A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RÓTULOS: UMA REFLEXÃO SOBRE AS FANTASIAS E PRECONCEITOS PRESENTES NA ESCOLA. Psicopedagoga responsável: Damaris Bezerra de Lima.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RÓTULOS: UMA REFLEXÃO SOBRE AS FANTASIAS E PRECONCEITOS PRESENTES NA ESCOLA. Psicopedagoga responsável: Damaris Bezerra de Lima."— Transcrição da apresentação:

1 RÓTULOS: UMA REFLEXÃO SOBRE AS FANTASIAS E PRECONCEITOS PRESENTES NA ESCOLA. Psicopedagoga responsável: Damaris Bezerra de Lima

2 Normal X Patológico Podemos entender a timidez, a tristeza, o não saber o que fazer, o sentir ciúmes, o enlouquecer, como sendo tendências que atravessam os seres...Elas não são necessariamente certas ou erradas, elas existem. As analisaremos dependendo dos conceitos e preconceitos que possuirmos. Os problemas são inventados(?) e têm sempre a solução que merecem, em função da forma, das condições e dos meios que são formulados. O normal é aprender, é ser feliz?

3 Intenções e efeitos... Quando para nos referirmos a um aluno dizemos que ele é: o repetente, o tímido,o hiperativo, o agressivo, o nervoso, o chato, o limpinho, o deficiente, etc. muitas vezes não nos damos conta das consequências que essas marcas deixarão na vida de cada uma dessas crianças. E, por que determinados comportamentos nos irritam tanto? O problema é que certas práticas potencializam a diferença ser vivida como negação, como algo qualitativamente inferior.

4 Diagnóstico e investimentos... Às vezes nos preocupamos em demasia com o diagnóstico, como se ele fosse definir o que pode fazer bem ou mal para aquele ser, aquela relação. Ilusão... Esquecemos que o que é bom para uma criança geralmente é bom para outra. E que se a tratarmos como pessoa que é, investirmos afeto na relação, dessa relação podemos ter resultados maravilhosos. Uma criança que consegue pensar e opinar sobre as coisas da sua vida consegue aprender muitas coisas, inclusive a ler e a escrever.

5 O que esperamos de nossos alunos? Esperamos que eles sejam do modo como imaginamos ser o aluno perfeito. O que sai fora desse padrão tendemos a rotular, estigmatizar. Por quê? Evitamos o que não conseguimos entender. E rotular, faz com que a situação pareça natural, e sendo natural, temos a sensação de que não se pode fazer nada, apenas esperar. Tiramos nossa responsabilidade, não nos comprometemos. E isso não acontece só na escola, acontece todo o tempo em nossa vida cotidiana.

6 Consequências dos rótulos As consequências da utilização desse instrumento na escola são as mais diversas, mas em geral, todas elas são contrárias ao fortalecimento do aprendizado e reforçadoras da estigmatização já sofrida pela criança. Temos que considerar que as relações escolares contribuem, modificam ou reforçam quaisquer que sejam os conflitos psíquicos, criando e recriando inúmeras outras situações desafiadoras, aversivas ou violentas. Na verdade, isso acontece em todas as relações.

7 Finalizando... Devemos pensar: quais são nossos conceitos e preconceitos? Crer em preconceitos é cômodo porque nos protege de conflitos, porque confirma nossas ações anteriores. Precisamos evitar isso. Deveríamos conhecer a história de vida dos alunos. Para não deixar que incorporem a incapacidade, a doença inexistente (o não aprender), o sofrer. Para que reconquistem sua confiança e tirem o peso dos rótulos, dos estigmas sobre elas.

8 Para refletir... Por trás de cada preconceito (rótulo), existe um conceito, que se nós como educadores não percebermos, corremos o risco de simplesmente reproduzir na vida escolar daquele aluno aquilo que ele vive no seu dia-a- dia: discriminação, humilhação e inferiorização. Do que nossos alunos precisam? Conhecimento com afeto.

9 Referências bibliográficas ANDREAZI, L.C. Uma história do olhar e do fazer do psicólogo na escola. HUCITEC p MACHADO, A.M; SOUZA, M.R.S.Psicologia Escolar: em busca de novos rumos. SP: Casa do Psicólogo, p MOYSES, M.A.A; COLLARES, C.A.O estigma: o preconceito visto pelo outro lado. IN: Preconceitos no cotidiano escolar: ensino e medicalização. SP: Cortez, p


Carregar ppt "RÓTULOS: UMA REFLEXÃO SOBRE AS FANTASIAS E PRECONCEITOS PRESENTES NA ESCOLA. Psicopedagoga responsável: Damaris Bezerra de Lima."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google