A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Me. Nilo Amaral. O estudo científico da interação social e do pensamento social gerado por essa interação (RODRIGUES, ASSMAR e JABLONSKI, 2001);

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Me. Nilo Amaral. O estudo científico da interação social e do pensamento social gerado por essa interação (RODRIGUES, ASSMAR e JABLONSKI, 2001);"— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Me. Nilo Amaral

2 O estudo científico da interação social e do pensamento social gerado por essa interação (RODRIGUES, ASSMAR e JABLONSKI, 2001); Interação social: influência mútua entre as pessoas Comportamento social Comportamento social :...o comportamento de duas ou mais pessoas em relação a uma outra ou em conjunto em relação ao ambiente comum. (SKINNER, 1953/2000, p. 325) Nilo Amaral UNYAHNA

3 A formação de um indivíduo é influenciada por muitos contextos: Ex.: Ex.: família, escola, amigos, colegas de trabalho, etc O grau de influência depende da frequência com a qual o contexto ocorre na vida do indivíduo; Geralmente se dá a combinação de contextos, produzindo combinação nas características comportamentais. FAMÍLIA ESCOLATRABALHO

4 Sociologia de Durkheim, os trabalhos de Gabriel Tarde sobre imitação e as pesquisas de Le Bon sobre a Psicologia das massas. Antecedentes O início do positivismo e a tese da unidade da ciência Publicação da obra Curso de filosofia positiva, por Auguste Comte, entre ; Estágios de desenvolvimento das ciências: 1 0 estágio teológico; 2 0 estágio metafísico; e 3 0 estágio positivo. Nilo Amaral UNYAHNA

5 O início do positivismo e a tese da unidade da ciência Surge com Comte o termo sociologia e a idéia de que o mundo social também seria regido por leis invariáveis; Hierarquia das ciências: matemática, astronomia, física, química, fisiologia e sociologia. Versões do positivismo Fenomenalismo (Ernst Mach); convencionalismo (Jules H. Poincaré); instrumentalismo (Pierre Duhem). AUGUSTE COMTE Nilo Amaral UNYAHNA

6 Princípios positivistas 1. Fenomenalismo: a ciência deve se ocupar do que é diretamente acessível pelos sentidos; 2. Nominalismo: a linguagem científica deve se referir a objetos externos, individuais e particulares; 3. O princípio que nega valor cognitivo a julgamentos de valor e assertivas normativas; 4. Unidade da ciência: todas as ciências devem empregar o único método do conhecimento científico existente Nilo Amaral UNYAHNA

7 A Sociologia como ciência: Durkheim Durkheim: papel fundamental no processo de independência da sociologia; Postulava a existência de um método válido para a sociologia científica; Adotava o critério do fenomenalismo; A explicação causal se situa no nível social. ÉMILE DURKHEIM Nilo Amaral UNYAHNA

8 A Sociologia como ciência: Durkheim Sociedade: Sociedade: entidade independente dos indivíduos que a constituem; Consciência coletiva: Consciência coletiva: conceito elaborado para explicar as relações entre a sociedade e os indivíduos sem recorrer a causas psicológicas; Formas de coerção dos fatos sociais sobre os indivíduos: Formas de coerção dos fatos sociais sobre os indivíduos: sanção, limitações impostas pela linguagem, a influência social, restrições do desenvolvimento natural e tecnológico e crenças, normas e regras aprendidas na socialização. Nilo Amaral UNYAHNA

9 A Sociologia como ciência: Durkheim Influência de Durkheim para a Psicologia Social: o conceito de representações coletivas; Representações coletivas: Representações coletivas: mitos, religião, filosofia, ciência e todas as formas de conhecimento; Influência no pensamento de Piaget, Bartlett e Sege Moscovici (representações sociais) Nilo Amaral UNYAHNA

10 O estudo da imitação: Gabriel Tarde Tarde negava a existência de uma consciência coletiva; Os efeitos da sociedade sobre o comportamento do indivíduo são o resultado das reações recíprocas entre as consciências; Interpsicologia: Interpsicologia: imitação e invenção. Leis da imitação: Leis da imitação: (1) lei do descender; (2) lei da progressão geométrica; e (3) lei do próprio antes que o estranho GABRIEL TARDE Nilo Amaral UNYAHNA

11 A Psicologia das massas: Gustave Le Bon Sua obra se tornou precursora dos estudos de Psicologia das massas; Idéia central: Idéia central: entendimento da massa como uma entidade psicológica separada daquela de seus membros; Lei da unidade mental das massas: Lei da unidade mental das massas: quando os indivíduos formam uma massa, adquirem uma alma coletiva que os faz pensar, agir e sentir de forma diferente da que fariam se estivessem isolados; Concepção negativa das massas. GUSTAVE LE BON Nilo Amaral UNYAHNA

