A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sabe Senhor ainda não entendi, viemos à praça, pensei ser um passeio, estranhei, ele não tinha esse hábito, mas vim, feliz. Aqui chegando, deu as costas,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sabe Senhor ainda não entendi, viemos à praça, pensei ser um passeio, estranhei, ele não tinha esse hábito, mas vim, feliz. Aqui chegando, deu as costas,"— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Sabe Senhor ainda não entendi, viemos à praça, pensei ser um passeio, estranhei, ele não tinha esse hábito, mas vim, feliz. Aqui chegando, deu as costas, entrou no carro e nem me disse adeus.

4 Olhei para os lados, nem sabia o que fazer, ainda tentei segui-lo e quase fui atropelado. o que teria feito de tão mau? À noite, quando ele chegava, eu abanava o rabo, feliz, mesmo que ele nunca viesse me ver no quintal.

5 Às vezes eu latia, mas havia estranhos no portão, e eu não poderia deixá-los entrar sem avisar o dono. Quem sabe foi a mando de minha dona, por eu estar lhe dando trabalho. Não foram as crianças, elas me adoraram e creio que nem sabem o que aconteceu – devem ter-lhes dito que eu fugi.

6 Como sinto saudades! Puxavam-me a cauda, às vezes eu ficava uma fera, mais logo éramos amigos novamente. Estou só, bebo água suja, meus pelos caíram todos. Nossa, como estou magro!

7 Sabe Pai, aqui neste canto que arrumei para passar a noite, fez muito frio, o chão está molhado.

8 Creio que hoje vou me encontrar aí contigo, no céu. Meu sofrimento vai terminar, e mesmo em espírito, vou ter permissão para ver as crianças.

9 Peço-vos, então, não mais por mim, mas pelos meus irmãozinhos. Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão.

10 Como eu, sozinhos, não viverão mas que alguns meses na terra do homem. Amenize-lhes o frio, igual ao que agora eu sinto, com o calor de atos abençoadas. Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor me foi negado. Mate-lhes a sede com água pura de seu ensinamentos,

11 transmitidos ao homem a dor das doenças, extirpando a ignorância da terra. Tire o sofrimento dos que estão sacrificados em rituais, laboratórios e tudo mais, tirando dos humanos gosto pelo sangue.

12 Ampare as cachorrinhas prenhas que verão suas crias morrerem de fome e frio e pestes, sem nada poderem fazer.

13 Abrandem a tristeza dos que, como eu, abandonados - entre os males, o que mais doeu foi esse. Receba, Pai, nesta noite gélida minha alma, pois não será meu sofrimento, mas dos que ficaram, e por eles vos peço. AMÉM...

14 Lembre-se do que escreveu São Francisco de Assis: -Quem maltrata um animal jamais poderá ser feliz!

15 Todos os animais são excelentes talismãs que, além de alegrar os nossos dias, nos aproximam da Natureza e propiciam a boa sorte. Encontrar um cão ou um gato abandonado é sinal de benevolência das Forcas Cósmicas, e seria uma pena não aceitá-lo. O gato é um animal mágico, elimina as negatividades, relaxa e cura a aura dos seres humanos com quem convive. Ajudar os animais, mesmo que você não os queira em sua casa, é um ato de amor para com a Natureza, que certamente recompensará a sua generosidade, E abandonar um animal, significa atrair para si negatividades e desgraças.

16 Eu adotei essa fofinha que estava abandonada sozinha Hoje ela é a alegria de casa...minha caçulinha Que amo muito...muito...muito... Adote você tambem um cãozinho de rua

17

18 Montagem: Catia Marilza Musica: Joana A Padroeira


Carregar ppt "Sabe Senhor ainda não entendi, viemos à praça, pensei ser um passeio, estranhei, ele não tinha esse hábito, mas vim, feliz. Aqui chegando, deu as costas,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google