A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Nível de Emprego Formal Celetista Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED Comportamento do Emprego no mês de Novembro de 2011 1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Nível de Emprego Formal Celetista Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED Comportamento do Emprego no mês de Novembro de 2011 1."— Transcrição da apresentação:

1 Nível de Emprego Formal Celetista Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED Comportamento do Emprego no mês de Novembro de

2 Geração de Empregos Formais Celetistas Empregos gerados em Novembro de Empregos gerados de Janeiro a Outubro de 2011, com ajustes Empregos gerados nos primeiros onze meses de Empregos gerados de Jan/2003 a Nov/2011, com base na RAIS e no CAGED

3 3

4 4

5 Nível de Emprego Formal - Série Ajustada 1.No acumulado do ano de 2011, considerando a Série Ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, o montante de empregos gerados atingiu postos de trabalho, equivalentes ao crescimento de 6,46% em relação ao estoque de empregos de dezembro de O resultado deste período foi o segundo melhor na série do CAGED, entre os anos de 2003 a 2011, sendo menor apenas que o ocorrido em 2010 ( postos). 3.Nos últimos 12 meses, os dados mostram que a geração de empregos atingiu postos de trabalho, correspondendo ao aumento de 5,23%. 5

6 Em novembro de 2011, foram gerados postos de trabalho, representando um crescimento de 0,11% em relação ao estoque de empregos celetistas do mês anterior. Esse modesto desempenho decorreu da conjugação de fatores sazonais e conjunturais. Em termos sazonais, os dados do Caged demonstram, em geral, uma redução no ritmo de crescimento do emprego no mês de novembro, comparativamente às informações do mês anterior, sinalizando os impactos negativos em alguns setores de atividade econômica, como a Agricultura, a Indústria de Transformação, Construção Civil e o ramo de Ensino do Setor Serviços. No aspecto conjuntural, os efeitos da crise internacional parecem estar repercutindo com maior intensidade no setor da Indústria de Transformação, que, nesses últimos meses, vem demonstrando sinais de perda de dinamismo. O número de admissões em novembro foi de e o de desligamentos foi de , ambos os maiores para o mês de novembro. No período de janeiro de 2003 a novembro de 2011, tomando como referência os dados da RAIS (que abrange Celetistas e Servidores Públicos Federais, Estaduais e Municipais) e do CAGED, obtém-se o montante de empregos formais gerados. 6 Nível de Emprego Celetista no Mês de Novembro de 2011

7 1.Em novembro, a expansão do emprego decorreu do desempenho positivo de quatro dentre os oito setores de atividade econômica. 2.Setores com desempenho positivo: Comércio: postos ou +1,30%, a maior taxa de crescimento entre os setores e o terceiro maior saldo para o mês na série do CAGED. Essa elevação foi proveniente do bom desempenho do Comércio Varejista ( postos ou +1,45%), o terceiro melhor resultado para o período, e do Comércio Atacadista ( postos ou +0,56%) Serviços: postos ou +0,36% Administração Pública: +250 postos ou +0,03% Extrativa Mineral: +129 postos ou +0,06% 3. Setores com desempenho negativo: Indústria de transformação: postos ou -0,65%, resultado proveniente da interação de fatores de cunho conjuntural e sazonal Agricultura: postos ou -2,55%, resultado devido, principalmente, à presença de fatores sazonais Construção Civil: postos ou -0,82%, resultado influenciado por fatores sazonais (climáticos) e conjunturais Serviços Industriais de Utilidade Pública – SIUP: -171 postos de trabalho ou +0,04%. 7

8 Nível de Emprego Celetista - Setor Serviços - Novembro de O comportamento favorável do setor Serviços ( postos ou +0,36%) derivou-se da elevação do emprego formal em cinco dos seis ramos que o compõem. 2.Em termos absolutos, observou o seguinte comportamento: Comércio e Administração de Imóveis: postos ou +0,52% Serviços de Alojamento e Administração: postos ou +0,42%, o terceiro melhor resultado para o mês Serviços Médicos e Odontológicos: postos ou +0,40% Serviços de Transportes e Comunicações: postos ou +0,15% Instituições Financeiras: postos ou +0,29% 3.O segmento do Ensino ( postos ou -0,11%), por motivos sazonais, foi o único a registrar queda no emprego em novembro. 8

9 Nível de Emprego Celetista - Indústria de Transformação – Novembro de O resultado negativo da Indústria de Transformação ( empregos ou -0,65%), no mês, decorreu de saldos negativos em nove dos doze segmentos que a compõem, de relativa estabilidade em um e de desempenho positivo em dois. 2. Os ramos industriais que mais reduziram o nível de emprego foram: Indústria de Produtos Alimentícios: postos ou -1,12% Indústria Química: postos ou -1,20%, comportamento influenciado pela reclassificação da atividade de produção de Álcool Indústria Têxtil: postos ou -0,73% Indústria de Calçados: postos ou -1,97% Indústria da Borracha: postos ou -0,87% Indústria Metalúrgica: postos ou -0,31% 3. Os desempenhos positivos ocorreram nos seguinte ramos: Indústria Mecânica: +922 postos ou +0,16% Indústria de Produtos Minerais Não Metálicos: +204 postos ou +0,05% 4. A relativa estabilidade foi verificada na Indústria de Madeira e Mobiliário, que registrou a variação de 0,02%, equivalente à geração de 84 postos de trabalho. 9

