A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SANEAMENTO, SAÚDE E EDUCAÇÃO EM MUNICÍPIOS CEARENSES: UMA ANÁLISE COMPARATIVA JOSÉ GARCIA ALVES LIMA CARLOS VANGERRE DE ALMEIDA MAIA MARIA JANAINY COSTA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SANEAMENTO, SAÚDE E EDUCAÇÃO EM MUNICÍPIOS CEARENSES: UMA ANÁLISE COMPARATIVA JOSÉ GARCIA ALVES LIMA CARLOS VANGERRE DE ALMEIDA MAIA MARIA JANAINY COSTA."— Transcrição da apresentação:

1 SANEAMENTO, SAÚDE E EDUCAÇÃO EM MUNICÍPIOS CEARENSES: UMA ANÁLISE COMPARATIVA JOSÉ GARCIA ALVES LIMA CARLOS VANGERRE DE ALMEIDA MAIA MARIA JANAINY COSTA FREITAS FRANCISCO RONALDO NUNES Jaraguá do Sul, Maio de 2016

2 Introdução Indicadores Mortalidade infantilAnalfabetismo em menores de 5 anos Qualidade de vida Caráter qualitativo (bem estar)Possibilidade de mensuração Saneamento Básico (Lei Federal n° 11.445) Articulação com outras políticas públicas Qualidade de vida

3 Materiais e métodos  Tipo de estudo: descritivo e analítico (dados secundários);  Base de dados: IBGE (Censos dos anos 2000 e 2010) e IPEA (Atlas da Vulnerabilidade Social).  Área de Abrangência: 27 municípios cearenses que fazem parte da IV Regional Nordeste da ASSEMAE.  Análises: Comparação entre indicadores de cobertura dos serviços de saneamento – 2000 e 2010 – e correlação entre os referidos indicadores e mortalidade infantil (< 5 anos) e analfabetismo (maiores de 15 anos).  Técnicas estatística: Teste t para Amostras Emparelhada, Correlação de Pearson e Regressão Linear Simples (IC = 95%)

4 Resultados Serviço (% de atendimento - Média) 20002010Ampliação (%) Água (SAA)49,3581,832,54 Coleta de Resíduos (CRS) 71,5390,518,97 Esgoto8,5317,869,33 Comparativo entre serviços de saneamento básico nos municípios cearenses com serviços municipalistas

5 ServiçoASSEMAE – Ce.BrasilNordesteCeará (%) Água81,882,8576,6177,27 (%) Esgoto17,8655,4533,9732,76 (%) Coleta de Resíduos 90,587,4174,9775,35 Comparativo geopolítico entre as coberturas dos serviços de saneamento

6 CORRELAÇÃO ENTRE VARIÁVEIS % População com água encanada; % População com coleta de resíduos % População com esgotamento sanitário; Taxa de analfabetismo – 15 ano ou mais; Mortalidade infantil. Correlações significativas População com água encanada x Taxa de analfabetismo ( r = - 0,49; p < 0,01) População com esgotamento sanitário x Mortalidade infantil (r = -0,4; p = 0,039) O fato de serem encontradas correlações inversamente proporcional com significância estatística indica que os serviços de saneamento são fatores de proteção ante o analfabetismo e a mortalidade infantil

7 Para a OMS, 88% das mortes por diarreia são decorrentes da inadequabilidade do saneamento, onde 84% desses óbitos são infantis, pondo a diarreia como a segunda causa de mortes em crianças abaixo de cinco anos no mundo (INSTITUTO TRATA BRASIL, 2013, CARVALHO; ADOLFO, 2012). No Brasil, segundo Instituto Trata Brasil (2013), ocorrem cerca de 340 mil internações por doenças infecciosas associadas à falta de saneamento, com mais de duas mil mortes. Cerca de 50% das internações por diarreias no Brasil ocorreram em crianças com até cinco anos. Exatamente na faixa etária onde a atividade cerebral está em desenvolvimento, cujas diarreias constantes desidratam as crianças, podendo comprometer a capacidade de aprendizado escolar para a vida toda. Em um estudo realizado pelo Instituto Trata Brasil (2014), em 2008, 969 mil pessoas se afastaram de suas atividades por diarreias. Dos que se afastaram, 707,4 mil pessoas frequentavam escola ou creche, cujos afastamentos podem ser um dos fatores para que crianças com acesso a saneamento básico chegam a ter um aproveitamento de 30% no rendimento escolar maior quando comparado a crianças excluídas dos serviços.

8 % pessoas com acesso ao serviço de esgotamento sanitário T a x a d e m o R t a li d a d e i n f a n ti l

9 Conclusão Ao longo do século XXI, nos municípios estudados, percebeu-se que a hipótese da expansão significativa dos serviços de saneamento foi confirmada, cujo abastecimento de água foi o serviço com o maior incremento no intervalo intercensitário, 32,45¨%, enquanto o serviço de esgotamento sanitário sequer conseguiu avançar, em termos médio, 1% ao ano, no mesmo período. A segunda hipótese a ser testada era sobre a relação inversamente proporcional entre as condições de saneamento e analfabetismo em maiores de 15 anos e com a mortalidade infantil, cujas correlações também foram confirmadas significativamente Ao utilizar a técnica de Regressão Linear Simples, constatou-se que cerca de 16% da mortalidade infantil no ano de 2010, nestes municípios, podem ser explicadas pelo déficit de atendimento deste serviço, logo, mortes evitáveis ocorreram.

10 SANEAMENTO, SAÚDE E EDUCAÇÃO EM MUNICÍPIOS CEARENSES: UMA ANÁLISE COMPARATIVA JOSÉ GARCIA ALVES LIMA CARLOS VANGERRE DE ALMEIDA MAIA MARIA JANAINY COSTA FREITAS FRANCISCO RONALDO NUNES Jaraguá do Sul, Maio de 2016


Carregar ppt "SANEAMENTO, SAÚDE E EDUCAÇÃO EM MUNICÍPIOS CEARENSES: UMA ANÁLISE COMPARATIVA JOSÉ GARCIA ALVES LIMA CARLOS VANGERRE DE ALMEIDA MAIA MARIA JANAINY COSTA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google