A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A nossa Biblioteca Escola Básica 2,3 S. Lourenço - Ermesinde.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A nossa Biblioteca Escola Básica 2,3 S. Lourenço - Ermesinde."— Transcrição da apresentação:

1

2 A nossa Biblioteca Escola Básica 2,3 S. Lourenço - Ermesinde

3 CDU – Classificação Decimal Universal com o código cromático adoptado na nossa escola 0GENERALIDADES Castanho 1FILOSOFIA e PSICOLOGIA Lilás 2RELIGIÃO Vermelho 3CIÊNCIAS SOCIAIS Amarelo 5CIÊNCIAS EXACTAS e NATURAIS Verde 6CIÊNCIAS APLICADAS Azul 7ARTES e DESPORTOS Rosa - choque 8LÍNGUA, LINGUÍSTICA e LITERATURA Dourado 9GEOGRAFIA, BIOGRAFIA e HISTÓRIA Roxo

4 0 - GENERALIDADES Informática, Biblioteconomia, Imprensa, Dicionários, Enciclopédias. 001 Generalidades (Ciência e conhecimento). Curiosidades em geral. 004Informática. Ciência e tecnologia da informática. 01Bibliografia. Catálogos. Lista de Livros. 02 Biblioteconomia. Classificação. Indexação. Bibliotecas. Leitura. 030Enciclopédias. Obras gerais de referência. 038Dicionários Publicações juvenis.

5 . 1Filósofos de A-Z Psicologia. FILOSOFIA e PSICOLOGIA 1- FILOSOFIA e PSICOLOGIA

6 2 Generalidades. 23/28Religião Cristã. 29Ciência Religiosa; Religiões Não Cristãs. 292Mitologia Clássica. 2 - RELIGIÃO Religião e Teologia

7 30Sociologia e Sociografia em geral. 32Política. Ciência política. Políticos. 33Economia. 331 Trabalho. Emprego. Economia do trabalho. Organização do trabalho. 34Direito. Jurisprudência. Legislação. 37Educação. Ensino. Pedagogia. Formação. Tempos livres. 39Etnografia. Folclore. Usos e costumes. Feminismo. 391Moda. Vestuário. 3UEUnião Europeia/Comissão Europeia. CLASSE 3: CIÊNCIAS SOCIAIS Sociologia, Política, Segurança Social, Consumidor, Educação

8 50Obras de carácter geral. 502 Estudo, conservação e protecção da natureza e da vida selvagem. Ecologia. Ciências do meio ambiente. História Natural. 51Matemática. Lógica Matemática; Aritmética; Álgebra. 52Astronomia. Astrofísica. Aeronáutica. Navegação. Geodesia. 53 Física. Mecânica. 54Química. Ciências mineralógicas. Cristalografia. 57Biologia. Ciências biológicas em geral. 58 Botânica. 59 Zoologia. CLASSE 5: CIÊNCIAS EXACTAS e NATURAIS Matemática, Astronomia, Ecologia, Física, Química, Biologia

9 61Ciências médicas. Medicina. Higiene. Farmácia. Sa ú de. Alimenta ç ão. 613 Dependências: tabaco, álcool, droga. Higiene Sexual, Educação e Vida Sexual, Controlo da Natalidade, Planeamento Familiar. 62Engenharia. Tecnologia em geral. Transportes 63 Agricultura. Silvicultura. Exploração agrícola. Exploração da fauna e da flora. 64Ciência doméstica. Economia doméstica. 65Contabilidade e gestão de Empresas, Marketing e Estenografia. 67/69Indústrias e ofícios diversos. Tecnologia mecânica. CLASSE 6: CIÊNCIAS APLICADAS Medicina, Engenharias

10 7(091)Arte: Períodos, Escolas, Estilos. História da Arte. 7A/Z Artistas; Historiadores de Arte; Críticos de Arte; Coleccionadores; Antiquários. 74 Desenho. Desenho artístico. Artes aplicadas. Ofícios da arte. Artesanato. Trabalhos manuais. 75Pintura. 77Fotografia e Cinema. 78Música. Compositores de música clássica. 79 Desporto. Divertimentos públicos. Espectáculos. Cinema. Teatro. Dança. Jogos de mesa e tabuleiro. Passatempos. CLASSE 7: ARTES e DESPORTOS Arte, Pintura, Escultura, Arquitectura, Fotografia, Desporto.

