A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1° Congresso Brasileiro de Serviço de Saúde do Poder Judiciário

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1° Congresso Brasileiro de Serviço de Saúde do Poder Judiciário"— Transcrição da apresentação:

1 1° Congresso Brasileiro de Serviço de Saúde do Poder Judiciário
08 a 11 de maio de 2007

2 Síndrome Metabólica

3 Critérios Diagnósticos
CRITÉRIOS DA OMS Presença de diabetes mellitus, intolerância glicidica ou resistência à insulina associada a dois ou mais dos seguintes critérios pressão arterial (PA) elevada: PA sistólica ≥160mmHg ou PA diastólica ≥90mmHg, ou uso de medicamento anti-hipertensivo hiperlipidemia: triglicerídeos ≥150mg/dL e/ou HDL-colesterol <35mg/dL em homens e <39mg/dL em mulheres obesidade central: relação cintura/quadril >0,90 em homens e >0,85 em mulheres e/ou IMC >30kg/m² microalbuminúria: excreção urinária de albumina ≥20µg/min ou relação albumina/creatinina ≥30mg/g

4 Critérios Diagnósticos
CRITÉRIOS DA NCEP-ATP III Presença de três ou mais dos seguintes critérios: odesidade abdominal: cintura >102cm em homens e >88cm em mulheres hipertrigliceridemia ≥150mg/dL HDL-colesterol baixo: <40mg/dL em homens e <50mg/dL em mulheres pressão arterial elevada: PA sistólica ≥130mmHg ou PA diastólica ≥85mmHg glicemia de jejum elevada: ≥110mg/dL

5 Critérios Diagnósticos
Critérios da IDF MEDIDA DE CINTURA ACIMA DOS SEGUINTES VALORES, CONFORME DEFINIDOS POR SEXO E ETNIA Homens Mulheres Europides cm cm Sul-asiáticos/chineses cm cm Sul-americanos/africanos cm cm Japoneses cm cm _____________________________________________________________________________________ Associada a dois ou mais dos seguintes: triglicerídeos ≥150m/dL* HDL-colesterol <40mg/dL em homens ou <50mmHg em mulheres* PA sistólica ≥130mmHg e/ou PA diastólica >=85mmHg* glicemia de jejum ≥100mg/dL ou diagnóstico prévio de DM2 _____________________________________________________________________________________ *Ou tratamento para dislipidemia e hipertensão arterial.

6 Condições Associadas à Síndrome Metabólica
Fatores Ambientais Fatores Genéticos / Ambientais Obesidade -- Visceral X R I E.H.N.A Hiperuri- cemia Estado Pro- Trombótico HAS Dislipidemia Estado Pro- Inflamatório Hiperinsu- linemia S.O.P Alteração MB CH Microalbuminura DISFUNÇÃO ENDOTELIAL DOENÇA CARDIOVASCULAR ATEROSCLERÓTICA

7 Resistência à insulina
Definição: Diminuição da capacidade da insulina em produzir a resposta fisiológica para a manutenção da homeostase glicêmica, com consequente aumento na produção e secreção de insulina, no intuito de compensar a situação de resistência e controlar os níveis glicêmicos, propiciando quadro de hiperinsulinemia.

8 Diagnostico RI A. clamp euglicêmico hiperinsulinêmico - Padrão ouro
B. HOMA IR = > 2,7 B1. Glicose jejum (mmol/L) x Insulina jejum(mU/L) Ou B2. Glicose jejum(mg/dl) x Insulina jejum (mU/L)/405 C. Insulina jejum > 15?

9 Prevalência NHANES III 43,5% - 60 - 69 anos
(NCEP ATP III) ,8% - adultos americanos 60% - adultos obesos Diabetes care ; 28 : Jovens Americanos ( anos) = 4,2% Arch Ped. Adolesc. Med. 2003; 157: Crianças / adolescentes americanas obesidade severa-50% NEJM 2004 ; 350: 15% ♂ - 10% ♀ = normoglicêmicos 64% ♂ - 42% ♀ = T.D.G. 84% ♂ - 78% ♀ = D.M Diabetes com 2004; 27(a): Finlândia (critérios OMS)

10 Riscos ↑ 2,5 a 3 x = risco doença cardiovascular aterosclerótica.
Circulation 2004; 110; Diabetes care 2001; 24: ↑ 4-5 x risco para DM2 Am J Epidemiology 2002; 156 :

