A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REGRAS PORTUGUESAS DE CATALOGAÇÃO - José Carlos Sottomayor 10. JORNADAS PORBASE -18 a 19 Maio de 2006 HISTÓRIA DA CATALOGAÇÃO RAÍZES DOS CATÁLOGOS NA ANTIGUIDADE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REGRAS PORTUGUESAS DE CATALOGAÇÃO - José Carlos Sottomayor 10. JORNADAS PORBASE -18 a 19 Maio de 2006 HISTÓRIA DA CATALOGAÇÃO RAÍZES DOS CATÁLOGOS NA ANTIGUIDADE."— Transcrição da apresentação:

1 REGRAS PORTUGUESAS DE CATALOGAÇÃO - José Carlos Sottomayor 10. JORNADAS PORBASE -18 a 19 Maio de 2006 HISTÓRIA DA CATALOGAÇÃO RAÍZES DOS CATÁLOGOS NA ANTIGUIDADE SÉCULO XIII – VÁRIOS CATÁLOGOS MANUSCRITOS (MOSTEIROS) 1545-KONRAD GESNER – BIBLIOGRAFIA ORG. ALBABETICAMEBNTE POR AUTORES 1695 – ANDREW MAUNSELL – ESTABELECE OS ELEMENTOS BÁSICOS DA DESCRIÇÃO 1791 – O GOVERNO FRANCÊS DETERMINA PARA AS BIBLIOTECAS A PRODUÇÃO DE CATÁLOGOS EM FICHAS 1840 – ANTHONY PANIZZI – PRIMEIRAS REGRAS DE CATALOGAÇÃO PORTUGAL 1819 – FREI JOÃO DE SANTA ANA (MAFRA) – PRIMEIRA TENTATIVA DE REGRAS DE CATALOGAÇÃO 1918 – RAUL PROENÇA – 840 REGRAS DE CATALOGAÇÃO 1972 – ANTEPROJECTO DAS REGRAS PORTUGUESAS DE CATALOGAÇÃO 1975 – PROJECTO DAS REGRAS PORTUGUESAS DE CATALOGAÇÃO 1984 – PUBLICAÇÃO DAS REGRAS PORTUGUESAS DE CATALOGAÇÃO

2 REGRAS PORTUGUESAS DE CATALOGAÇÃO - José Carlos Sottomayor 10. JORNADAS PORBASE -18 a 19 Maio de 2006 REGRAS PORTUGUESAS DE CATALOGAÇÃO DE 1984 CONDICIONALISMO AO ANTEPROJECTO E AO PROJECTO CONCEITO DOS CATÁLOGOS EM FICHAS CONSIDERAÇÃO DA ISBD(M) E DA ISBD(S) IMPORTÃNCIA DAS RPC AO LONGO DO TEMPO NECESSIDADE DE REVISÃO DAS RPC HARMONIZAÇÃO COM A PRÁTICA DO USO DO UNIMARC REVISÃO PELA IFLA DAS ISBDs PUBLICAÇÃO EM 2004 DA ACTUALIZAÇÃO DAS AACR2

3 REGRAS PORTUGUESAS DE CATALOGAÇÃO - José Carlos Sottomayor 10. JORNADAS PORBASE -18 a 19 Maio de 2006 ESTRUTURA DAS NOVAS REGRAS PORTUGUESAS DE CATALOGAÇÃO PREFÁCIO INTRODUÇÂO GERALI-0 PARTE 1.DESCRIÇÂO IntroduçãoD-0. Regras gerais da descriçãoD-1. Livros, panfletos e folhas ImpressasD-2. Materiais cartográficosD-3. ManuscritosD-4. MúsicaD-5. Registos sonorosD-6. Filmes e registos vídeoD-7. Materiais gráficosD-8. Documentos electrónicosD-9. Artefactos tridimensionais e objectosD-10. MicroformasD-11. Documentos contínuosD.12. AnalíticosD-13.

4 REGRAS PORTUGUESAS DE CATALOGAÇÃO - José Carlos Sottomayor 10. JORNADAS PORBASE -18 a 19 Maio de 2006 ESTRUTURA DAS NOVAS REGRAS PORTUGUESAS DE CATALOGAÇÃO PARTE 2.ENTRADAS, TÍTULOS UNIFORMES E REMISSIVAS IntroduçãoE-0. Escolha dos pontos de acessoE-1. Entradas para pessoasE-2. Nomes geográficosE-3. Entradas para colectividadesE-4. Títulos uniformesE-5. RemissivasE-6. ANEXOS Utilização de maiúsculas Abreviaturas Numerais Glossário Artigos iniciais ÍNDICE


Carregar ppt "REGRAS PORTUGUESAS DE CATALOGAÇÃO - José Carlos Sottomayor 10. JORNADAS PORBASE -18 a 19 Maio de 2006 HISTÓRIA DA CATALOGAÇÃO RAÍZES DOS CATÁLOGOS NA ANTIGUIDADE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google