A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Viver não dói. O que dói é a vida que se não vive. Tanto mais bela sonhada, quanto mais triste perdida.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Viver não dói. O que dói é a vida que se não vive. Tanto mais bela sonhada, quanto mais triste perdida."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Viver não dói. O que dói é a vida que se não vive. Tanto mais bela sonhada, quanto mais triste perdida.

4 Viver não dói. O que dói é o tempo, essa força onírica em que se criam os mitos que o próprio tempo devora.

5 Viver não dói. O que dói é essa estranha lucidez, misto de fome e de sede com que tudo devoramos.

6 Viver não dói. O que dói, ferindo fundo, ferindo, é a distância infinita entre a vida que se pensa e o pensamento vivido. Que tudo o mais é perdido.

7 CRÉDITOS Autor do slide: Prado Slides Autor do texto: Emílio Moura Emílio Guimarães Moura nasceu em Dores do Indaiá (MG), em Faleceu em Foi um dos nomes mais representativos da Literatura Brasileira da fase modernista. Em 1949 ganhou o Prêmio de Poesia da Academia Mineira de Letras. Em 1969 recebeu o prêmio do Pen Club do Brasil, e o Prêmio de Poesia do Instituto Nacional do Livro. Música: One Mans Dream By Yanni


Carregar ppt "Viver não dói. O que dói é a vida que se não vive. Tanto mais bela sonhada, quanto mais triste perdida."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google