11 Tratamento Obesidade Visceral Intolerância à glicose / DM2 / RI HAS
Dislipidemia Fatores Pro-trombóticos Fatores Pro-inflamatórios

12 Tratamento base para todas as complicações
MUDANÇA DE ESTILO DE VIDA (M.E.V) Alimentação balanceada para um peso saudável( ou com perda de peso sustentável) Atividade física regular 3 a 5 x semana / 30 – 60min. Não fumar Álcool 15ml (♂) e 7,5ml (♀) / dia 360ml cerveja 120ml vinho 30ml destilada

13 Tratamento da Obesidade
M.E.V Sibutramina (Cloridrato) Orlistat Rimonabanto Cirurgia Bariátrica

14 Tratamento da Intolerância Glicose / DM2 / RI
M.E.V. Metformina (Cloridrato) Glitazonas Inibidores de α glicosidase - acarbose Incretinas – inibidores DPP-4 - Exenatida - Sitagliptina - Viltagliptina Sulfonilureias / Glinidas

15 Tratamento da HAS IECA B.R.As Inibidores de canais de calcio
Diuréticos Beta bloqueadores

16 Tratamento da Dislipidemia
Estatinas Fibratos Ácido nicotínico Ácido ômega 3 Rimonabanto

17 Tratamento do estado Pró-trombótico
PAI.1 Fibrinogênio Fator Vll Fator Vlll Fator Von Willebrand M.E.V / AAS

18 Tratamento do estado Pró-inflamatório
IL-6 TNF-α Resistina PCR Fibrinogênio M.E.V Estatina/Fibratos Glitazonas Rimonabanto Adiponectina

19 Tratamento da Síndrome Metabólica Rimonabanto
1. Inibidor do Receptor CB1 do Sistema Endocanobinoide 2. Ações CENTRAL Hipotálamo Sistema Mesolimbico (Núcleo Acumbens) Tecido Adiposo PERIFÉRICA Tecido Muscular Fígado

20 Tratamento da Síndrome Metabólica Rimonabanto
Local de ação Mec. Ação Resultado do Final Hipotálamo Fome ↓ Peso Tecido adiposo ↓ Lipogênese ↑ Lipólise ↑ Adiponectina ↓ Circunferência abdominal ↑ HDL-c, ↓ Trigl, ↓ LDL pd. ↓ RI, ↓ HbA1-c Músculo ↑ Captação de Glicose ↓ RI  ↓ HbA1-c Fígado ↓ Trigl, ↑ HDL-c, ↓ LDL pd.

21 Rimonabanto Estudos Referencias
RIO NORTH AMERICA - Jama 2006 295: RIO EUROPE - Lancet 2005 365: RIO LIPIDS - N. Engl. J. MED 353: RIO DIABETES - Lancet 368:

22 Tratamento com Rimonabanto
Resultados - 8,6 kgs – 1a Peso NDM ,2kg – 2a DM ,5 kgs (MET) – 1a - 3,5 kg(SU) – 1a HbA1-c ,7% 1a HDL-c % – 1a 28% – 2a TRIGL % – 1a -9% – 2a Adiponectina – +57% – 1a / 2a P.A ,3 mm Hg PAS -1,2 mm Hg PAD

23 Rimonabanto Efeitos adversos que levaram à descontinuação do estudo
Depressão 1,9% Náuseas 1,4% Ansiedade 1,0% Tontura 0,7%

24 Rimonabanto Indicações
Sobrepeso ou obesidade com aumento de risco da circunferência abdominal associado a fatores de risco cardiometabólicos: - Intolerância à glicose ou diabetes - ↑ de Trigliceridíos - ↓ de HDL-c

25 Rimonabanto Contra Indicado / Não Recomendado
Gestantes / Lactentes menor de 18 anos Doença psiquiátrica grave não controlada Uso Antidepressivo (*) Disfunção hepática / renal grave Uso de medicamentos potentes inibidores da CYP 3A4: cetoconazol, itraconazol, ritonavir, claritromicina, nefazodona Pacientes em tratamento para epilisia.

26


Carregar ppt "1° Congresso Brasileiro de Serviço de Saúde do Poder Judiciário"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google