A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A LEI DOS FENÔMENOS ESPÍRITAS OBJETIVO APRECIAR SUMARIAMENTE A LEI DOS FENÔMENOS ESPÍRITAS MÉTODO: EXPOSIÇÃO SUMÁRIA ILUSTRADA DE ARGUMENTOS, QUE CONDUZEM.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A LEI DOS FENÔMENOS ESPÍRITAS OBJETIVO APRECIAR SUMARIAMENTE A LEI DOS FENÔMENOS ESPÍRITAS MÉTODO: EXPOSIÇÃO SUMÁRIA ILUSTRADA DE ARGUMENTOS, QUE CONDUZEM."— Transcrição da apresentação:

1 A LEI DOS FENÔMENOS ESPÍRITAS OBJETIVO APRECIAR SUMARIAMENTE A LEI DOS FENÔMENOS ESPÍRITAS MÉTODO: EXPOSIÇÃO SUMÁRIA ILUSTRADA DE ARGUMENTOS, QUE CONDUZEM À LEI

2 Princípios dos fenômenos espíritas VIII- Princípios dos fenômenos espíritas ROTEIRO Definição de Ciência Espírita I - Definição de Ciência Espírita II - II - Capa de Artigo: O espiritismo é... O que o espiritismo não é III- O que o espiritismo não é O caminho da pesquisa IV – O caminho da pesquisa Não desprezar os fatos V – Não desprezar os fatos (EXCLUIDO) VI- (EXCLUIDO) Fatos espíritas - diversos VII- Fatos espíritas - diversos O objeto especial do espiritismo IX – O objeto especial do espiritismo A necessidade de um método - I X - A necessidade de um método - I XI – A necessidade de um mé...- II XIII – A necessidade de um mé...- II (EXCLUIDO) XII -(EXCLUIDO) Método- Parte Filosófica XIV- Método- Parte Filosófica XV- Artigo: Resumo da Lei... XV- Artigo: Resumo da Lei... Participante da Lei–o Espírito XVI-Participante da Lei–o Espírito Participante da Lei-o Médium XVII-Participante da Lei-o Médium SLIDES A combinação fluídica XIX-A combinação fluídica perispírito dos participantes XIX-O perispírito dos participantes Epítome gráfico da Lei XXI-Epítome gráfico da Lei Aplicação teórica XXII-Aplicação teórica Participam – Os assistentes XX- Participam – Os assistentes Resultados obtidos por AK XXII-Resultados obtidos por AK Método- Parte Prática XI – Método- Parte Prática

3 ao mesmo tempo O Espiritismo é ao mesmo tempo uma ciência de observação e uma Doutrina Filosófica. ALLAN KARDEC ao mesmo tempo Não é ciência exata É CIÊNCIA EXPERIMENTAL RS Jan- O Espiritismo é uma ciência cujo fim é a demonstração experimental da existência da alma e sua imortalidade, por meio de comunicações com aqueles aos quais impropriamente se têm chamado mortos. GABRIEL DELANNE –O Fenômeno Espírita Prefácio

4 O QUE É O ESPIRITISMO? VER este artigo na íntegra no site do Cefak.

5 O QUE O ESPIRITISMO NÃOÉ O QUE O ESPIRITISMO NÃO É 5 NÃO É NÃO É CONCEPÇÃO INDIVIDUAL PRODUTO DA IMAGINAÇÃO TEORIA OU SISTEMA INVENTADO NÃO É A CIÊNCIA DO MARAVILHOSO E DO SOBRENATURAL CIÊNCIA ESPECULATIVA NÃO É A CIÊNCIA DO MARAVILHOSO E DO SOBRENATURAL NÃO É CIÊNCIA ESPECULATIVA RS NOV 29

6 O CAMINHO DA PESQUISA DOS FATOS PRINCÍPIOS MÉTODO OBJETO À LEI

7 RS 1858-Jan FATOS NÃO CONSTITUI A CIÊNCIA INTELIGÊNCIA NÃO FALAM À INTELIGÊNCIA FATOS NÃO DESPREZAR OS FATOS FATOS FATOS POR SI SÓ FATOS COLETAR FATOS RS 1858-Jan ANOS MILHARES APÓS TRABALHO DE ANOS E MILHARES DE OBSERVAÇÕES NÃO DESPREZÁ-LOS NÃO DESPREZÁ-LOS POR ELES CHEGUEI À TEORIA LM- I-3 28 É O CONJUNTO DE LEIS QUE OS REGEM É O CONJUNTO DE LEIS QUE OS REGEM. FATOS A CIÊNCIA NASCE DA COORDENAÇÃO E DA DEDUÇÃO LÓGICA DOS FATOS

