A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Carga Elétrica Quando um bastão de vidro é atritado com seda, adquire essa capacidade graças a passagem de algo; Esse algo é chamado genericamente de carga.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Carga Elétrica Quando um bastão de vidro é atritado com seda, adquire essa capacidade graças a passagem de algo; Esse algo é chamado genericamente de carga."— Transcrição da apresentação:

1 Carga Elétrica Quando um bastão de vidro é atritado com seda, adquire essa capacidade graças a passagem de algo; Esse algo é chamado genericamente de carga elétrica; Os corpos nesse estado se encontram carregados de eletricidade, isto é, eletrizados; Existem dois tipos de cargas elétricas: –Positiva; –Negativa. Cargas elétricas de mesmo sinal se repelem e de sinais contrários se atraem.

2 Estrutura da Matéria Matéria constituída de átomos; Átomo: –Núcleo – parte central – prótons(+) e nêutrons; –Eletrosfera – periférica – elétrons(-); Carga elétrica: propriedade da matéria presente tanto nos prótons quanto nos elétrons com a mesma intensidade; Exemplo: Hélio – 2 prótons e 2 elétrons.

3 Eletrização Uma substância estará eletrizada quando a quantidade de prótons e elétrons forem diferentes; Durante um processo de atrito somente os elétrons podem trocar de corpos e quando isso ocorre os corpos ficam eletrizados: –Positivamente; –Negativamente.

4 Valor da Carga Elementar e = 1,6 * C (Coulomb, SI) A quantidade de carga elétrica de um corpo é sempre um múltiplo inteiro de e. Q = n*e onde n = número de elétrons.(falta ou excesso) Página 21.

5 Eletrização Eletrizar um corpo significa colocar ou retirar elétrons de um corpo. As principais maneiras de se eletrizar um corpo são: Por atrito Por indução Por contato

6 Eletrização por atrito Quando dois corpos são atritados ocorre a passagem de elétrons de um corpo para outro. Nesse caso dizemos que houve eletrização por atrito.

7 Eletrização por contato Ocorre depois que dois corpos entram em contato e suas cargas elétricas se equilibram.

8 Eletrização por indução Ocorre por simples aproximação de um corpo neutro com um corpo eletrizado, sem que haja contato entre eles deixando o corpo neutro eletrizado.

9 Potencial elétrico Um corpo eletrizado tem uma grandeza chamada de potencial elétrico. É uma grandeza escalar determinada por um valor numérico podendo ser positivo ou negativo. O potencial elétrico (normalmente medido em volts) depende da quantidade carga que o corpo tem, das suas dimensões e de onde está o corpo.

10 Potencial elétrico No caso do corpo ser esférico e de raio R, o seu potencial elétrico e dado pela equação: V = K 0. Q R Onde: (V) é o potencial da esfera em volts; (Q) é a carga que a esfera tem em Coulomb; (K) é uma constante; K 0 = 9 x 10 9 ; (R) é o raio em metros;

11 Diferença de Potencial É uma grandeza utilizada para explicar o movimento das cargas elétricas, pode ser chamada de voltagem ou tensão. A diferença de potencial (U) é dada pela fórmula: U = V a -V b Onde: (U) é a tensão a ser medida; (V a ) e (V b ) é a voltagem dos respectivos corpos;

12 Diferença de Potencial PA = Pressão em A PB = Pressão em B PB > PA A B A água se desloca naturalmente do nível superior para inferior, para elevar a água é necessário fornecer energia na parte inferior para que possa vencer o desnível.

13 Definição de condensadores e capacitores Denomina-se condensador ou capacitor o conjunto de condutores e dielétricos arrumados de tal maneira que se consiga armazenar a máxima quantidade de cargas elétricas. Nos condensadores os corpos indutor e induzido recebem o nome de armaduras o meio que separa as armaduras recebe o nome de dielétrico.

14 A capacidade de um condensador vale: C = Q U Onde: (C) é a medida da capacitância em Farads (F); (Q) é a carga de uma das armaduras; (U) é a diferença de potencial entre as armaduras. Definição de condensadores e capacitores

15 Associação de condensadores Os condensadores podem ser associados entre si a fim de atender ás necessidades de certos tipos de circuitos. Por exemplo: Os circuitos eletrônicos. Há três tipos de associação de condensadores: em série, em paralelo e mista.

16 Associação em série Numa associação em série, armadura negativa de um capacitor esta ligada á armadura positiva do seguinte.

17 Associação em série Essa associação pode ser substituída por um único condensador, o qual submetido á mesma ddp da associação,armazena a mesma quantidade de carga. Esse condensador, denominado condensador equivalente, possui as seguintes características:

18 A carga Q é igual á dos demais condensadores: Q = Q 1 = Q 2 = Q 3 A diferença de potencial é igual á soma das ddp de cada condensador: U = U 1 + U 2 + U 3 A partir dessa expressão, pode-se calcular a capacidade do condensador equivalente: C = Q U = Q U C Associação em série

19 Numa associação em paralelo, todas as armaduras positivas estão ligadas a um ponto de mesmo potencial, assim como todas as negativas estão ligadas a um outro ponto de potencial comum. Associação em paralelo

20 A ddp é igual a dos demais condensadores. U = U 1 = U 2 = U 3 A carga armazenada é igual á soma das cargas de cada condensador. Q = Q 1 + Q 2 + Q 3 Associação em paralelo

21 A partir dessa expressão, pode-se calcular a capacidade do condensador equivalente: Como: C = Q Q = C. U U Substituindo-se, vem: C. U = C 1. U + C 2. U + C 3. U C = C 1 + C 2 +C 3 Associação em paralelo


Carregar ppt "Carga Elétrica Quando um bastão de vidro é atritado com seda, adquire essa capacidade graças a passagem de algo; Esse algo é chamado genericamente de carga."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google