A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Adriano da Silva Castro Mateus de Moura Stock. Tradução das Consultas Transações do Usuário são convertidas em instruções de manipulação de dados; Ao.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Adriano da Silva Castro Mateus de Moura Stock. Tradução das Consultas Transações do Usuário são convertidas em instruções de manipulação de dados; Ao."— Transcrição da apresentação:

1 Adriano da Silva Castro Mateus de Moura Stock

2 Tradução das Consultas Transações do Usuário são convertidas em instruções de manipulação de dados; Ao usuário, base de dados distribuída é única; Tradução deve ser correta; Plano gerado deve ser ótimo; O custo total é igual ao custo da transmissão de dados + custo no processamento local; Minimização do custo;

3 Processamento de Consultas Consulta de alto nível Comandos de manipulação de dados de baixo nível Processador de Consultas SQL, OQL...

4 Plano de Execução

5 Otimização Busca Exaustiva Custo; Solução ótima; Heurísticas Solução boa, mas não é a ótima; Exemplo: Seleções antes de projeções; Substituir junções por combinações de semi-junções.

6 Otimização - Granularidade Nível de detalhamento dos dados dentro do banco; Uma consulta de cada vez – não usa resultados intermediários em comum; Múltiplas consultas de uma vez: Eficiente se existem muitas consultas similares; Espaço de soluções muito maior.

7 Otimização - Sincronização Estática Antes da execução (em tempo de compilação); Propagação de erros e custo acumulado em várias execuções; Dificuldade em fazer estimativas do banco. Dinâmica Em tempo de execução; Custo repetido para cada execução; Informação exata sobre o tamanho dos resultados intermediários; Híbrida Compilação usa algoritmo estático;

8 Otimização - Estatísticas Objetos que contêm informações estatísticas sobre a distribuição de valores em uma ou mais colunas de uma tabela; Estimar a cardinalidade, ou número de linhas, no resultado de consulta. Permitem que o otimizador crie um plano de consulta de alta qualidade. Relações / Fragmentos Cardinalidade Tamanho das tuplas Fração de tuplas que participam de junções Atributos Cardinalidade do domínio; Número de valores distintos; Informação exata sobre o tamanho dos resultados intermediários; Premissas comuns Valores distintos de atributos independentes;

9 Otimização – Sites de Decisão Centralizada Simples; Único nó determina a melhor estratégia; Necessidade de conhecimento global do BD distribuído; Distribuída Requer apenas informações locais; Nós cooperam entre si para determinar a estratégia (Custos de cooperação); Híbrida Estratégia global determinada por um nó único! Cada nó otimiza subconsultas locais; A maioria dos sistemas usa a abordagem de decisão centralizada

10 Otimização – Topologia da Rede WAN Largura de banda e velocidade baixas; Alta sobrecarga do protocolo; Estratégia global minimiza custo de comunicação; Custo de comunicação é dominante! LAN Broadcasting para operações de junção; Custo de comunicação não é tão dominante!

11 Metodologia

12 Fase 1 – Decomposição de Consultas Normalização Transformação de qualificadores e quantificadores; Análise Reconhecer e rejeitar consultas incorretas; Simplificação Eliminar predicados redundantes; Reescrita e Reestruturação Cálculo Álgebra (árvore de operadores); Regras de transformação (mais de uma tradução possível);

13 Fase 2 – Localização de Dados Entrada: Consulta algébrica das relações distribuídas Relação de fragmentos envolvidos Programa de Localização Substituição de cada relação global pelo seu programa de localização Programa em álgebra relacional Operandos são os fragmentos Utilizar regras de reconstrução Otimização Redução de consultas

14 Fase 3 – Otimização Global Entrada: Consulta de fragmentos Geração da melhor estratégia global(plano de execução de consultas) Minimização da função de custo Processamento distribuído de junções Árvores de junção lineares x Bushy Que relação (operando) enviar para onde? Envio total x envio sob demanda Decisão sobre o uso de semijunções Menos comunicação, mais processamento local Métodos de junção Loops aninhados x junções ordenadas (merge join ou hash join)

15 Processo de Otimização de Consultas

16 Espaço de Busca Planos de execução de consulta equivalentes Foco é nas árvores de junção Para N relações, existem O(N!) árvores de junção equivalentes Comutatividade e associatividade SELECT ENAME,RESP FROM EMP, ASG, PROJ WHERE EMP.ENO=ASG.ENO AND ASG.PNO=PROJ.PNO

17 Espaço de Busca Restrição através de heurísticas Operações unárias antes das binárias Restrição da forma da árvore de junção Considere apenas árvores lineares, ignore as bushy

18 Fase 4 – Otimização Local Input: Melhor plano de execução global Selecionar o melhor caminho de acesso Usar técnicas de otimização centralizadas

19 Problemas Modelo de Custo Otimizações de consultas múltiplas Heurísticas para reduzir alternativas Conjunto maior de consultas Necessidade de tratar consultas mais complexas (uniões, disjunções, agregações, ordenações) Avaliação de custo Otimização X Execução Intervalo entre a otimização e re-otimização

20 Principais Desafios Confiabilidade Como tornar o sistema tolerante a falhas SGBDs componentes, redes de comunicação Durabilidade e Atomicidade

21 Controle de Concorrência Distribuído Sincronização de acessos concorrentes Consistência X Concorrência Problemas Gerência de cópias múltiplas Falhas locais em nós Falha nas ligações de comunicação Finalização (commit) distribuída Bloqueio perpétuo (deadlock) distribuído Alternativas de Implementação Tempos separados para leitura e modificação Duas cópias da base da dados distribuída Uma para consultas Uma para atualizações Atualizações periódicas na base de consultas

22 Aspectos Importantes Suporte do Sistema Operacional SGBDs – Aplicação muito diferente das convencionais Suporte apropriado a operações de bancos de dados Situação ainda mais crítica no caso dos SBDDs Ex: Suporte a transações distribuídas com controle de concorrência e reconstrução

23 Aspectos Importantes Processamento de Transações Distribuído Manter um estado consistente da base de dados com replicação Protocolos sofisticados de controle de réplicas. O método mais imediato é o ROWA (read one write many) Muito caro. Avaliar três tipos de replicação Dados Processamento Comunicação

24 Bibliografia Özsu, M.T. Valduriez, P. "Principles of Distributed Database Systems", Prentice Hall, 1999, 2ª edição Mattoso, M.L.Q. " Introdução a Banco de Dados Distribuídos",


Carregar ppt "Adriano da Silva Castro Mateus de Moura Stock. Tradução das Consultas Transações do Usuário são convertidas em instruções de manipulação de dados; Ao."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google