A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ADRIANA S. L. PUGNAL ALMIRO LISBOA ANGÉLICA M. O. DINIZ FABIANA DE SOUZA JHONATAN G. MOLINA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ADRIANA S. L. PUGNAL ALMIRO LISBOA ANGÉLICA M. O. DINIZ FABIANA DE SOUZA JHONATAN G. MOLINA."— Transcrição da apresentação:

1 ADRIANA S. L. PUGNAL ALMIRO LISBOA ANGÉLICA M. O. DINIZ FABIANA DE SOUZA JHONATAN G. MOLINA

2 É a raspagem dos pelos na pele. Os pelos devem ser retirados porque abrigam microorganismos, que poderão penetrar no ferimento, provocando infecção. É feita com a finalidade de facilitar a limpeza e a desinfecção da pele e da região a ser operada. No caso de cirurgias programadas a tricotomia deve ser feita o mais próximo possível da cirurgia (no máximo 2 horas antes, e só deve ser feita quando realmente necessária).

3  Cirurgia de crânio: todo o couro cabeludo ou conforme prescrição médica;  Cirurgias torácicas: região torácica até umbigo e axilas;  Cirurgia cardíaca: toda extensão corporal (face anterior e posterior), menos o couro cabeludo;

4

5  Cirurgia abdominal: desde a região mamaria até o púbis;  Cirurgia dos rins: região abdominal anterior e posterior;  Cirurgia de membros inferiores: todo o membro inferior e púbis.

6 ORIENTAÇÃO:  Calçar luvas, como meio de proteção pessoal, em todas as tricotomias;  Usar tesoura para cortar pelos mais longos e cabelos, sempre que for necessário, e retirá-los com papel toalha;  O pelo deve ser raspado delicadamente no sentido do crescimento do mesmo, para evitar lesão na pele e foliculite;  A pele deve ser esticada para facilitar o deslizamento do aparelho e evitar lesão;  Realizar degermação na área tricotomizada.

7  Bandeja;  Recipientes com bolas de algodão;  Pacote com gases;  Cuba redonda com sabão líquido diluído;  Cuba rim;  Aparelho de barbear com lâmina nova (se possível utilizar tricotomizador elétrico para não lesar a pele);  Pinça.

8

9  Cerque a cama com biombos;  Exponha a região;  Umedeça a bola de algodão com sabão;  Ensaboar a região;  Com a mão esquerda estique a pele;  Faça a raspagem dos pelos de cima para baixo;  Lave a área com água e sabão para remover os pelos cortados;  Retire o material usado.

10  Identificar-se;  Checar o nome e o leito do cliente;  Orientar ao cliente e/ou acompanhante quanto ao procedimento;  Promover privacidade;  Solicitar que o cliente fique na posição adequada ao procedimento, ou solicitar aalguém que o segure;

11  Expor a área;  Colocar o lençol na área a ser tricotomizada;  Calçar as luvas;  Cortar os pelos mais longos, se necessário;  Ensaboar a área;  Com a mão dominante, esticar a pele com uma tração suave, em direção oposta aos pelos;  Com a mão dominante, raspar os pelos, no sentido da inserção, com movimentos firmes e regulares;

12  Observar para que todos os pelos sejam removidos;  Encaminhar o cliente ao banho;  Oferecer roupas limpas e trocar as roupas de cama;  Deixar o cliente confortável e com a campainha ao seu alcance;  Deixar o ambiente em ordem.

13 Pós - Execução:  Desprezar o material no expurgo;  Lavar as mãos;  Guardar o material utilizado em local adequado;  Realizar as anotações necessárias. Avaliação:  Integridade cutânea;  Eficácia do procedimento.

14 enfermagemcontinuada.blogspot.com, acessado em 05 de maio de ‎www.onofre.com.br, acessado em 05 de maio de › Enfermagem › Artigos › Farmacologia, acessado em 05 de maio de =338, acessado em 05 de maio de acessado em 05 de maio de 2014.


Carregar ppt "ADRIANA S. L. PUGNAL ALMIRO LISBOA ANGÉLICA M. O. DINIZ FABIANA DE SOUZA JHONATAN G. MOLINA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google