A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Rio Antigo “Naquele Tempo” 1931 Música: Naquele Tempo (PIXINGUINHA / BENEDITO LACERDA (Chorinho) Com o instrumentista Altamiro Carrilho Mudança de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Rio Antigo “Naquele Tempo” 1931 Música: Naquele Tempo (PIXINGUINHA / BENEDITO LACERDA (Chorinho) Com o instrumentista Altamiro Carrilho Mudança de."— Transcrição da apresentação:

1

2 Rio Antigo “Naquele Tempo” 1931

3

4 Música: Naquele Tempo (PIXINGUINHA / BENEDITO LACERDA (Chorinho) Com o instrumentista Altamiro Carrilho Mudança de slides automática Não clique - (Slides sincronizados com a música)

5 Foto obtida à partir do alto do Morro da Urca - Ao fundo a Enseada de Botafogo

6 Praça Floriano - Cinelândia - Ao fundo o Teatro Municipal

7 A próxima foto obtida à partir do Morro da Viúva, percebe-se claramente os andaimes em torno da estátua do Cristo Redentor durante a sua construção em 1931.

8 Foto obtida do Morro da Viúva - Percebe-se os andaimes em torno da Estátua do Cristo Redentor

9 Foto obtida à partir Morro do Corcovado - Em primeiro plano o Morro da Viúva

10 Vista aérea de Copacabana, Ipanema, Leblon e Lagoa - Em primeiro plano o Copacabana Palace

11 Foto obtida do Alto do Corcovado - Praia de Botafogo, Urca e Praia Vermelha

12 Canal do Mangue - Perto da Estação Leopoldina

13 Avenida Rio Branco Foto obtida do alto de um Edifício Chamo a atenção para a inexistência de engarrafamentos de trânsito em todos os slides.

14 A próxima foto parece ser um dia de festa. Com certeza é a inauguração desta praça no Aterro da Glória. (observe o palanque à esquerda). O desmonte do Morro do Castelo foi iniciado em 1922 e a areia removida foi utilizada para fazer o Aterro do Flamengo.

15 Inauguração da Praça no Aterro da Glória - Ao fundo o Hotel Glória e Igreja da Glória.

16 Na próxima foto obtida do alto do Morro do Pasmado, já se vê o Copacabana Palace e alguns edifícios e também as Avenidas N.S. de Copacabana, Barata Ribeiro e Toneleros.

17 Foto obtida do Alto do Morro do Pasmado – Copacabana Palace e alguns edifícios

18 Produzido por: Arnaldo Temporal Recife - PE - Brasil Fotografias de cartões postais da época fornecidos por: Irajá de Oliveira Bastos Nos próximos slides, a letra da música “Naquele Tempo” Você pode cantar ou seguir a melodia mentalmente. (aguarde... )

19 NAQUELE TEMPO (PIXINGUINHA/ BENEDITO LACERDA Você pode cantar ou seguir a melodia mentalmente. (mudança de slides automática) PRIMEIRA PARTE Eu sempre lhe amei, eu sempre lhe adorei, Eu sempre almejei, um dia ver você feliz, Fiz tudo, carreguei a minha cruz com retidão, Apenas pra ganhar seu coração.... Mas tudo foi em vão porque, sofri sem reclamar, Sorri pra não chorar, curti a minha dor, Por desejar o seu amor ficava na esquina a lhe esperar, Porém você passava sem ao menos me olhar,

20 NAQUELE TEMPO (PIXINGUINHA/ BENEDITO LACERDA PRIMEIRA PARTE Eu sempre lhe amei, eu sempre lhe adorei, Eu sempre almejei, um dia ver você feliz, Fiz tudo, carreguei a minha cruz com retidão, Apenas pra ganhar seu coração.... Mas tudo foi em vão porque, sofri sem reclamar, Sorri pra não chorar, curti a minha dor, Por desejar o seu amor ficava na esquina a lhe esperar, Porém você passava sem ao menos me olhar, Você pode cantar ou seguir a melodia mentalmente. (mudança de slides automática)

21 SEGUNDA PARTE Naquele tempo você tinha tudo Beleza, riqueza, lábios sensuais, Malícia no olhar, charmosa até demais, Eu quis lhe conquistar, Você nunca me quis, E ainda disse para alguém, Que eu era infeliz. Naquele tempo havia tocatas, romances, serestas, também ao luar, Alguém contou pra mim, Que viu você chorar, Naquela noite que eu cantei, Chorinhos e canções, Com flauta, cavaquinho e violões, Você pode cantar ou seguir a melodia mentalmente. (mudança de slides automática)

22 TERCEIRA PARTE Tudo passa, eu também, Agora já não sofro mais, Já tenho um grande amor, pra acalmar minha dor, Amenizar meu sofrer, e escutar os meus ais, Você ficou sem ninguém, Pois desprezou a quem tanto lhe quis... Tudo acabou, E hoje sou feliz. Tudo passa, eu também, Agora já não sofro mais, Já tenho um grande amor, pra acalmar minha dor, Amenizar meu sofrer, e escutar os meus ais. Você pode cantar ou seguir a melodia mentalmente. (mudança de slides automática)

23 Alfredo da Rocha Viana Filho, conhecido como Pixinguinha, * Rio de Janeiro, 23 de abril de 1897 † Rio de Janeiro, 17 de Fevereiro de 1973, foi um flautista, saxofonista, compositor, cantor, arranjador e regente brasileiro. (mudança de slides automática) pot.com/search?updated- max= T17%3A16%3A00- 07%3A00&max-results=7

24 Acompanhado de outros músicos, o instrumentista e compositor Pixinguinha toca um chorinho no 2º Festival da Velha Guarda, no Clube dos Artistas, conhecido como "Clubinho". O festival ocorreu em abril de 1955 e foi uma iniciativa de Almirante e da Rádio Record ttp://almanaque.folha.uol.com.br/pixinguinha.htm ttp://almanaque.folha.uol.com.br/pixinguinha.htm (mudança de slides automática)

25 Pixinguinha (o último à direita)

26 (mudança de slides automática) Alfredo da Rocha Viana Filho Pixinguinha

27 (mudança de slides automática) Pixinguinha e o seu amigo Vínicius de Moraes: a parceria vai parar nas telas. (Foto: Arquivo de família/IMS) html Instituto Moreira Salles

28 Música: Naquele Tempo (PIXINGUINHA / BENEDITO LACERDA (Chorinho) Com o instrumentista Altamiro Carrilho

29 Rio Antigo “Naquele Tempo” 1931

30 Produzido por: Arnaldo Temporal Recife - PE - Brasil Fotografias de cartões postais da época fornecidos por: Irajá de Oliveira Bastos


Carregar ppt "Rio Antigo “Naquele Tempo” 1931 Música: Naquele Tempo (PIXINGUINHA / BENEDITO LACERDA (Chorinho) Com o instrumentista Altamiro Carrilho Mudança de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google