A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Diego Gomes de Oliveira Demerval Aparecido Gonçalves

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Diego Gomes de Oliveira Demerval Aparecido Gonçalves"— Transcrição da apresentação:

1 Apresentação final referente ao subsistema monitoramento de bacias(PT-BAC), do projeto MONITORAMA
Diego Gomes de Oliveira Demerval Aparecido Gonçalves Roberta Kelly da Rocha Breves

2 Sumário Motivação Contexto Contextualização Definição do Problema
Definição da Solução Adequabilidade, Praticabilidade e Aceitabilidade Intitulação Especificação de Requisitos Divisão das Tarefas MER PT-BAC MER SIG-PT Entidades de Inserção Dicionário de Dados View Trigger Stored Procedure Consultas Tática e Estratégica Conclusão e Recomendações Bibliografia

3 Motivação Responsabilidade pela gestão das bacias hidrográficas
Lançamento de efluentes nos corpos d’água. Uso indiscriminado da água. Queda da qualidade dos serviços ambientais. Políticas definidas com o apoio de dados de monitoramento.

4 Contexto

5 Contexto Protótipo de BD Setorial integrante ao BD corporativo Monitorama. Processo Transacional On Line no setor Bacias. Protótipo Distribuição de água. Protótipo Controle e monitoramento de esgoto. Protótipo Monitoramento de cotas.

6 Contextualização - Parte
Cada ETE pode receber um tipo de efluente; Cada ETE deve ter um ou mais tipos de tratamento; Cada ETE deve estar associada a pelo menos um rio. Uma sub-bacia pode pertencer a vários rios. Uma bacia é composta por várias sub-bacias. Cada setor tem uma cota para limitar o abastecimento. ......

7 Definição do Problema Efeito adverso (Ea):  O que está errado? As políticas públicas em relação aos recursos hídricos da bacia amazônica não são eficientes tanto quanto poderiam. Causas (C): Porque está errado? Porque o monitoramento e controle de esgoto e o monitoramento do abastecimento de água e cotas na bacia amazônica não existem.

8 Definição do Problema Tarefa (T): O que, Quem, Onde, e Quando deseja realizar? Dotar a corporação com um aplicativo de banco de dados setorial de monitoramento e controle de esgoto e monitoramento de abastecimento de água e cotas de bacias hidrográficas para incrementar funcionalidades na sala de situação até o fim do primeiro bimestre de 2007. Propósito (P): Para que se deseja realizar tal tarefa? A fim de tornar as políticas públicas relacionadas aos recursos hídricos mais eficientes.

9 Definição do Problema Enunciado do problema (na forma afirmativa): Dotar a corporação com um aplicativo de banco de dados de monitoramento e controle de esgoto e monitoramento de abastecimento de água e cotas para incrementar funcionalidades na sala de situação até o fim do primeiro bimestre de 2007 a fim de tornar as políticas públicas relacionadas aos recursos hídricos mais eficientes.

10 Definição da Solução Alternativa de Solução Possível (O que fazer para cumprir a Tarefa): Desenvolvimento e operacionalização um aplicativo de banco de dados de monitoramento e controle de esgoto e monitoramento de abastecimento de água e cotas para incrementar funcionalidades na sala de situação até o fim do primeiro bimestre de 2007.

11 Definição da ASP Adequabilidade da Solução (a Solução Serve?) Afinidade, Integridade, Âmbito , Oportunidade Praticabilidade do Esforço (a Solução pode ser Implantada?) Disponibilidade, Fator Qualidade, Fator Ambiente Aceitabilidade dos Resultados (Os Resultados Obtidos compensam os Custos?; Os Resultados Obtidos compensam os Riscos Assumidos?; e, A Alternativa de Solução Convém?)

12 Intitulação “Desenvolvimento e operacionalização um aplicativo de banco de dados setorial de monitoramento e controle de esgoto e monitoramento de abastecimento de água e cotas de bacias hidrográficas - PT-BAC”.