8 NOVO TESTAMENTO VIII- NOVO TESTAMENTO VEJA VEJA o ROTEIRO dos slides FATOS ESPÍRITAS INDIA I - INDIA II - II - CHINA EGITO III- EGITO GRÉCIA E ROMA IV – GRÉCIA E ROMA BIBLIA V – BIBLIA HISTÓRIA VI- HISTÓRIA VELHO TESTAMENTO VII- VELHO TESTAMENTO ATOS DOS APÓSTOLOS IX – ATOS DOS APÓSTOLOS OS QUATRO EVANGELISTAS X - OS QUATRO EVANGELISTAS S. PAULO AOS CORÍNTIOS XI – S. PAULO AOS CORÍNTIOS JESUS - EFEITOS FÍSICOS XII– JESUS - EFEITOS FÍSICOS JESUS – EF. INTELECTUAIS XIII - JESUS – EF. INTELECTUAIS JESUS- APARIÇÕES XIV- JESUS- APARIÇÕES IGREJA XV- IGREJA JOANA DARC XVI- JOANA DARC MESAS GIRANTES XVII- MESAS GIRANTES CONDE DE RICHMOND XVIII-CONDE DE RICHMOND SLIDES JORNAIS DO MUNDO XIXI-JORNAIS DO MUNDO XX- A HISTÓRIA WILLIAM CROOKES XXI-WILLIAM CROOKES ERNESTO BOZZANO XXII-ERNESTO BOZZANO FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER XXIII-FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER Neste site

9 PRINCÍPIOS PRINCÍPIOS DE TODOS OS FENÔMENOS ESPÍRITAS A ALMA EXISTE E PODE SE MANIFESTAR SOBREVIVE AO CORPO 1.ª PARTE – CAP. II ALLAN KARDEC O LIVRO DOS MÉDIUNS 1.ª PARTE – CAP. II

10 ELA É MINHA! O OBJETO ESPECIAL DO ESPIRITISMO NãoPERDOO! VOU PERDER TEMPO... TEMPO... NÃO SOU CAPAZ! CAPAZ! ESTOU AUTORIZADO? AUTORIZADO? O que os Espíritos pensam, sentem, sabem, fazem,... O que os Espíritos pensam, sentem, sabem, fazem,... O QUE PESQUISAR ? OS ESPÍRITOS... Ver definições QUE ASPECTOS CONSIDERAR ? DEUS É... VIVO NO INFERNO

11 A NECESSIDADE DE UM MÉTODO Dos FENÔMENOS......Para a Ciência PRÁTICA Das relações naturais com os espíritos...Para as Relações científicas com os espíritos. É PRECISO UM UMMÉTODO

12 FORAM PRODUZIDOS E PROVOCADOS PELO ESPIRITISMO... FENÔMENOS DE CERTA ORDEM ESPONTÂNEOS EM TODAS AS ÉPOCAS FORAM PRODUZIDOS E PROVOCADOS PELO ESPIRITISMO... RS ISTO FAVORECEU A PESQUISA PELA ANÁLISE E PELA OBSERVAÇÃO E NÃO POR HIPÓTESES... RS 1864 ESBOÇO RELATIVO À ESBOÇO RELATIVO À PARTE PRÁTICA A EXPERIMENTAÇÃO A EXPERIMENTAÇÃO Pelos fatos foi que chegamos à teoria. É certo que para isso tivemos de nos consagrar a assíduo trabalho durante muitos anos e de fazer milhares de observações. ( LM I-3) ALLAN KARDEC: MÉTODO CHAVE

13 A NECESSIDADE DE UM MÉTODO Da PARTE PRÁTICA......Para a FILOSÓFICA Das relações com os espíritos......Para as consequências morais destas relações É PRECISO UM UMMÉTODO

