A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Filo Animais Réptes – Aves - Animais. Surgiram de um grupo primitivo de anfíbios. São independentes da água para reprodução e respiração. A independência.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Filo Animais Réptes – Aves - Animais. Surgiram de um grupo primitivo de anfíbios. São independentes da água para reprodução e respiração. A independência."— Transcrição da apresentação:

1 Filo Animais Réptes – Aves - Animais

2 Surgiram de um grupo primitivo de anfíbios. São independentes da água para reprodução e respiração. A independência da água está relacionada a estruturas surgidas nos ovos. São predominantemente predadores, embora algumas tartarugas e lagartos possam ser vegetarianos. Possuem boca com dentes, exceto as tartarugas que possuem bico. Alguns sofrem a muda (lagartos e cobras).

3 Possuem 2 pares de membros cada um com 5 dedos terminando em garras córneas; nas tartarugas marinhas as pernas são semelhantes a remos; são reduzidas nos lagartos; ausentes nas cobras. Pele é seca, recoberta por escamas e impermeável. Escamas (cobras). Placas (jacarés, crocodilos). Carapaças (tartarugas, jabutis).

4 Sistema digestório Completo. Sistema reprodutor Sexos separados. Fecundação interna. Sexuada. Desenvolvimento direto (sem estágio larval).

5 Maioria são ovíparos: colocam ovo e o embrião se desenvolve dentro do ovo Mas há lagartos e cobras Ovovivíparos: o embrião se desenvolve dentro do ovo que fica dentro do corpo da fêmea. Vivíparos: o embrião cresce dentro do corpo da fêmea, não há casca formando um ovo.

6 Ovos O ovo é rico em vitelo - substância que nutre o embrião. Revestidos por uma casca calcária, que protege o embrião contra a dessecação. Casca é porosa o que permite a entrada de O 2 e a saída de CO 2. Anexo embrionário:

7 Âmnio O âmnio delimita uma cavidade cheia de líquido amniótico, onde o embrião se desenvolve e o protege contra a dessecação e os choques mecânicos. Cório ou serosa Envolve todos os anexos embrionários; confere proteção mecânica e térmica. Alantóide Participa das trocas gasosas e é uma estrutura armazenadora de excretas nitrogenadas.

8 Controle de temperatura do corpo. Independente do meio em que se encontra, pois aquecem os corpos através de fontes externas de calor (ectotérmicos) e variam a temperatura do corpo em função da temperatura do meio (pecilotérmicos). Mantém a temperatura do corpo por volta dos 37°C. Sistema respiratório Pulmonar (sempre!). Sistema excretor Excretas nitrogenadas contendo ácido úrico que é insolúvel em água, é removido do sangue pelos rins e excretado juntamente com as fezes, numa forma quase seca.

9 Sistema circulatório Circulação fechada. Dupla circulação (sangue passa duas vezes pelo coração (dois ciclos: um arterial e o outro venoso). Incompleta (quando o sangue arterial se mistura com o venoso). Coração é subdividido em 3 cavidades (2 átrios e 1 ventrículo), mas nos crocodilos há 4 cavidades (2 átrios e 2 ventrículos). Sistema nervoso Bem desenvolvido com visão muito boa e olfato bem desenvolvido em alguns grupos. Os répteis são classificados em:

10 Tartarugas marinhas. Cágados. Jabutis. Posuem uma carapaça dorsal e plastrão ventral. Não há dentes, mas lâminas córneas.

11 Jacaré. Crocodilo. Possuem placas ósseas. São semi-aquáticos (água doce e mar). Diferenças entre jacaré e crocodilo: JacaréCrocodilo Família Alligatoridae.Família Crocodilidae. O quarto dente fica dentro da boca quando ela está fechada. O quarto dente fica fora da boca quando ela está fechada. Focinho largo e arredondado.Cabeça mais afilada.

12 Lagartos. Cobras. Possuem escamas. Dividem-se em:

13 Lacertílios Lagarto. Camaleão. Lagartixa. Corpo alongado, com a cabeça curta e unida ao corpo por um pequeno pescoço. Possuem quatro membros, sendo os anteriores mais curtos que os posteriores.

14 Ofídeos Cobras. Não possuem tímpano nem cavidade do ouvido. Percebem vibrações no solo. A grande maioria desses animais possuem glândulas salivares modificadas em glândulas que fabricam veneno. Uma serpente é peçonhenta quando seus dentes são capazes de inocular veneno nos animais que ataca. Os dentes têm um canal ou sulco que se comunica com as glândulas produtoras de veneno. No momento da picada, o veneno escoa por esse canal e é inoculado no corpo da presa.

15 Diferenças entre cobra peçonhenta e não peçonhenta.

16 Evoluíram de répteis bípedes. Possui apenas a glândula uropigiana, que fica próxima à base da cauda, onde a ave passa o bico, recolhendo a secreção e passa nas penas para impermeabilizar e também evitar que o bico fique quebradiço. Controle de temperatura do corpo. Dependem da produção de calor pelo metabolismo para elevar a temperatura e mantê-la constante, são endotérmicos. São homeotermos, pois mantém a temperatura constante independentemente da temperatura do meio. As penas impedem que o calor se dissipe para o ambiente durante o voo.

