A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Processo imigratório da região Nordeste Foi no Nordeste do pais que primeiramente a língua portuguesa se fixou em nosso território. O início da colonização.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Processo imigratório da região Nordeste Foi no Nordeste do pais que primeiramente a língua portuguesa se fixou em nosso território. O início da colonização."— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4 Processo imigratório da região Nordeste Foi no Nordeste do pais que primeiramente a língua portuguesa se fixou em nosso território. O início da colonização portuguesa se deu justamente entre os estados de Pernambuco e Bahia, enquanto outras partes do pais só viriam a receber a influência lusitana bem mais adiante. Quando fomos colonizados pelos portugueses, as duas primeiras vertentes da língua, pode-se dizer assim, foram Pernambuco e Bahia, porque ficavam mais próxima do Velho Continente. Havia um porto em Recife, outro em Salvador. Mas eram divididos por uma barreira natural, que era o Rio São Francisco. Salvador se tornou a capital do Brasil. O Rio de Janeiro teve o problema da invasão francesa logo no começo e São Paulo foi colonizado pelos jesuítas, que não levaram a língua portuguesa – eles antes levaram o latim e procuraram aprender o tupi-guarani – Explica Nelly Carvalho, professora de Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

5 Dialetos do Ceará O dialeto cearense é uma variante do português brasileiro falada no estado do Ceará. Conta com aproximadamente 8,5 milhões de falantes no próprio estado, além de milhares de falantes de origem cearense em outras áreas do Brasil. Possui variações internas, principalmente na região do Jaguaribe e do Cariri cearense.varianteportuguês brasileiroestado CearáBrasilJaguaribeCariri Fonemas Há várias mudanças com os fonemas ("lh" e "nh"): apagamento do "nh" antes da vogal "i" (p.ex., "rainha" >raia); iotização do "nh", em algumas situações, na sílaba medial o e, principalmente, na sílaba final com frequente apagamento da última vogal geralmente (p.ex,"tamanho" > "tamãe" - ou tamãio; iotização do "lh" em sílabas medial e final em algumas palavras, particularmente "filho" (que é realizado como fi);

6 Expressões faladas no Ceará Adjetivos: abestado (bobo, desatento, otário), abirobado (louco), amancebado (relativo a quem vive com alguém sem casar-se), amarelo queimado (cor laranja, termo alternativo a este), espilicute (referente a crianças fofas, graciosas além de desinibidas), gasguito (pessoa com voz estridente ou esganiçada), marmota (estranho, desajeitado), muquirana (mão- de-vaca, que dificilmente gasta dinheiro), peba (ordinário, de baixa qualidade), etc. Substantivos: galalau (homem alto), varapau (pessoa muito magra e alta), cambito (perna muito fina), batoré (pessoa muito baixa), curubau ou canelau (gente rude, ralé) Catiroba(mulher feia, desajeitada) Catita (também mulher feia, desajeitada), etc.

7 Dialetos do Maranhão Apesar de ser um estado do Nordeste, o Maranhão tem fortes aspirações de ser do norte. Com isso temos um pouco da gíria do Pará. Onde o "ÉGUA" ou simplesmente "ÉGUAS" indica espanto, conformação, concordancia, até surpresa.. O mesmo que o "ôxe" pro pernambucano, o "valha" pro cearense, o "urra meu" pro paulista e assim vai. ex.: "ÉGUAS CARA CONSEGUISTES?", "ÉGUA, ME FUDÍ", "ÉGUAS olha só aquela pequena...", ou simplesmente "ÉGUA..." "TU RAI RAI" é a mesma coisa de você ta chamando o cara pra sair no dialeto feminino "RAMO" "PAU NO CU" é a mesma coisa de você ta chamando o cara de otário ou senão "FULERO" No dialeto maranhês, "CHANA" é uma gatinha (de quatro patas!)... (diminutivo de bichana) ex. "Essa chana é tua... é sim... vem chaninha... chaninha... chaninha... ao passo que o que no resto do Brasil o que se entende por chana, no Maranhão chama-se "XIRI", que é uma coisa que os "QUALIRAS" não querem ver nem pintado de ouro... os qualiras são indivíduos do sexo masculino que não gostam de se relacionar com indivíduos do sexo oposto ao seu. Já a mesma definição do sexo feminino são as "SABOEIRAS". Quando o cara fuma demais ou já está velho, diz-se que ele está BROCHA, ou seja, impotente sexualmente. "RAPAZ" OU "RAPA" !!! palavra muita usada em inicio de frases pelos Maranhenses

8 Expressões também do Maranhão As vezes "qualiras" começam brigas por dar em cima de homens e tudo acaba nos "BOGUES". o Bogue é o soco padrão no resto do Brasil, e fique certo, se você pegar um bogue de um qualira, vão "MANGAR" da sua cara, ou seja, vão tirar um tremendo sarro. Se você não tomar cuidado com as suas coisas você pode "ESBANDALHAR" ou seja quebrar, e "BARRUAR" significa bater, "BATER UM BARRO"... Quando você falta a um encontro com alguém, você "BATE FÔFO", por exemplo... Aquela mina BATEU FÔFO comigo. "AO PEGADO" quer dizer bem do lado, vizinho... "PIQUENO(A)" modo de chamar uma pessoa, similar a "CARA" ou "MEU", a resposta pra ser chamado de pequeno é: "-PIQUENO É FILHO DE CEGO." "AGARRAR" Ficar, namorar... e "EMBUCETAR" irritar-se, chatear " CAGAR O PAU" fazer uma merda (não no sentido literal) "MARRAPÁ" é a forma maranhense de demonstrar que está emputecido (ver abaixo). " SE EMPUTECER" ficar extremamente zangado, sem relação direta com "PUTA", também conhecida como quenga!! Os maranhanheses também fizeram questão de inventar um novo verbo na língua portuguesa, o verbo Banhar "eu vô me banhar"

9 Expressões e gírias faladas na bahia É niuma, miserê - Sem problemas, amigo.. Relaxe mô fiu - Sem problemas, amigo. '*Có foi nêgo?' – O que houve amigo? (*có = qual); Alguns falam "nêgo" tão lentamente que chega a soar "niiêgo" 'Bó pu regui, negão?' - Vamos para a festa, amigo? 'Aooonde!' - Não mesmo! 'Vô quexá aquela pirigueti' - Vou paquerar aquela garota. 'Eu tô ligado que cê tá ligado na di colé di mêrmo!' (essa é foda) - Estou ciente do seu conhecimento a respeito do assunto. 'Pôôa!' – Pôrra!

10 Pratos típicos da Região Nordeste O Maranhão e dominado pelos pratos típicos: Farinha Guaraná Jesus Coco babaçu Azeite de coco babaçu Arroz de cuxá pandu de farinha Chibé Farofa de Ovo Aberém Arrumadinho Bolinho de estudante Acaçá Acarajé Acarajé. Carne de sol acebolada Carne de sol acebolada Caruru Cocada Beiju Feijão de leite Farofa de banana Fritada (carne-de-sol, cebola, ovos, fritos juntos) Fritada (carne-de-sol, cebola, ovos, fritos juntos) Maniçoba Quiabada Vatapá Zembê Sobremesas Arroz doce Baba-de-moça Cuscuz Lelê Munguzá Pamonha Pé-de-moleque Quindim


Carregar ppt "Processo imigratório da região Nordeste Foi no Nordeste do pais que primeiramente a língua portuguesa se fixou em nosso território. O início da colonização."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google