14 KARDEC PERGUNTA ANALISA COMPARA CLASSIFICA COMENTA CONCLUI 1.º LÓGICA 2.º CONCORDÂNCIA NUMEROSOS e de VÁRIOS LOCAIS de Várias: SEITAS, CLASSES SOCIAIS, PARTIDOS, e RAÇAS DOS ESPÍRITOS DOS MÉDIUNS ESBOÇO RELATIVO À PARTE FILOSÓFICA O CONTROLE UNIVERSAL: SOBRE TODAS AS COISAS (o que dizem) MÉTODO (a diversidade)

15

16 I - IMPERFEITOS II - BONS 10.ª classe: IMPUROS 9.ª classe: LEVIANOS 8.ª classe: PSEUDO-SÁBIOS 7.ª classe: NEUTROS 6.ª classe: PERTURBADORES II - BONS III – PUROS 5.ª classe: BENÉVOLOS 4.ª classe: SÁBIOS 3.ª classe: PRUDENTES 2.ª classe: SUPERIORES III – PUROS 1.ª classe: PUROS Participante da LEI – O ESPÍRITO O ESPÍRITO ORDENS CLASSES 3 ORDENS 10 CLASSES RS 1864 e LE –Nº 100EXISTO! TENHO QUERER! TENHO QUERER! SEI? PENSO?! SENTIMENTOS!?PAIXÕES!!! KARDEC: -SÃO SERES SEMELHANTES A NÓS, TENDO UM CORPO IGUAL AO NOSSO, MAS FLUÍDICO E INVISÍVEL NO ESTADO NORMAL.

17 1.AMBICIOSOS 2. DE APARIÇÕES 3.APRENDIZ 4.AUDIENTES 5.BONS 6.CALMOS 7.CIENTÍFICOS 8.CONVULSIVOS 9.CURADORES 10.DESENHISTAS 11.DEVOTADOS 12.PARA DITADOS 13.EGOÍSTAS 14.EXCITADORES 15.EXCLUSIVOS 16.ESCREVENTES 17.EXPERIMEN TADO S 18.EXPLÍCITOS 19.EXTÁTICOS 20.PARA EVOCAÇÃO 21.FACULTATIVOS 22.FALANTES 23.FASCINADOS 24.FEITOS 25FORMADOS 26.DE EF. FÍSICOS 27.HISTORIADORES 28.ILETRADOS 29.IMPRESSIONÁVEIS 30.IMPRODUTIVOS 31.INCONSCIENTES 32.INCORRETOS 33.INDIFERENTES 34.INSPIRADOS 35.INTELECTUAIS 36.INTUITIVOS 37.INVEJOSOS 38.INVOLUNTÁRIOS 39.LACÔNICOS 40.LEVIANOS 41.LITERÁRIOS 42. de-MÁ-FÉ 43.MALEÁVEIS 44.MECÂNICOS 45.MERCENÁRIOS 46.MODESTOS 47.MOTORES 48.MUSICAIS 49.NATURAIS 50.NOTURNOS Participante da LEI – O MÉDIUM RS NOVATOS 52.OBSCENOS 53.OBSIDIADOS 54.ORGULH OSOS 55.PERFEITOS 56.PINTORES 57.POÉTICOS 58.POLIGLOTAS 59.POLÍGRAFOS 60.POSITIVOS 61.PRESSENTIMENTOS 62.PRESUNÇOSOS 63.PROFÉTICOS 64.RECEITISTAS 65.RELIGIOSOS 66.SEGUROS 67.SEMIMECÂNICOS 68.SENSITIVOS 69.SÉRIOS 70.SONAMBÚLICOS 71.SUBJUGADOS 72.SUSCETÍVEIS 73.SUSPENSÕES 74.TRANSLAÇÃO 75.TRANSPORTE O MÉDIUM VARIEDADES 80 VARIEDADES 76.TRIVIAIS 77.VELOZES 78. VOLUNTÁRIOS 79.VIDENTES 80. VERSEJADORES NÃO EXISTEM MÉDIUNS UNIVERSAIS

18 O PERISPÍRITO dos Participantes da LEI O ESPÍRITO RS 1864 O MÉDIUM IRRADIAÇÕES FLUÍDICAS DO PERISPÍRITO ALÉM DOS LIMITES DO CORPO IRRADIAÇÕES FLUÍDICAS DO PERISPÍRITO ALÉM DOS LIMITES DO CORPO KARDEC: -É COM A AJUDA DO SEU PERISPÍRITO QUE O ESPÍRITO FAZ OS MÉDIUNS ESCREVEREM, FALAREM, OU DESENHAREM... E ISSO PELA EMANAÇÃO FLUÍDICA QUE DERRAMA SOBRE O CORPO DOS MÉDIUMS.

