A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CARLÍRIA MARTINS FERNANDA BECKER JULIANA FRANSCESCATTO MURILO PEREIRA CONTABILIDADE INTERNACIONAL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CARLÍRIA MARTINS FERNANDA BECKER JULIANA FRANSCESCATTO MURILO PEREIRA CONTABILIDADE INTERNACIONAL."— Transcrição da apresentação:

1 CARLÍRIA MARTINS FERNANDA BECKER JULIANA FRANSCESCATTO MURILO PEREIRA CONTABILIDADE INTERNACIONAL

2 A IAS 10 é a norma que deve ser observada na contabilização e divulgação de eventos ocorridos após a data do balanço. Mais especificamente ela prescreve:

3 a) Em que casos uma entidade deve ajustar as demonstrações contábeis em consequência de eventos ocorridos após a data do balanço; b) As divulgações que devem ser feitas sobre a data em que as demonstrações contábeis foram autorizadas para emissão e sobre os eventos ocorridos até essa data

4 Exercício anual (ano 2011) Data do balanço – 31/12/2011 Data de fechamento contábil – 05/02/2012 Data de autorização – 12/02/2012 Evento após a data – falência de cliente

5 A Informação sobre a data de autorização é primordial para o cumprimento da ias 10. Quando a entidade submete suas demonstrações contábeis aos acionistas após elas já terem sido emitidas, a data de autorização será a data de emissão original e não a data de aprovação pelos acionistas, bem como quando submetida a um órgão supervisor do conselho de administração.

6 Os eventos que geram ajustes são aqueles que fornecem evidências de condições que já existiam na data do balanço, embora eles não fossem conhecidos naquela data. Neste caso, as demonstrações contábeis devem ser ajustadas para refletir tais eventos.

7 Os eventos que não geram ajustes não resultam em correções dos números das demonstrações contábeis após a data do balanço.

8 1 – A data de autorização de emissão das demonstrações contábeis e quem concedeu essa autorização. Se os proprietários ou outras pessoas têm o poder de alterar as demonstrações após a emissão, esse fato também deverá ser divulgado;

9 2- Se após a data do balanço alguma informação for recebida sobre condições qu existiam na data do balanço, as divulgações que se relacionam àquelas condições deverão ser atualizadas à luz da nova informação, mesmo que tal informação não tenha gerado ajustes nos valores das demonstrações contábeis;

10 3- Quando os eventos após a data do balanço que não geram ajustes são materiais, de forma que poderiam influenciar os usuários das demonstrações contábeis em suas análises e decisões, deverão ser divulgadas, para cada categoria desses eventos, sua natureza e uma estimativa de seu efeito financeiro ou uma demonstração de que tal estimativa não pode ser feita.

11 EVENTOS APÓS A DATA DO BALANÇO: São aqueles, favoráveis ou desfavoráveis, que ocorrem entre a data do balanço e a data em que as demonstrações contábeis são autorizadas para emissão, mesmo que tais eventos tenham ocorrido após o anúncio público de lucros ou de outras informações financeiras selecionadas;

12 EVENTOS APÓS A DATA DO BALANÇO QUE GERAM AJUSTES: São aqueles que fornecem evidências de condições que existiam na data do balanço;

13 EVENTOS APÓS A DATA DO BALANÇO QUE NÃO GERAM AJUSTES: São aqueles que são indicativos de condições que surgiram após a data do balanço.

14

15

16

17

18


Carregar ppt "CARLÍRIA MARTINS FERNANDA BECKER JULIANA FRANSCESCATTO MURILO PEREIRA CONTABILIDADE INTERNACIONAL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google