11 CLASSE 8: LÍNGUA, LINGUÍSTICA e LITERATURA Língua, Linguística e Literaturas 81'3 Línguas: (fonética, ortografia, gramática, morfologia, sintaxe, semântica, lexicologia, etc.). 811(038)Línguas: dicionários 811(075) Línguas: manuais e textos auxiliares. 82-1Literatura estrangeira traduzida para português: poesia. 82-2Literatura estrangeira traduzida para português: drama Literatura estrangeira traduzida para português: prosa narrativa (histórias, aventuras e contos) 82-90Literatura em banda desenhada Literatura infanto-juvenil Literatura: Historiografia. Crónicas. Diários. Memórias. Biografias.

12 82.0(075) Literatura: Textos pedagógicos. Manuais. Textos para estudantes Literatura: Teoria, crítica, estudos e técnicas literárias de português Literatura em língua portuguesa: poesia Literatura em língua portuguesa: drama Literatura em língua portuguesa: prosa narrativa. 821(6)Literatura africana. 821(73)Literatura americana. 821(81)Literatura brasileira. 821(82)Literatura argentina Literatura inglesa.

13 90Arqueologia. Antiguidades. 908Monografias (locais e regionais). 91(03)Geografia. Obras de referência. 911Geografia geral. Geografia sistemática. Geografia teórica. 911(469)Geografia de Portugal. 912Cartas. Mapas. Plantas. Atlas. Globos. 929Biografia. Genealogia. História das Famílias. Nobreza, etc. 930Ciência da História. Ciências Auxiliares da História Cronologia histórica. 94História em geral. 94(469)História de Portugal. CLASSE 9: HISTÓRIA e GEOGRAFIA Geografia, Monografias, Cartografia, Heráldica, Biografias, História.

14

15 Onde encontrar a informação necessária? Como e por onde começar? O que fazer com essa informação? Como organizar e apresentar a informação?

16 1.DEFINIÇÃO DA TAREFA Qual é o problema? Não escolhas um tema muito vasto. Procura tratá-lo de forma a reduzires o âmbito da pesquisa. Ex.: Em vez de um trabalho sobre a poluição, escolhe um trabalho sobre um determinado tipo de poluição, e, se possível, restringe o seu âmbito geográfico à tua freguesia ou cidade. Definido o tema do trabalho, colocam-se as primeiras questões: Percebes exactamente aquilo que o professor pretende com o trabalho? O tema está claramente definido e ao alcance das tuas capacidades?

17 2. ESTRATÉGIAS DE PESQUISA DA INFORMAÇÃO Como e onde devo procurar? Na biblioteca da escola, podem ajudar-te a localizar informações para o teu trabalho. Além da Internet, tens disponíveis livros, enciclopédias, jornais, revistas, etc. Deves identificar para cada tema a fonte de informação mais útil. Define palavras-chave para usares na tua pesquisa. É tempo de perguntares: Como e onde devo procurar? Quais são as melhores fontes de informação disponíveis? Quais são os métodos alternativos de obter informação?

18 3. LOCALIZAÇÃO E ACESSO Onde se encontra a informação? Na biblioteca tens disponível o guia que te ensina a pesquisar no catálogo electrónico. Podes também pedir ajuda ao professor ou ao funcionário que estiver na Biblioteca. Faz uso de ferramentas de pesquisa, seja no catálogo da biblioteca, seja na Internet. Utiliza as palavras-chave que estabeleceste na etapa anterior. Faz buscas significativas e não percas muito tempo.

19 4. UTILIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO O que é importante? Não te esqueças de ires referenciando o autor dessa informação, para depois a incluíres na Bibliografia. Depois de localizares e acederes a uma fonte de informação, deves ler, visualizar, analisar e decidir que aspectos são úteis para o teu trabalho. Extrai a informação necessária tomando notas, fazendo resumos, preenchendo uma grelha, fazendo um esquema, etc. Elimina o que não é relevante.

20 5. SÍNTESE Como organizar a informação recolhida? De seguida, pensa na forma como vais apresentar o trabalho: um trabalho escrito, uma apresentação electrónica, uma página de Internet… Reestrutura e reorganiza a informação dentro de uma nova e diferente forma. O plágio é desonesto e punível por lei. Sempre que utilizares textos de outras pessoas, deverás colocá-los entre aspas e dizer quem foi o seu autor (através de uma nota de rodapé ou na Bibliografia).

21 6. AVALIAÇÃO O que aprendi? Como posso fazer melhor? Agora, põe mãos à obra e … BOM TRABALHO! Avalia o teu próprio trabalho. Responde às seguintes perguntas: A tarefa está completa? Corresponde às expectativas do professor? Poderia ter feito melhor? O que foi que aprendi? Obtive a informação de que se necessitava?

