A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DIABETES CEEJA JEANETE MARTINS Coordenadora: Adriana Vitorino Rossi Supervisora: Silvana Maria Correa Zanini Bolsista: Marcos Augusto Maccari 2015.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DIABETES CEEJA JEANETE MARTINS Coordenadora: Adriana Vitorino Rossi Supervisora: Silvana Maria Correa Zanini Bolsista: Marcos Augusto Maccari 2015."— Transcrição da apresentação:

1 DIABETES CEEJA JEANETE MARTINS Coordenadora: Adriana Vitorino Rossi Supervisora: Silvana Maria Correa Zanini Bolsista: Marcos Augusto Maccari 2015

2 Sintomas da Diabetes Diabetes tipo 1Diabetes tipo 2 A alteração alimentar é um fator comum nos dois casos de diabetes Cansaço fácil Muita sede Ganho de peso Urina aumentada Aumento do apetite

3 Quais alimentos são problemáticos aos diabéticos? Doces mas, não são só eles!

4 Alimentos e seus Açúcares Alimento Açúcar Doce / Não doce Bolo Sacarose Doce Arroz Amido Não doce Leite Lactose Não doce Batata Amido Não doce Queijo Lactose Não doce Banana Sacarose Doce Frutas/mel Frutose Doce Todos os açucares recebem o nome de carboidratos Qualquer alimento que contém algum tipo de açúcar pode ser um problema para o diabético

5 Alguns Processos com Açucares Açúcar simples +Gás oxigênio Gás carbônico +Água+Energia Glicose 1. 2. Nosso organismo quebra o açúcar para liberar energia, esse energia é usada para manter o funcionamento do organismo.

6 Açucares Frutose Açucares simples Açucares complexos Açucares Simples Açucares complexos Glicose Amido Glicose Frutose Glicose Sacarose Lactose Obtemos da alimentação Leite Frutas Legumes Galactose

7 Alguns Processos com Açucares Açúcar simples +Gás oxigênio Gás carbônico +Água+Energia Glicose 1. 2. Nosso organismo quebra o açúcar para liberar energia, esse energia é usada para manter o funcionamento do organismo.

8 Utilização da Glicose Glicose Produção de Energia Gordura Glicogênio Grande excesso excesso Água e gás carbônico Atividade física longo tempo Corpos cetônicos Diabetes é uma doença que altera a quantidade de glicose no sangue Limite!

9 Concentração de Glicose no Sangue Em exames de sangue é comum aparecer: Glicemia de Jejum, menor: 100 mg/dL Glicemia após 2h da refeição, menor: 140 mg/dL Concentração é a massa de glicose em mg distribuída dentro do volume de um decilitro de sangue 1g = 1000 mg miligramadecilitro

10 Quantidade de Glicose no Sangue O corpo humano em média tem de 4 a 6 litros de sangue Um homem de 90 Kg 1,82 m de altura tem 7,0 L de sangue. Calculei a massa de glicose que circula na corrente sanguínea e pesei Massa de açúcar na corrente sanguínea. Controle regulação 9,8 g de glicose. 140mg = 1400mg 7 x 1 400 = 9800 mg 9,8 g

11 Regulação da Glicose Concentração de glicose na corrente sanguínea: 100mg/dL. O cérebro não consegue construir reserva de glicose Controle de glicose Insulina: É utilizada para abaixa a quantidade de glicose no sangue (após refeições) Glicose Glicogênio (tecidos musculares ) Gordura (tecidos musculares) Insulina Glicogênio (Fígado) Gordura (tecidos musculares) Glicose Insulina Após a refeição Jejum e atividade física <100mg/dL <140mg/dL Corpos cetônicos

12 Diabetes É uma doença na qual o organismo tem dificuldade em absorve a glicose, ou seja, o organismo apresenta dificuldades de fazer a glicose entrar nas células. Pode se manifestar por: O organismo não produz insulina Má formação de proteínas que auxilia a entrada de glicose nas células Excesso de gordura Consequência: Aumento da quantidade de glicose no sangue. Diabete Tipo 1: Organismo não produz insulina Diabete Tipo 2: Resistência a insulina

13 Absorção de Glicose Fígado Estomago Intestino InsulinaGlicose Pâncreas Insulina Glicose

14 Diabete TIPO 1 Como a glicose não entra nas células, o organismo começa de desmanchar gordura e músculo (proteínas) para obter energia

15 Diabetes Tipo 2 Na diabete tipo 2 ocorre um aumento na concentração de insulina no corpo. A insulina também estimula o corpo a armazenar gordura. Como não ocorre a rápida absorção de açúcar o organismo não se alimenta, por esse motivo a sensação de fome é constante.

16 Osmose Osmose é a passagem de água de uma região menos concentrada para outra região mais concentra com objetivo de igualar as concentração. Experimento Cortar uma batata ao meio Fazer um buraco nas faces Em uma das faces preencher de açúcar Observar O que acontece quando temperamos a salada e não comemos? A salada murcha! Por causa da osmose No diabético, o organismo libera água na corrente sanguínea para baixar a concentração, por isso que indivíduo faz muita urina.

17 Sequelas / Comprometimentos Problemas circulatórios: Deficiência renal. Deficiência visual. Amputações de membros inferiores. Os autos níveis de glicose na sangue favorece A reação de glicolisação. Glicolisação: Ligação de glicose nas proteínas formadora da camada interna dos vasos sanguíneos Essas estruturas ajudam o acumulo de gordura nos vasos.

18 Popularmente se diz que a diabetes é uma doença Silenciosa. Ela vai causando pequenas lesões nos vasos sanguíneos ao longo se vários anos, sem causar dor. Para garantir a qualidade de vida, deve-se controlar os níveis de glicose através de consciência alimentar e seguindo a tratamento médico.


Carregar ppt "DIABETES CEEJA JEANETE MARTINS Coordenadora: Adriana Vitorino Rossi Supervisora: Silvana Maria Correa Zanini Bolsista: Marcos Augusto Maccari 2015."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google