19 Participa da LEI: A COMBINAÇÃO FLUÍDICA RS 1864 QUADRO DOS FLUIDOS 1. VIBRAÇÕES NELES CONTIDAS TODAS AS PAIXÕES TODAS AS VIRTUDES TODOS OS VÍCIOS DA HUMANIDADE TODAS AS PAIXÕES TODAS AS VIRTUDES TODOS OS VÍCIOS DA HUMANIDADE 2. EFEITOS QUE PRODUZEM OS DE TODAS AS PROPRIEDADES DA MATÉRIA KARDEC: -TODOS OS FENÔMENOS ESPÍRITAS SÃO O RESULTADO DA COMBINAÇÃO DOS FLUIDOS PRÓPRIOS DO ESPÍRITO E DO MÉDIUM.

20 Participam da LEI: OS ASSISTENTES RS 1864 COMO ATRAEM OS ESPÍRITOS: 1. PELA SIMPATIA: 1. PELA SIMPATIA: SEMELHANÇA DE GOSTOS E CARACTERES SEMELHANÇA DE GOSTOS E CARACTERES INTENÇÃO QUE FAZ DESEJAR A PRESENÇA DELES 2. PELO O OBJETIVO QUE OS REÚNE SÉRIO FÚTIL FÚTILLEVIANO 3. PELO O AMBIENTE A ORDEM O RESPEITO O RECOLHIMENTO KARDEC: -NA REUNIÃO, TUDO DEVE SE PASSAR RESPEITOSAMENTE, RELIGIOSAMENTE E COM DIGNIDADE SE SE QUER OBTER O CONCURSO HABITUAL DOS BONS ESPÍRITOS.

21 EPÍTOME GRÁFICO DA LEI DOS FENÔMENOS ESPÍRITAS Ver RS 1864 L E I ASSISTENTES:ASSISTENTES: PROVAS O ESPÍRITO O MÉDIUM FENÔMENOSMEDIUNIDADES O PAPEL DOS MÉDIUNS OBSESSÃOIDENTIFICAÇÃOLINGUAGEMFRAUDESPARTEFILOSÓFICARELIGIÃO? INTERAÇÃO ESPÍRITO MÉDIUM A COMBINAÇÃO FLUÍDICA KARDEC: O ESPIRITISMO É A CIÊNCIA QUE NOS FAZ CONHECER ESSA LEI, COMO A MECÂNICA NOS FAZ CONHECER A LEI DO MOVIMENTO, A ÓTICA A DA LUZ.

22 APLICAÇÃO TEÓRICA Ver RS OS ASSISTENTES: O MÉDIUM 1- O ESPÍRITO 2- O MÉDIUM OBSESSÃO PARA CADA ASSUNTO, FAÇA AS INTERAÇÕES, CONFORME OS QUADROS ANTERIORES, FAZENDO VARIAR OS ESPÍRITOS, OS MÉDIUNS, OS ASSISTENTES E ANALISE AS CONSEQUÊNCIAS. OBSESSÃO BUSCA PARENTES BRINCADEIRAS CURAS, CIÊNCIA etc. A COMBINAÇÃO FLUÍDICA ASSUNTOS

23 MORALJUSTIÇACIÊNCIA APLICAÇÃO DA LEI RESULTADOS OBTIDOS POR KARDEC PRÁTICA FILOSOFIA

24 VOCÊ APRECIOU SUMARIAMENTE A LEI DOS FENÔMENOS ESPÍRITAS SE VOCÊ FEZ A APLICAÇÃO TEÓRICA DO SLIDE ANTERIOR (COM ESTE TÍTULO), ESTE ESTUDO TEVE ALGUMA UTILIDADE PARA VOCÊ. SE NÃO CONSEGUIU, TENTE ATÉ CONSEGUIR.


Carregar ppt "A LEI DOS FENÔMENOS ESPÍRITAS OBJETIVO APRECIAR SUMARIAMENTE A LEI DOS FENÔMENOS ESPÍRITAS MÉTODO: EXPOSIÇÃO SUMÁRIA ILUSTRADA DE ARGUMENTOS, QUE CONDUZEM."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google