A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Leishmania spp. Filo: Sarcomastigophora Subfilo: Mastigophora Ordem: Kinetoplastida Família: Trypanosomatidae Gênero: Leishmania.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Leishmania spp. Filo: Sarcomastigophora Subfilo: Mastigophora Ordem: Kinetoplastida Família: Trypanosomatidae Gênero: Leishmania."— Transcrição da apresentação:

1 Leishmania spp. Filo: Sarcomastigophora Subfilo: Mastigophora Ordem: Kinetoplastida Família: Trypanosomatidae Gênero: Leishmania

2 Leishmaníases (grupos): -Leishmaníase cutânea -Leishmaníase cutâneo-mucosa ou mucocutânea -Leishmaníase visceral ou calazar -Leishmaníase cutâneo-difusa

3 MORFOLOGIA: -Forma Amastigota: -Forma Promastigota:

4 Amastigotas

5 Promastigotas

6 Classificação das espécies de leishmânias em complexos fenotípicos (OMS,1990): Complexo Leishmania braziliensis Espécies pertencentes: L. braziliensis L. panamensis L. guyanensis L. peruviana

7 Complexo Leishmania mexicana Espécies pertencentes (região neotropical): L. mexicana L. amazonensis L. pifanoi

8 Complexo Leishmania donovani Espécies pertencentes: L. donovani L. infantum L. chagasi

9 Leishmaníases cutâneas do Velho Mundo Espécies pertencentes: L. tropica L. major L. aethiopica

10 Ciclo Biológico:

11 Hospedeiros invertebrados: Flebotomíneos Família: Psychodidae Subfamília: Phlebotominae Gêneros: Lutzomyia e Phlebotomus

12 PATOGENIA: Leishmaníase Mucocutânea por L. braziliensis úlcera de Bauru, ferida brava, espúndia) Leishmaníase visceral

13 DIAGNÓSTICO: Laboratorial: -Pesquisa do parasito: -Diagnóstico imunológico: reação intradérmica (Reação de Montenegro ou teste da leishmanina) Para leishmaníase visceral: -Encontro de amastigotas no aspirado da medula óssea, baço ou de gânglios linfáticos infartados -Imunodiagnóstico: ELISA, IFI, RFC, contra- imunoeletroforese

14 EPIDEMIOLOGIA: - Distribuição geográfica da leishmaníase cutânea e visceral no Brasil - Transmissão: Ciclo epidemiológico primitivo: Ciclo após penetração do homem no ecótopo florestal:

15 Distribuição geográfica da leishmaníase cutânea e visceral no Brasil

16 CONTROLE: -Eliminação de insetos vetores -Construção de casas distantes da orla florestal -Desmatamento em torno dos povoados -Telagem das casas, uso de mosquiteiros -Tratamento dos doentes -Diagnóstico e tratamento dos animais domésticos

17 TRATAMENTO: -Antimoniais pentavalentes (antimoniato de meglumine) -Pentamidinas -Anfotericina B -Diaminas aromáticas -Alopurinol Prognóstico para leishmaníase visceral: é mau em pacientes não tratados (mortalidade de 75 a 85% entre crianças e de 90 a 95% entre adultos).


Carregar ppt "Leishmania spp. Filo: Sarcomastigophora Subfilo: Mastigophora Ordem: Kinetoplastida Família: Trypanosomatidae Gênero: Leishmania."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google