A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Bye: Luiz Carlos Rodrigues dos Santos Até quando vamos ficar a mercê De banqueiros sem escrúpulos Que se fartam do suor alheio Que usam de meios obscuros.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Bye: Luiz Carlos Rodrigues dos Santos Até quando vamos ficar a mercê De banqueiros sem escrúpulos Que se fartam do suor alheio Que usam de meios obscuros."— Transcrição da apresentação:

1

2 Bye: Luiz Carlos Rodrigues dos Santos

3 Até quando vamos ficar a mercê De banqueiros sem escrúpulos Que se fartam do suor alheio Que usam de meios obscuros Para encher o bolso de dinheiro.

4 Quando será que nossas autoridades Vão ficar fingindo que tudo vai bem? Ou será que para eles tudo é diferente? Está faltando igualdade e seriedade Para que nossos governantes Governem em prol do país e de seu povo E não em favor do favor que lhe deram.

5 Quem tem dinheiro pode tudo, Quem não tem são reles esquecidos. Banqueiros se fartam com taxas absurdas, E o povo coitado explorado em tua pobreza Para encher o bolso do escrúpulo nobreza, Vive na miséria em meio a uma riqueza explicita.

6 Vergonha é o que sinto por ser honesto Nesse país do desrespeito humano E por pertencer a um povo inerte Que não luta por seus direitos, Pois preferem se unirem em botequins E se fartarem de drogas e asneiras.

7 O que esperar de um país onde o teu futuro Queima tua própria bandeira nacional, Acreditar em que ou em quem? Com tanta gente de mentes vazias de olhos vendados A negligência a nós imposta por ganância Dos poderosos inescrupulosos desse Brasil.

8 Brasil, de um sonho intenso da verdade De amor e de esperança aqui ainda vivo. Ainda hei de ver-te levantar desde berço esplêndido, Brasil, que o amor e a igualdade sejam o símbolo Da verdade que ostentará em teu peito.

9 Lutamos tanto por liberdade por democracia E depois de conquistá-la ficamos presos ao descaso Dos que governam este lindo Brasil, florão da América.

10 A honestidade, da justiça ainda será a clava forte E não terei mais vergonha de bradar retumbante Sou brasileiro, filho deste solo gentil.

11 Minha pátria amada Brasil! Ainda tu serás límpido, impávido E colosso meu Brasil!

12

13


Carregar ppt "Bye: Luiz Carlos Rodrigues dos Santos Até quando vamos ficar a mercê De banqueiros sem escrúpulos Que se fartam do suor alheio Que usam de meios obscuros."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google