A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HIPERGLICEMIA / HIPOGLICEMIA GLICOSÚRIA. Glicemia é a quantidade presente de açúcar no sangue, substância que serve para manter o organismo funcionando.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HIPERGLICEMIA / HIPOGLICEMIA GLICOSÚRIA. Glicemia é a quantidade presente de açúcar no sangue, substância que serve para manter o organismo funcionando."— Transcrição da apresentação:

1 HIPERGLICEMIA / HIPOGLICEMIA GLICOSÚRIA

2 Glicemia é a quantidade presente de açúcar no sangue, substância que serve para manter o organismo funcionando durante todo o dia, sendo a principal fonte de energia para todas as células e tecidos do corpo humano.

3 Primeiros sinais:. Sede excessiva. Fadiga. Fraqueza Características: Está diretamente relacionada a não produção ou transporte ineficiente da insulina, que é um regulador da glicose e faz com que o indivíduo se torne diabético. Sintomas mais frequentes:. Perda de peso. Urina com glicose A hiperglicemia é verificada quando o nível de açúcar é maior de 100 mg/dia entre as refeições e 140 mg/dia ou mais logo após as refeições.

4

5  Primeiros sinais:.Desidratação . Sonolência . Palidez . Tonturas . Tremores . Dificuldade para se concentrar . Em quadros mais graves de hipoglicemia os sintomas podem ser : fome, dor de cabeça intensa, formigamento dos membros, convulsão e coma.

6

7  Tanto a hiperglicemia como a hipoglicemia pode acontecer diariamente no organismo e não causam sérias complicações, entretanto, em indivíduos com diabetes a hiperglicemia ou a hipoglicemia podem levar ao óbito.  Tratamento:  Hiperglicemia - Realizar exames de glicemia  – Ter dietas equilibradas  - Praticar exercícios físicos  Hipoglicemia - Se hidratar  - Comer a cada 3 horas.

8 Diabetes tipo 1 ou insulinodependente, diabetes infanto-juvenil e diabetes imunomediado. A produção de insulina do pâncreas é insuficiente pois suas células sofrem o que chamamos de destruição autoimune. Os portadores de diabetes tipo 1 necessitam injeções diárias de insulina para manter a glicose no sangue em valores normais. Há risco de vida se as doses de insulina não são dadas diariamente. O diabetes tipo 1 embora ocorra em qualquer idade é mais comum em crianças, adolescentes ou adultos jovens.

9  Diabetes tipo 2 ou não insulinodependente ou diabetes do adulto (90% dos casos de diabetes).  Ocorre geralmente em pessoas obesas com mais de 40 anos de idade embora na atualidade se vê com maior frequência em jovens, em virtude de maus hábitos alimentares, sedentarismo e stress da vida urbana. Neste tipo de diabetes encontra-se a presença de insulina, porém sua ação é dificultada pela obesidade, o que é conhecido como resistência insulínica, uma das causas de HIPERGLICEMIA.  Por ser pouco sintomática o diabetes na maioria das vezes permanece por muitos anos sem diagnóstico e sem tratamento o que favorece a ocorrência de suas complicações no coração e no cérebro.

10  Diabetes Gestacional  Presença de glicose elevada no sangue durante a gravidez.  Geralmente a glicose no sangue se normaliza após o parto. No entanto, as mulheres que apresentam ou apresentaram diabetes gestacional, possuem maior risco de desenvolver diabetes tipo 2 tardiamente, o mesmo ocorrendo com os filhos.

11  O exame mais comum para medir o nível de glicose no sangue chama-se Glicemia de Jejum. É um teste feito através do sangue venoso.  Resultado normal – Variável entre 70 até 110 mg/dl.  Se o resultado ficar em torno de 110 a 125 mg/dl, o indivíduo é portador de glicemia em jejum inapropriada. Assim, torna-se necessário à realização do exame conhecido como “Teste Oral de Tolerância à Glicose”.  Ocorrendo um resultado igual ou acima de 126 mg/dl, em pelo menos dois exames consecutivos, fica então confirmado o diagnóstico de Diabetes Mellitus.  Já com uma glicemia superior a 140 mg/dl, mesmo sendo recolhida a qualquer hora do dia, já se confirma o diagnostico do diabetes.