17 Únicos animais que possuem penas, sendo adaptadas ao voo com exceção: Pinguim. Avestruz. A substância que forma as penas é a queratina. Adaptações para o voo: Formato aerodinâmico. Redução do peso. Membros anteriores transformados em asas. Presença de penas que são leves, flexíveis e resistentes e também funciona como isolante térmico.

18 Muitos dos ossos das aves são pneumatizados, seu interior é oco. O osso que une as costelas na região ventral, o esterno, apresenta uma projeção chamada de quilha que é o ponto de inserção dos músculos peitorais, responsáveis pelo batimento das asas. Características que contribuem para a redução do peso: Ausência de dentes Ausência de bexiga urinária Atrofia das gônadas fora da época reprodutiva.

19 Sistema digestório Completo. Formato do bico é adaptado à dieta de cada espécie. A moela tem a função de triturar os alimentos. Papo: armazena temporariamente o alimento. Sistema reprodutor Sexos separados. Fecundação interna. Sexuada. Desenvolvimento direto (sem estágio larval). Ovíparos

20 Sistema respiratório Pulmonar. Pulmões são compactos, mas expandem-se em bolsas de ar, sacos aéreos que preenchem vários espaços do corpo até os ossos pneumáticos. Na base da traquéia há uma estrutura chamada siringe, com músculos vocais, responsáveis pelo canto. Sistema excretor Excretas nitrogenadas contendo ácido úrico que é insolúvel em água, é removido do sangue pelos rins e excretado juntamente com as fezes, numa forma quase seca.

21 Sistema nervoso Bem desenvolvido com visão muito boa. Sistema circulatório Circulação fechada. Completa (não há mistura entre sangue venoso e sangue arterial). Coração possui 4 cavidades (2 átrios e 2 ventrículos).

22 Surgiram de répteis primitivos, eram de porte pequeno, se alimentavam de insetos e tinham hábito noturno. É o grupo mais evoluído. São homeotermos ou endotérmicos. A maioria é terrestre, mas há exceção: Adaptado ao voo – morcegos. Aquáticos - golfinhos e baleias.

23 Característica mais marcante: Presença de glândulas Mamárias Produzem leite para alimentação dos filhotes. Sebáceas. Produz uma secreção oleosa que lubrifica o pêlo e a pele e produzem substâncias odoríferas usadas na comunicação entre os animais. Sudoríparas Produzem o suor, auxiliam a regulação da temperatura e a excreção de sais. O cão, o gato e o rato não possuem glândulas sudoríparas. A respiração ofegante do cão e as lambidas que o gato dá em si mesmo ajudam a resfriar o corpo. Presença de pêlos. Forma uma camada protetora contra a perda de calor.

24 Apresentam quatro patas com 5 dedos (ou menos) com garras, unhas, cascos adaptadas a andar, correr, cavar, nadar, exceto: Cetáceos - não existem membros posteriores. Espécies quadrúpede, exceto: Cangurus e o homem – bípedes.

25 Sistema digestório Completo. Há carnívoros, herbívoros e onívoros. Vários órgãos e glândulas produzem sucos digestivos que vão "quebrando" as substâncias nutritivas dos alimentos. O que não é digerido ou aproveitado é eliminados sob a forma de fezes. Mamíferos ruminantes: boi, cabra, carneiro, girafa. Não conseguem digerir a celulose, mas no estômago há microorganismos que fazem essa digestão.

26 Sistema respiratório Pulmões e pelas vias respiratórias (fossas nasais, faringe, laringe, traquéia e brônquios). Os movimentos de entrada do ar (inspiração) e saída (expiração) são controlados por um músculo que separa o tórax do abdômen: o diafragma. Até os mamíferos aquáticos têm pulmões, eles precisam vir à superfície para respirar. Sistema circulatório Circulação fechada. Dupla (sangue passa duas vezes pelo coração (dois ciclos: um arterial e o outro venoso). Completa (não há mistura entre sangue venoso e sangue arterial). Coração possui 4 cavidades (2 átrios e 2 ventrículos).

27 Sistema excretor Rins e vias urinárias (ureteres, bexiga e uretra). Os rins são órgãos que funcionam como filtros. Sua função é a retirada de resíduos do sangue para a formação da urina, que fica armazenada na bexiga. A saída da urina ocorre pela uretra. Terrestres: excretam uréia. Aquáticos: excretam amônia.

28 Sistema nervoso Bem desenvolvido. Sistema reprodutor Sexos separados. Fecundação interna. Sexuada. Dividem-se em:

29 Monotremados Ornitorrinco. Põem ovos (ovíparos) de onde nasce um minúsculo embrião que se desloca para uma bolsa, onde termina o seu desenvolvimento com o leite produzido pela mãe. Marsupiais Canguru Não existe placenta para nutrir o embrião durante o seu desenvolvimento no útero. Assim, ao nascer, os marsupiais não se encontram totalmente desenvolvidos. A maioria das espécies termina o seu desenvolvimento no interior de uma bolsa externa no corpo da fêmea – marsúpio (vivíparos).

30 Placentários Este é o maior grupo. Desenvolvem-se no útero da fêmea com a ajuda de uma placenta que fornece fixação e nutrientes (vivíparos).

31


Carregar ppt "Filo Animais Réptes – Aves - Animais. Surgiram de um grupo primitivo de anfíbios. São independentes da água para reprodução e respiração. A independência."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google