13 Especificação de Requisitos
Propiciar: 1 – cadastro do sistema de abastecimento das bacias hidrográficas 2 – cadastro de cotas de consumo de água. 3 – cadastro das estações de tratamento de esgoto. 4 – consultas e emissão de relatórios em nível tático. 5 – se integrar aos demais módulos de banco de dados sob o setor Bacias e posteriormente aos demais módulos do Holding Database..

14 Monitoramento de Bacias
Divisão de Tarefas Nome Tema Papel Diego Monitoramento de Cotas Dicionarizador Demerval Monitoramento de Esgoto Integrador Roberta Distribuição de Água Normalizadora

15 PT-BAC - MER 14 entidades 65 atributos 14 relacionamentos

16 SIG-PT

17 Entidades de Inserção

18 Dicionário de Dados Início Utilização do Erwin
Definição de acordo com a normalização Preparação - Nomenclatura Verificar Tabelas Individuais Correção de Entidades

19 Dicionário de Dados Verificação Definição da estratégia de integração
Término/Feedback Consistência do dicionário com o esperado

20 View Listar Tipo de faixa, tipo de unidade de medida, probabilidade de risco, probabilidade de seca, probabilidade de poluição, faixa mínina superior e inferior, faixa máxima superior e inferior, data e código de localização; Create view vw_zonalerta (tip_nome,tip_unidade,ris_prob_cheia,ris_prob_seca,ris_prob_poluicao, fxa_min_sup, fxa_min_inf, fxa_max_sup,fxa_max_inf,ref_data,loc_cod) AS select TIPO_FAIXA.tip_nome as faixa_nome, TIPO_FAIXA.tip_unidade, RISCO.ris_prob_cheia, RISCO.ris_prob_seca, RISCO.ris_prob_poluicao, FAIXA.fxa_min_sup, FAIXA.fxa_min_inf, FAIXA.fxa_max_sup, FAIXA.fxa_max_inf, REFERENCIA.ref_data, REFERENCIA.loc_cod From RISCO, TIPO_FAIXA, FAIXA, REFERENCIA, ZONA_DE_ALERTA, LOCALIZACAO where TIPO_FAIXA.tip_id = FAIXA.tip_id and FAIXA.fxa_id = ZONA_DE_ALERTA.fxa_id and ZONA_DE_ALERTA.ref_id = REFERENCIA.ref_id and RISCO.ref_id = REFERENCIA.ref_id and REFERENCIA.loc_cod = LOCALIZACAO.loc_cod

21 Trigger Conforme o volume de vazão varia ( para mais ou para menos), o volume d’água superficial da sub_bacia é alterado CREATE OR REPLACE TRIGGER atualiza_volume_Agua_subbacia AFTER UPDATE OF sub_bacia ON vazao FOR EACH ROW DECLARE REGIAO NUMBER; qtde VARCHAR2(20); BEGIN SELECT sub_bacia.sub_vasup INTO qtde FROM sub_bacia WHERE sub_bacia.sub_vasup = :OLD.sub_vasup; SELECT vazao.vaz_valor INTO volume FROM vazao, da_hidrografico PCD WHERE PCD.pcd_codigo=vazao.pcd_codigo and SDO_ANYINTERACT(localizacao.loc_geom_poy ) = 'TRUE'; UPDATE sub_bacia SET sub_bacia.vasup = :NEW.vazao, vazao.vaz_valor = volume WHERE sub_bacia.loc_cod = localizacao.loc_cod and PCD.loc_cod = localizacao.loc_cod and PCD.pcd_codigo=vazao.pcd_codigo ; END;