12 Para se submeter ao teste, é preciso permanecer em estado de jejum por pelo menos 8h. O que não acontece com o teste aleatório. No entanto, para se preparar à curva glicêmica, outros cuidados serão necessários. Manter uma dieta habitual sem restrição de carboidratos (massas, açúcar, doces), nos três dias antecedentes ao exame. É necessário também manter as seguintes atividades:  Realizar o exame em período matutino, em estado de jejum entre 8 e 12 horas;  Interromper qualquer medicação que possa interferir no metabolismo de carboidratos;  Manter repouso e jamais fumar durante o teste.

13  Em laboratório médico, a pessoa com suspeitas de diabetes ingere 75g de glicose diluída em água. Após duas horas de espera, é feita a coleta de sangue para medir a taxa de glicose. No caso do resultado apresentar uma glicemia igual ou superior a 200 mg/dl, considera-se o indivíduo como portador de diabetes. Se a glicemia estiver entre 140 e 199mg/dl, então o diagnóstico é de intolerância glicídica (pré- diabetes).

14  O exame da curva glicêmica é feito da seguinte forma: Inicialmente é feita a coleta de sangue em jejum. Depois é dado ao paciente um vidro com conteúdo açucarado que deve ser bebido imediatamente. Após 1, 2 e 3 horas é feita a retirada de uma pequena quantidade de sangue que é então avaliada em laboratório.  Recomenda-se que o exame seja feito em jejum de 8 horas. E durante o exame não deve-se comer, nem beber nada, sendo necessário ainda ficar de repouso, sentado relaxadamente.  Valores de referência para a curva glicêmica  Os valores de referência da curva glicêmica são:  Inicial: 95mg/dl.  Após 1 hora: 180mg/dl.  Após 2 horas: 155mg/dl.  Após 3 horas: 140 mg/dl.  O diagnóstico de diabetes é dado quando em dois dias diferentes os valores máximos são ultrapassados.

15  Os glóbulos vermelhos do sangue renovam-se a cada 2 ou 3 meses. A hemoglobina glicosilada ou glicada, também conhecida como A1C, é um teste que permite a medição da quantidade de glicose que se combinou com a hemoglobina de forma irreversível. Esse exame permite medida aproximada do controle do Diabetes nos últimos 2 ou 3 meses. As médias da glicose no sangue se refletem na quantidade de glicose agregada à hemoglobina. Se a glicose do diabético estiver alta nos últimos 2 ou 3 meses (hiperglicemia), teremos mais quantidade de glicose na hemoglobina. Se estiver baixa (hipoglicemia), teremos menos camadas de glicose agregada. O controle diário da glicose é sempre necessário, e o teste de Hemoglobina Glicada não o substitui. É importante realizar o teste sempre no mesmo laboratório, pois os valores podem variar de acordo com o método utilizado. De acordo com a Associação Americana de Diabetes, todo paciente diabético deve fazer o teste pelo menos duas vezes ao ano. O ideal é manter seu A1C menor do que 7 (4.5 a 6.5%).

16  É importante que todas as mulheres grávidas acima de 25 anos, não obesas e sem histórico de diabetes na família, sejam testadas. Deve-se realizá-lo entre a 24ª e a 28ª semanas de gestação. Primeiramente, o teste consiste na ingestão oral de uma dose de 50g de glicose. O sangue será colhido nos tempos basal e 60’.  Os resultados normais são até 80mg/dl e 140mg/dl, respectivamente. Resultados superiores a esses valores, determinam a realização de novo teste com a ingestão de 75g de glicose, e avaliação da glicemia nos mesmos tempos. Considera-se com Diabetes, as mulheres que apresentem glicemia maior que 126mg/dl, no tempo basal, ou igual ou maior que 200mg/dl.


Carregar ppt "HIPERGLICEMIA / HIPOGLICEMIA GLICOSÚRIA. Glicemia é a quantidade presente de açúcar no sangue, substância que serve para manter o organismo funcionando."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google