10 Nível de Emprego Celetista - Setor Agrícola - Novembro de A queda do emprego na Agricultura ( postos ou -2,55%) derivou-se, fundamentalmente, do desempenho negativo nas atividades ligadas aos cultivos de Cana de Açúcar, de Uva e de Café, além das Atividades de Apoio à Agricultura, cujos saldos mais que superaram a geração de empregos verificada em alguns segmentos. 2.Desempenhos negativos em destaque: Cultivo de Cana-de-Açúcar: postos São Paulo: postos Goiás: postos Minas Gerais: postos Atividades de Apoio à Agricultura: postos São Paulo: postos Cultivo de Uva: postos Pernambuco: postos Bahia: postos Cultivo de Café: postos Minas Grais: postos 3.Desempenhos positivos em destaque: Cultivo de Frutas de Lavouras Permanentes, Exceto Laranja e Uva : postos Rio Grande do Sul: postos Produção de Sementes Certificadas: postos Rio Grande do Sul: postos

11 1. Em termos geográficos, os dados revelam expansão do emprego em quatro das cinco grandes Regiões: 1.1 Em números absolutos, as regiões com desempenhos positivos foram: Sul: postos Nordeste: postos Norte: postos Sudeste: postos 1.2 Em termos relativos, os resultados foram: Sul: +0,45% Nordeste: +0,33% Norte: +0,30% Sudeste: +0,02% Nível de Emprego Celetista - Resultado Geográfico - Novembro de O Centro-Oeste foi a única região a apresentar redução no nível de emprego ( postos ou -0,57%), por motivos sazonais e conjunturais. Esse desempenho negativo pode ser atribuído, preponderantemente, ao comportamento desfavorável do emprego nos estados de Goiás ( postos ou -0,96%, devido aos desempenhos negativos da Agricultura: postos; e da Construção Civil: postos) e Mato Grosso ( postos ou -1,02%, em função, primordialmente, do declínio na Agricultura: postos), cujos resultados mais que superaram o desempenho positivo do Distrito Federal ( postos ou +0,20%).

12 1.Os dados do CAGED referentes ao recorte geográfico evidenciam a elevação do emprego em vinte e uma das vinte e sete Unidades da Federação, com três delas apresentando recordes, uma registrando o segundo melhor saldo e duas apontando o terceiro melhor desempenho para o mês. 2.Os destaques em números absolutos couberam aos seguintes estados: Rio de Janeiro: postos ou +0,70%, o segundo melhor desempenho para o mês Rio Grande do Sul: postos ou +0,52% Santa Catarina: postos ou +0,66% Minas Gerais: postos ou +0,14% Paraná: postos ou +0,22% 3.Estados com desempenhos recordes: Pará: postos ou +0,62% Amapá: +496 postos ou +0,76% Roraima: +451 postos ou +1,13% 4.Estados com o terceiro melhor desempenho para o mês: Paraíba: postos ou +0,62% Piauí: +590 postos ou +0,23% 5.Estados com desempenhos negativos: São Paulo: postos ou -0,24% Goiás: postos ou -0,96% Mato Grosso: postos ou -1,02% Nível de Emprego Celetista - Unidades da Federação - Novembro de

13 Nível de Emprego Celetista - Novembro de 2011 Regiões Metropolitanas e Interiores dos Estados da BA, CE, MG, PA, PE, PR, RJ, RS e SP 1.O emprego no conjunto das nove Áreas Metropolitanas cresceu 0,42% em novembro, representando a geração de postos de trabalho. Este resultado foi oriundo da expansão generalizada do emprego, com uma região metropolitana revelando o segundo maior saldo e três o terceiro melhor desempenho. 2.Áreas Metropolitanas que mais se destacaram, em termos absolutos: Rio de Janeiro: postos ou +0,75%, o terceiro melhor resultado para o mês São Paulo: postos ou +0,21% Belo Horizonte: postos ou +0,55%, o terceiro melhor desempenho para o mês Salvador: postos ou +0,73% 3.Nos Interiores desses aglomerados urbanos verificou-se uma queda de postos de trabalho (-0,21%), resultado mais desfavorável em relação ao total das Áreas Metropolitanas, devido à influência de fatores sazonais relacionados às atividades agroindustriais 4.Interiores dos estados desses aglomerados urbanos que mais reduziram o emprego: São Paulo: postos ou -0,74%. Minas Gerais: postos ou -0,12% Bahia: postos ou -0,39% 13

14 Evolução do Saldo do Emprego Formal Período de janeiro de 2002 a novembro de

15 Evolução do Saldo do Emprego Formal Período de janeiro de 2002 a novembro de 2011 * Os dados de novembro/2010 a outubro/2011 ainda estão sujeitos a ajustes; ** O saldo de novembro/11 não contempla ajustes, não devendo ser comparado com os saldos dos meses anteriores. 15