22 Stored Procedure Monitoramento da situação das sub_bacias;
CREATE or replace PROCEDURE Situacao_sub_bacias ( data out date, ini_long out varchar2, fin_long out varchar2, ini_lat out varchar2, fin_lat out varchar2) Is BEGIN select sub_bacia.sub_nome, vw_zonalerta .tip_nome, vw_zonalerta .tip_unidade, vw_zonalerta .ris_prob_cheia, vw_zonalerta .ris_prob_seca, vw_zonalerta .ris_prob_poluicao, vw_zonalerta .fxa_min_sup,vw_zonalerta .fxa_min_inf, vw_zonalerta .fxa_max_sup, vw_zonalerta .fxa_max_inf, vw_zonalerta .loc_cod FROM vw_zonalerta, sub_bacia, localizacao WHERE vw_zonalerta.loc_cod = sub_bacia.loc_cod and vw_zonalerta.loc_cod = localizacao.loc_cod and sub_bacia.loc_cod = localizacao.loc_cod and vw_zonalerta .ref_data = data and sdo_filter(LOCALIZACAO.loc_geom_point, sdo_geometry(2001, 8307, null, sdo_elem_info_array(1,1003,3), sdo_ordinate_array(ini_long, fin_long, ini_lat, fin_lat ) ) ) = 'TRUE'; END Situacao_sub_bacias;

23 Consulta Tática Linguagem Natural:
Quais os nomes das estações de tratamento de esgoto que utilizam filtros biológicos e estão a menos de 1 grau do ponto , ? Linguagem SQL: select ETE.ete_nome from ETE, TRATAMENTO, ETE_TRATAMENTO where TRATAMENTO.tra_nome = 'Filtros biológicos' and SDO_GEOM.SDO_DISTANCE(MDSYS.SDO_GEOMETRY (2001, NULL, MDSYS.SDO_POINT_TYPE(-4.218, , NULL), NULL, NULL), ETE.ete_pos, ) < 1 and TRATAMENTO.tra_cod = ETE_TRATAMENTO.tra_cod and ETE_TRATAMENTO.ete_cod = ETE.ete_cod;

24 Consulta Estratégica Para a criação de uma usina hidrelétrica no município de Paratininga é preciso listar as represas que já existam, com seus respectivos dados e a precipitação do município e seu nível de água. select REPRESA.rep_nome as REPRESA, NIVEL_REPR.niv_max, NIVEL_REPR.niv_min, PRECIPITACAO.pre_iniperiodo , PRECIPITACAO.pre_fimperiodo , PRECIPITACAO.pre_precipitacao from municipio, localizacao, represa, dado_hidrografico, precipitacao, nivel_repr where MUNICIPIO.mun_descricao='Paratininga' and MUNICIPIO.mun_codigo = LOCALIZACAO.mun_codigo and REPRESA.loc_cod = LOCALIZACAO.loc_cod and LOCALIZACAO.loc_cod = DADO_HIDROGRAFICO.loc_cod and DADO_HIDROGRAFICO.pcd_codigo = PRECIPITACAO.pcd_codigo;

25 Conclusão Aplicativos de BD integrados em nível setorial – PTBAC
Sofwares utilizados: SGBD: Oracle 10g Spatial Projeto lógico e físico: Erwin Operações no BD: iSQLPlus e Linguagem SQL Auditor FN: Third Entidade comum para integração: RIO. Características dos aplicativos mantidas após integração.

26 Recomendação Utilizar um software cliente para viabilizar a entrada dos dados geográficos. Explorar a interface MapViewer. Utilizar dados de imagens de satélite no BD.

27 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
[1] Região Hidrográfica Amazônia – Disponível em: Acesso em 06/06/2007 [2] Monitoramento Ambiental da Amazônia – Disponível em: Acesso em 13 março de 2006. [3] Distribuição dos tipos de solo agrupados... comparação dos volumes totais nas grandes bacias da Amazônia – Disponível em: Acesso em 13 março de 2006. [4] Água – Disponível em: Acesso em 16 de março de 2007. [5] Sistema de Informação Geográfica – Disponível em: https://portal.fucapi.br/tec/imagens/revistas/007_ed009_artigo007.pdf [6] Região Hidrográfica Amazônica – Disponível em: Acesso em 20 de março de 2007.

28 Obrigado !!


Carregar ppt "Diego Gomes de Oliveira Demerval Aparecido Gonçalves"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google