A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A construção participativa da Base Nacional Comum Curricular Direitos e Objetivos de Aprendizagem e Desenvolvimento Ministério da Educação Secretaria de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A construção participativa da Base Nacional Comum Curricular Direitos e Objetivos de Aprendizagem e Desenvolvimento Ministério da Educação Secretaria de."— Transcrição da apresentação:

1 A construção participativa da Base Nacional Comum Curricular Direitos e Objetivos de Aprendizagem e Desenvolvimento Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica COLÉGIO ESTADUAL REPÚBLICA DO PERU

2

3 O que é a Base Nacional Comum Curricular ?

4 A Base Nacional Comum Curricular vai deixar claro o conhecimento e habilidades essenciais aos quais todos os estudantes brasileiros têm o direito de ter acesso e se apropriar durante sua trajetória na Educação Básica, ano a ano, desde a educação infantil até o ensino médio. Com a Base Nacional Comum Curricular, ficará claro para todo mundo quais são os elementos fundamentais que precisam ser ensinados nas Áreas de Conhecimento: na Matemática, nas Linguagens e nas Ciências da Natureza e Humanas.

5 Qual é o principal Objetivo da Discussão e da proposta sobre a Base Nacional Comum Curricular? Apontar aquilo que qualquer estudante em todo território brasileiro deve estudar desde a Educação Infantil até o final do Ensino Médio.

6 Quais são as Finalidades da Discussão da Base Nacional Comum Curricular ? Constituir-se como um subsídio de gestão para formular e reformular as propostas curriculares dos sistemas e redes de ensino dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, em diálogo com as diferenças presentes nas escolas e com as especificidades que caracterizam o contexto educacional brasileiro. A partir da Base, professores continuarão podendo escolher os melhores caminhos de como ensinar e, também, quais outros elementos (a Parte Diversificada) precisam ser somados nesse processo de aprendizagem e desenvolvimento de seus alunos. Tudo isso respeitando a diversidade, as particularidades e os contextos de onde estão. Com ela os sistemas educacionais, as escolas e os professores terão um importante instrumento de gestão pedagógica e as famílias poderão participar e acompanhar mais de perto a vida escolar de seus filhos. Construir um entendimento nacional em torno do que é importante no processo de desenvolvimento dos estudantes brasileiros da Educação Básica. Orientar a formulação do projeto Político-Pedagógico das escolas, permitindo maior articulação deste.

7 Encaminha para Construção Participativa da Base Nacional Comum Base Nacional Comum MEC Universidades e associações acadêmicas e científicas Escola Seminários Estaduais Documento de Referência (MEC, 2015) Discussão Nacional Planos estaduais e municipais de educação Plano Nacional de Educação Estabelece prazo para Fórum Nacional de Educação Conselho Nacional de Educação Consolida Colabora Encaminham contribuições Influencia CONSED e UNDIME Colaboram

8 Base Nacional Comum – Ciclo 2015 e 2016 Mobilização Lançamento do Portal da Base Nacional Comum Webconferências Contribuições de universidades e associações acadêmicas e científicas no documento de referência – Evento nacional para discussão do documento de referência Lançamento de campanha nacional em diversas mídias para mobilização das escolas - Discussão Nacional Discussão nas escolas de educação básica Coleta de contribuições em sistema de informação via portal Consolidação de contribuições das escolas em cada estado Realização de Seminários Estaduais para consolidação de contribuições no estado Consolidação da Base Nacional Comum Reuniões com a Comissão de Especialistas por Área de Conhecimento Consolidação das contribuições estaduais Apresentação do documento final da Base Nacional Comum Entrega do documento ao Conselho Nacional de Educação Definição e pactuação de estratégia de implementação da Base Nacional Comum Apoio técnico e financeiro a estados e municípios para a implementação da Base Nacional Comum

9 Como Contribuir ? Há três possibilidades de contribuição e intervenção na Discussão e no movimento de Criação da BNC : 1ª) De forma Individual ; 2º ) Através das redes sociais ; 3º) Através de organizações como instituições de ensino e grupo da sociedade civil. Todas devem ser feitas através do site

10 Há algum tempo a Equipe Pedagógica e o Corpo Docente tem se reunido para debater e analisar os conteúdos e Currículos propostos para o nosso Colégio.

11 Hoje é mais uma etapa importante deste processo. Num primeiro momento todos os alunos estavam reunidos com os professores para preparação do documento por turma. Agora faremos uma Reflexão sobre os documentos construídos e sobre a responsabilidade de cada Objetivo de Aprendizagem. Analise dos Temas Integradores  Consumo e Educação Financeira;  Ética;  Direitos Humanos e Cidadania;  Sustentabilidade;  Tecnologias Digitais;  Culturas Africanas e Indígenas;  Aluno Real X Aluno Ideal;  Protagonismo Juvenil;  Atendimento às lacunas de aprendizagem do alunado Diálogo com o contexto escolar e territorial  Adequação dos objetivos da aprendizagem;  Conhecimentos essenciais ; Redução do que é excessivo ou supérfluo; Liberdade para Professores ; Autonomia para escolas;

12 OBJETIVO DE APRENDIZAGEM E ÍNDICE DE FLUXO: ALUNO IDEAL X ALUNO REAL Reflexão sobre a responsabilidade de cada Objetivo de Aprendizagem

13 Obrigado pela sua Presença e Colaboração!


Carregar ppt "A construção participativa da Base Nacional Comum Curricular Direitos e Objetivos de Aprendizagem e Desenvolvimento Ministério da Educação Secretaria de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google