A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Amanda Espíndola Elias Mainetti Erick Mandarino Luiza Herback.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Amanda Espíndola Elias Mainetti Erick Mandarino Luiza Herback."— Transcrição da apresentação:

1 Amanda Espíndola Elias Mainetti Erick Mandarino Luiza Herback

2 No final do anos 60, Ken Thompson escreveu o primeiro sistema UNIX em assembly num PDP-7 Em 1978, Dennis Ritchie produziu a sétima versão do UNIX, reescrito em linguagem C Em 1982, com a fundação da Sun Microsystems, todas as versões existentes do sistema UNIX foram unificadas, dando origem ao SunOS

3 Sistema operacional UNIX de código-fonte aberto e disponível para download gratuito Sua primeira versão surgiu em 1992, muito semelhante ao SunOS e baseado no System V Atende grandes empresas com um ambiente propício ao desenvolvimento e gerenciamento de aplicações Escalabilidade Reconfiguração dinâmica Diversos caminhos IP´s Interoperabilidade

4 O objetivo da criação do Solaris foi justamente suprir a necessidade de um sistema flexível, com alta escalabilidade, com maior eficiência. A maioria dos sistemas operacionais modernos utilizam kernel modular, um tipo de estrutura onde o kernel,forma um único bloco de código mas que agora podem ser compilados independentemente em forma de módulos. A estrutura do sistema operacional Solaris está incluída nesses sistemas baseados em módulo

5 Estrutura Modular do Solaris

6 Fundamental para qualquer tipo de sistema Controle de memória; Responsável pela suspensão e retomada de um processo em intervalos de tempo distintos; Os processos ficam na memória até que sejam identificados como ativos, e então sua execução é retomada.

7 Swapping Processos que estão em menor utilização na memória quando ela está cheia, são paginados e colocados na memória secundária.

8 Preemptivo por prioridade o Maior prioridade => menor fatia de tempo O Solaris possui threads especiais no kernel que tratam do caso das interrupções Threads possuem duas prioridades Classe de escalonamento Maior prioridade => menor fatia de tempo Herdada de interações com outros objetos Escalonamento sempre maior que herdadas Inversão de prioridade Quando um thread de prioridade mais alta estiver bloqueando um recurso, ele poderá transferir temporariamente sua prioridade para um thread de prioridade mais baixa

9 Inversão de Prioridade

10 Possui algumas limitações, não pode ser utilizada de qualquer forma Quando temos certeza que o thread irá liberar o recurso necessário, por exemplo, essa poderá ser implementada.

11 Sincronização Quatro recursos: mutexes, semáforos, variáveis de condições e bloqueios de leitores/escritores Mutexes: Thread é sempre conhecido. Técnica de inversão de prioridade é possível. Semáforos e variáveis de condições, não apresentam na maioria das vezes donos inviabilizando a inversão de prioridade. Leitor/escritor: Pode haver inversão de prioridade. O thread leitor só herdará a prioridade do escritor de mais alta prioridade

12 Tipos de arquivos implementados pelo Solaris: o Arquivos regulares: possuem qualquer dado inserido pelo usuário. o Diretórios: podem conter arquivos ou outros diretórios. o Arquivos Especiais: estão relacionados à dispositivos de I/O.

13 O sistema de arquivos no Solaris funciona como uma hierarquia de diretórios, formando uma árvore, a partir do diretório raiz, onde um dispositivo pode ser montado sobre um ramo de um sistema de arquivos existente para estender a hierarquia.

14 Arquivos organizados em uma estrutura de diretórios:

15 Solaris implementa 3 tipos de sistemas de arquivos: Sistemas de arquivos baseados em disco (UFS, ZFS) Sistema de arquivos virtual (VFS) Sistemas de arquivos baseados em rede (NFS, RFS)

16 O Solaris, através de seus programas de sistemas, consegue solucionar problemas de forma simples e aprimorada. São eles: Dtrace: análise e resolução de problemas em tempo real Containers: cria ambientes isolados e independentes, permitindo que várias aplicações rodem simultaneamente ZFS: auxilia no gerenciamento de arquivos, solução em armazenamento e corrupção de dados Self Healing: capacidade de antecipar-se à ocorrência de falhas, tratando o erro antes dele ocorrer.

17 Recursos para a segurança da rede: Protoloco IPSec: comunicação criptografa e criação de VPN Kerberos: controle de autenticação do usuário através de chave secreta Controle de acesso com base na função Comandos de superusuários Rastreamento de tentativas

18 O Solaris é utilizado no Banco do Brasil como plataforma para gerenciamento de redes. Ferramenta HP Open View Mapeamento através de endereços IP´s Controle do funcionamento e desempenho da rede Traps e pollings Monitoração em tempo real Servidor backup para redundância

19 Qual o principal objetivo do Solaris? O que é Inversão de prioridade? Qual a técnica de escalonamento do Solaris? Como é a estrutura do kernel do Solaris? Cite uma aplicação do Solaris.


Carregar ppt "Amanda Espíndola Elias Mainetti Erick Mandarino Luiza Herback."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google