12 Antecedentes O embate entre o positivismo e a filosofia idealista alemã influenciou o curso das ciências sociais no século XIX; Idealismo: relação simbiótica entre o indivíduo e sua cultura; Filosofia Herderiana: a singularidade de cada cultura e de cada atividade humana são incompatíveis com leis universais (cientificidade positiva). Nilo Amaral UNYAHNA

13 A consolidação da psicologia experimental A reforma universitária favoreceu o desenvolvimento das ciências experimentais; Elementos de psicofísica (1860) de Fechner: início da psicologia experimental; Wilhelm Wundt: consolidação da psicologia como uma disciplina independente; Wundt estabeleceu o objeto (mente) e o método de investigação (instrospecção). Nilo Amaral UNYAHNA

14 A Völkerpsychologie ou a Psicologia dos povos Wundt advogava que o método experimental só permitia investigar a periferia da mente; A compreensão dos processos mentais superiores deveria ser feita pela Völkerpsychologie; Herbart ( ): a personalidade individual como produto cultural; WUNDT Nilo Amaral UNYAHNA

15 A Völkerpsychologie ou a Psicologia dos povos Humboldt ( ): idéias acerca da influência da linguagem e da cultura no pensamento. Lazarus ( ) e Steinthal ( ): fundação da Völkerpsychologie como disciplina independente ; Psicologia dos povos: (1) estudo da linguagem, dos costumes e dos mitos; e (2) psicologia diferencial. STEINHTHALLAZARUS Nilo Amaral UNYAHNA

16 A Völkerpsychologie ou a Psicologia dos povos Lazarus e Steinthal não desenvolveram o programa proposto e houve um mudança de nome e conteúdo da revista criada por eles; 1863 – As primeiras reflexões de Wundt sobre a Völkerpsychologie (desenvolvimento dos costumes); Nilo Amaral UNYAHNA

17 A Völkerpsychologie ou a Psicologia dos povos Princípios de Psicologia Fisiológica (1873, 1880): nova versão da Völkerpsychologie (estudo da linguagem, dos costumes e dos mitos); a psicologia experimental e a völkerpsychologie são concebidas como duas disciplinas paralelas; Nilo Amaral UNYAHNA

18 O debate sobre a natureza científica da Psicologia Wilhelm Dilthey (1894): estabeleceu a diferença entre as ciências do espírito e as ciências da natureza (objeto e relação cientista/objeto); Nilo Amaral UNYAHNA DILTHEY Divisão da Psicologia: (1) psicologia explicativa (análise empírica); (2) psicologia compreensiva (hermenêutica);

19 O debate sobre a natureza científica da Psicologia Wilhelm Windelband ( )- classificação das ciências por seus métodos: 1. Nomotéticas: 1. Nomotéticas: sistema de leis gerais; 2. Idiográfica: 2. Idiográfica: estudo da particularidade dos fenômenos Nilo Amaral UNYAHNA WINDELBAND

20 Idéias psicossociológicas no pensamento de Karl Marx Os processos mentais dependem do mundo material; A interação com a comunidade verbal determina a linguagem, parâmetro para a consciência do indivíduo; Conceito de alienação: psicossociologia da alienação. Nilo Amaral UNYAHNA KARL MARX

21 Antecedentes Influência das teorias evolucionistas britânicas Lamarck ( ) - Princípio dos caracteres adquiridos; Padrões de comportamento adquiridos na interação com o meio podem se tornar instintivos para os descendentes. Nilo Amaral UNYAHNA

22 O princípio da seleção natural Qualquer variação que se revele útil preserva-se uma vez que facilita a adaptação e, consequentemente, a sobrevivência; Autores que empregaram o princípios da seleção natural: Drawin, Wallace, Huxley; Darwin: a evolução da inteligência resultou na linguagem e na consciência Nilo Amaral UNYAHNA CHARLES DARWIN

23 Introduziu na Psicologia as teorias evolucionistas; Princípios de Psicologia (1855): teoria psicológica evolucionista; Idéia central: a evolução consiste na progressão de um estado homogêneo e indiferenciado para um estado heterogêneo e diferenciado; Lei da associação e princípio da hereditariedade Nilo Amaral UNYAHNA HERBERT SPENCER A teoria evolucionista de Herbert Spencer


Carregar ppt "Prof. Me. Nilo Amaral. O estudo científico da interação social e do pensamento social gerado por essa interação (RODRIGUES, ASSMAR e JABLONSKI, 2001);"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google