16 Saldo (Admissões – Desligamentos) Sem Ajuste Período: Novembro de DF: Brasil – UF Saldo: vínculos

17

18 20 Comportamento do Emprego Celetista no Rio de Janeiro Novembro de Em novembro de 2011, segundo os dados do CAGED, foram gerados empregos celetistas, equivalente à expansão de 0,70% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Em termos absolutos, esse desempenho é o segundo melhor de toda a série histórica do CAGED para o período, sendo superado apenas pelo ocorrido em 2010 ( postos) e constitui o melhor da Região Sudeste. Tal crescimento deveu-se, principalmente, à geração de empregos dos setores do Comércio ( postos), de Serviços ( postos) e da Indústria de Transformação ( postos). 2. Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos primeiros onze meses do corrente ano, houve acréscimo de postos (+6,26%). 3. Ainda na série com ajustes, nos últimos 12 meses, verificou-se elevação de 5,97% no nível de emprego ou postos de trabalho.

19 19 Comportamento do Emprego Celetista em Rio Grande do Sul Novembro/ Em novembro de 2011, segundo os dados do CAGED, foram gerados empregos celetistas, equivalente a uma expansão de 0,52% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Cabe ressaltar que o Rio Grande do Sul apresentou o melhor desempenho da Região Sul. Tal expansão deveu-se principalmente ao crescimento nos setores do Comércio ( postos), de Serviços ( postos), da Agropecuária ( postos), cujos saldos superam a queda da Indústria de Transformação ( postos, devido, principalmente, às atividades ligadas à fabricação de calcados de couros, que suprimiram postos). 2. Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos primeiros onze meses do corrente ano, houve acréscimo de postos (+6,05%). 3. Ainda na série com ajustes, nos últimos 12 meses, verificou-se crescimento de 5,28% no nível de emprego ou postos de trabalho. Este resultado, em termos absolutos e relativos, foi o melhor da Região Sul.

20 21 Comportamento do Emprego Celetista em Santa Catarina Novembro de Segundo os dados do CAGED, em novembro de 2011 foram criados empregos celetistas, o que representou um crescimento de 0,66% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Tal expansão deveu-se principalmente ao crescimento do emprego nos setores do Comércio ( postos), de Serviços ( postos) e da Agropecuária ( postos). 2. Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos primeiros onze meses do corrente ano, houve acréscimo de postos (+6,18%). 3. Ainda na série com ajustes, nos últimos 12 meses, verificou-se crescimento de 4,63% no nível de emprego ou postos de trabalho.

21 22 Comportamento do Emprego Celetista no Minas Gerais Novembro de Em novembro de 2011, segundo os dados do CAGED, foram gerados empregos celetistas, equivalentes a uma expansão de 0,14% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Tal expansão decorreu do crescimento principalmente nos setores do Comércio ( empregos) e de Serviços ( postos), cujos saldos superaram principalmente a queda da Construção Civil ( postos, devido, principalmente, as atividades ligadas à construção de rodovias e ferrovias, que suprimiram postos, bem como as atividades ligadas à construção de edifícios com postos) e da Agropecuária ( postos, influenciadas, em grande parte, pela presença de fatores sazonais relacionados ao cultivo de café com redução de postos, bem como as atividades ligadas ao cultivo da cana de açúcar ( postos). 2. Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos primeiros onze meses do corrente ano, houve acréscimo de postos (+6,67%). Em termos absolutos, é o segundo melhor desempenho da Região Sudeste e do País, sendo superado apenas pelo observado em São Paulo ( postos). 3. Ainda na série com ajustes, nos últimos 12 meses, verificou-se acréscimo de 5,22% no nível de emprego ou postos de trabalho.

22 18 Comportamento do Emprego Celetista em São Paulo Novembro de Segundo os dados do CAGED, em novembro de 2011, por motivos sazonais e conjunturais, ocorreram reduções de empregos celetistas, o que representou uma retração de 0,24% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Os setores de atividade que mais contribuíram para este resultado foram a Indústria de Transformação ( postos, devido, principalmente, as atividades ligadas a fabricação de açúcar em bruto, que suprimiram postos), a Agropecuária ( postos, influenciada, em grande parte, pela presença de fatores sazonais relacionados ao cultivo da cana-de-açúcar com postos) e a Construção Civil ( postos), cujos saldos superaram principalmente a expansão do Comércio ( postos) e dos Serviços ( postos). 2. Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos primeiros onze meses do corrente ano, houve acréscimo de postos (+5,99%). Em termos absolutos, é o melhor desempenho da Região Sudeste e do país. 3. Ainda na série com ajustes, nos últimos 12 meses, verificou-se crescimento de 4,47% no nível de emprego ou postos de trabalho. Em termos absolutos, São Paulo obteve a maior geração de empregos na Região Sudeste e no País.


Carregar ppt "Nível de Emprego Formal Celetista Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED Comportamento do Emprego no mês de Novembro de 2011 1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google