º Passo: Exploração- Fatores Chaves Identificar os: Fatores Chave – conjunto relativamente óbvio e próximo dos fatores que se encontram no setor onde a indústria/ organização está inserida. Fatos sobre clientes, fornecedores, concorrentes,etc.

11

12 3 º Passo Explora ç ão- For ç as Motrizes For ç as Motrizes : São os elementos que acionam o mapa dos cen á rios, que determinam o desenrolar da hist ó ria.

13

14 As Forças Motrizes de dividem em : Os Elementos Pré-Determinados, são forças críticas para o negócio do cliente e relativamente previsíveis no futuro; Forças Ambientais – conjunto de forças motrizes menos óbvias e que se encontram no macro-ambiente (Forças Ambientais). Como exemplos de Forças Ambientais temos: demografia (envelhecimento, imigração), valores (movimentos políticos ou espirituais), inovações tecnológicas, estruturas competitivas da indústria, legislação e regulação, regras emergentes (práticas comerciais).

15 CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS 4º Passo Exploração - Hierarquizar por Importância e e Incerteza As Incertezas- macro ambiente; As Incertezas Críticas, são tal como os elementos pré-determinados, forças críticas para o negócio do cliente. São muito importantes porque se tornam fatores estruturantes para a elaboração do conjunto dos cenários.

16

17 5.º Passo: Síntese – Selecionando a Lógica do cenário Nesta fase vamos sintetizar todo o trabalho já desenvolvido de forma a podermos começar a construir as estruturas das histórias dos nossos cenários. Voltamos para à lista das forças motrizes.

18 Naturalmente, existem critérios para a criação dos cenários que devem ser seguidos, nomeadamente: Devem ser histórias Plausíveis Relevantes para o Foco Estratégico As histórias dos cenários devem ser divergentes Devem desafiar a tomada de decisão estratégica

19 Seguindo o Método Dedutivo, vamos obedecer aos seguintes critérios: 1. Construir uma matriz a partir de duas Incertezas Críticas (escolhidas a partir dos quatro eixos previamente selecionados);

20 2. Experimentar algumas matrizes (resultado de combinações entre os quatro eixos), até chegar à desejada; 3. Usar os eixos da matriz como forças motrizes e criar quatro cenários, para os quatro quadrantes da matriz e preencher cada quadrante com o que parecem ser as respectivas características.

21

22 Fonte : DPP - Catarina Mendes Leal Construir Cenários – o Métodos da GBN

23 6.º Síntese – Encorpando os Cenários- Matriz final A matriz final deverá ser aquela que parece responder melhor ao Foco Estratégico. Durante este processo devemos verificar se: Surge uma idéia chave em cada quadrante? As histórias potenciais em cada quadrante são diferentes e interessantes? Cada quadrante é potencialmente plausível e expressivo? Este conjunto de quatro cenários/mundos possíveis ilumina o Foco Estratégico?

24 Fonte : DPP - Catarina Mendes Leal Construir Cenários – o Métodos da GBN

25 7.º Atuação – Implicações Neste passo vamos procurar compreender as implicações. As implicações são avaliações intelectuais, não são ações, sobre o que o cenário pode significar para uma organização. Por exemplo: os custos estão a aumentar (implicação) renegociar acordos de fornecedores (ação)

26

27 Chegamos ao momento apelidado de: Respostas Estratégicas. Tendo nas nossas mãos um conjunto de cenários alternativos, quais são as respostas estratégicas possíveis. Neste processo de desenvolvimento de opções devemos olhar para as suas implicações e questionar: O que é que podemos fazer? O que é que devemos fazer?

28 Fazemos novamente um brainstorm sobre as nossas opções/ações – a nível estratégico – para cada um dos cenários.

29 8.º Monitorização- Selecionar os Indicadores Inicias e sinais de Aviso Esta fase se divide em 2 etapas : Adaptative Foresight. (previsões adaptáveis) Análise de todos Indicadores Inicias, das informações formais e informais; Early Warning Signals (sinais de aviso prévio): são os Indicadores de alerta, tendem a ser uma mistura de elementos subjetivos e objetivos, que nos indicam que esses cenários estão a começar a tornar-se reais.

30

31 O grupo de cenaristas deverá está sempre se reunindo para verificar se o foco estratégico ainda se mantém. É importante monitorizar estes sinais críticos e analisar a evolução das idéias ao longo de todo o processo; avaliar as velhas convicções, questionar as novas convicções e procurar respostas para o que ainda se quer saber.

32 Por fim, o processo de construção de cenários é um círculo contínuo e deverá está sempre sendo reavaliado pelo grupo de cenaristas. Com finalidade de preparar os executivos de empresas e gestores de instituições, ajudá-los a entender as incertezas que estão perante eles e o que elas significam; ajudar a ensaiar respostas para esses futuros possíveis, assim que eles se começam a delinear.

33 Fonte : GBN


Carregar ppt "CENÁRIOS LOGÍSTICOS [ Fabiane Veras ]. DESCRIÇÃO / CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS LOGÍSTICOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google