22

23 Sugestões para a redacção de um trabalho: Nunca utilizar termos ou conceitos sem os definir; Procurar utilizar frases afirmativas em vez de frases negativas; Construir frase curtas; Procurar que cada parágrafo corresponda a apenas uma ideia; Procurar espaçar as linhas, sem exagerar, a fim de facilitar a leitura. Utilizar o itálico ou o sublinhado nos títulos de livros, poesias, filmes, canções, peças de teatro e obras de arte, palavras estrangeiras, frases ou palavras que seja útil evidenciar.

24 Quais são? Elementos constituintes de um trabalho Capa; Folha de rosto; Índice; Introdução; Desenvolvimento; Conclusão; Bibliografia; Anexos.

25 Elementos constituintes da capa do trabalho Estabelecimento de ensino Título Autor(es) Local Data

26 Elementos constituintes da folha de rosto Trabalho realizado para a disciplina de…, leccionada pelo professor…

27 Elementos constituintes da capa do trabalho e folha de rosto FOLHA DE ROSTO Nome do Agrupamento / Escola; Título do trabalho; Identificação do(s) aluno(s); Tipo de trabalho e nome do professor; Local Ano lectivo. CAPA DO TRABALHO Nome do Agrupamento / Escola Título do trabalho Identificação do(s) aluno(s) Local Ano lectivo

28 Como fazer? Apresentar os capítulos e sub capítulos do trabalho com as páginas correspondentes. Índice / Sumário

29 Tema e razões da sua escolha; Questões/Problemas a tratar; Fontes utilizadas e motivos da sua escolha; Dificuldades encontradas e modo de resolução. Paginação Elementos constituintes da Introdução

30 O desenvolvimento ou corpo do trabalho é a sua parte central. Deve ser redigido em texto e pode ser ilustrado. Pode dividir-se em várias partes (capítulos ou subcapítulos). Este texto é escrito tendo por base as informações recolhidas. Podem ser feitas citações dos autores consultados. DESENVOLVIMENTO

31 Como citar no corpo do trabalho? Exemplo: A referência de uma comunicação pessoal (…), obtida através de uma conversa, dum telefonema ou dum meio electrónico sem apoio estável, constitui material privado, fora do alcance do público. A sua referência fica limitada ao texto e não aparece na lista final. (Azevedo, 2009). As citações devem ser curtas e devem estar bem destacadas entre aspas. Se retirarmos uma parte do texto, devemos assinalá-lo com parêntesis curvos ou rectos - (...) ou [...]. Teremos depois de referir o autor e a obra de onde se retirou a citação.

32 Síntese do trabalho; Resposta às questões levantadas na Introdução; Opinião pessoal sobre o assunto; Proposta de alguns assuntos para a realização de outros trabalhos, relacionados com o tema que estudaste. Deve ser clara e relativamente breve (cerca de 1/10 das páginas do trabalho). Elementos constituintes da Conclusão

33 NORMA PORTUGUESA NP Documentos Impressos (livros, publicações em série) NP Documentos electrónicos (Internet) Como fazer? Referências bibliográficas

34 Referência bibliográfica (monografias - livros) APELIDO DO AUTOR, Nome [et al.] – Título: complemento de título. Edição. Local de edição [s.l.]: Editor, ano [s.d.]. volumes Na lista bibliográfica, os autores devem ficar por ordem alfabética de apelidos. Se a publicação não tiver autor definido, o título deve ser escrito em maiúsculas. Exemplo: NOVA ENCICLOPÉDIA VERBO JUVENIL. Lisboa: Editorial Verbo, Volume V

35 Exemplo 1 (um autor): SANTOS, José Rodrigues dos – O Codex ª ed. [s.l.]: Gradiva, Exemplo 2 (até três autores): PINTO, Elisa Costa; BAPTISTA, Vera Saraiva; FONSECA, Paula – Plural: Português 11º ano. Lisboa: Lisboa Editora, Exemplo 3 (mais do que três autores): MARQUES, António [et al.] - Recepção da Crítica da Razão Pura : Antologia de Escritos sobre Kant ( ). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1992.

36 Referência bibliográfica (documentos electrónicos - Internet) APELIDO DO AUTOR, Nome do autor – Título do artigo [Em linha]. Local de publicação: Editor, ano, data de actualização ou revisão. [data de consulta]. Disponível em www:. Exemplo: Centenário da República: Governos da República [Em linha]. Plataforma do Centenário, [Consult. 24 Nov. 2010]. Disponível em www:. republica/

37


Carregar ppt "A nossa Biblioteca Escola Básica 2,3 S. Lourenço - Ermesinde."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google