A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistemas Cliente/Servidor Introdução Arquitetura na qual o processamento da informação é dividido em módulos ou processos distintos. Um processo é responsável.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistemas Cliente/Servidor Introdução Arquitetura na qual o processamento da informação é dividido em módulos ou processos distintos. Um processo é responsável."— Transcrição da apresentação:

1 Sistemas Cliente/Servidor Introdução Arquitetura na qual o processamento da informação é dividido em módulos ou processos distintos. Um processo é responsável pela manutenção da informação (servidores). Outros são responsáveis pela obtenção dos dados (os clientes). Os processos cliente enviam pedidos para o processo servidor. O processo servidor processa e envia os resultados dos pedidos. A interação entre os processos cliente e servidor é uma troca cooperativa, em que o cliente é o ativo e o servidor reativo, ou seja o cliente requisita uma operação, e neste ponto o servidor processa e responde ao cliente.

2 Sistemas Cliente/Servidor Conceitos Básicos Sistemas operacionais de multitarefa (uma CPU compartilhada por diversos processos) ou multiprocessamento (múltiplas CPUs de multitarefa compartilhada por vários processos simultaneamente) oferecem facilidades de comunicação entre processos. Os processos que rodam em paralelo e, que através destas facilidades se comunicam, são processos concorrentes, mesmo que estejam rodando em máquinas distintas. A comunicação entre estes processos pode ser feita através de mecanismos dinâmicos, como memória compartilhada e como bloqueios de sistema de arquivos.

3 Sistemas Cliente/Servidor Cliente O processo de cliente é ativo: solicitam serviços a outros programas (os servidores). Normalmente o cliente é dedicado à sessão do usuário, começando e terminando com a sessão. Um cliente pode interagir com um ou mais servidores, mas pelo menos um processo servidor é necessário. Em nível de aplicação, o primeiro ponto a residir no cliente é a interface com o usuário. Gerenciando a interação com o usuário, o cliente esconde do usuário o servidor e a rede. Para o usuário a impressão é que a aplicação está sendo rodada completamente local.

4 Sistemas Cliente/Servidor Cliente Algumas tarefas a serem realizadas pelo Cliente: –- Manipulação de tela –- Interpretação de menus ou comandos –- Entrada e validação dos dados –- Processamento de Ajuda –- Recuperação de erro –- Manipulação de janelas –- Gerenciamento de som e vídeo (em aplicações multimídia)

5 Sistemas Cliente/Servidor Cliente

6 Sistemas Cliente/Servidor Servidores Servidores são programas que respondem as solicitações por serviços compartilhados. Ele é um processo reativo, disparado pela chegada de pedidos de seus clientes. Geralmente, o processo servidor roda o tempo todo, oferecendo serviços a muitos clientes. Em alguns sistemas, o processo servidor em vez de responder diretamente, cria um processo escravo exclusivamente para cada pedido de cliente. Um servidor processa a informação sem interagir com outros servidores. Os clientes que interagem com mais de um servidor tem a responsabilidade de ativá-los quando necessário.

7 Sistemas Cliente/Servidor Servidores O processamento do servidor geralmente inclui: - acessar, - armazenar, - organizar os dados compartilhados, - atualizar dados previamente armazenados - gerenciamento dos recursos compartilhados. Recursos compartilhados podem ser: dados, CPU, armazenamento em disco ou fita, capacidade de impressão, comunicação e até gerenciamento de vídeo e memória.

8 Sistemas Cliente/Servidor Servidores Exemplos –As aplicações em banco de dados (cliente/servidor) são, em sua maioria, montados em cima de banco de dados SQL prontos como Oracle, Informix, Ingress, Sybase, etc. –Uma aplicação desenvolvidas com uma linguagem de 4ª geração (4GL) Visual Basic interagindo com dispositivo de banco de dados Oracle é uma aplicação cliente/servidor, onde o Visual Basic constitui o processo cliente e o dispositivo Oracle é o processo servidor, ambos rodam em nível de aplicação caracterizando assim uma aplicação cliente/servidor.

9 Sistemas Cliente/Servidor Comunicação A comunicação entre o cliente e o servidor é do estilo transacional e cooperativo. A natureza transacional significa que o servidor envia de volta para o cliente somente os dados relevantes. A natureza cooperativa significa que ocorre um processamento significativo nos dois extremos, clientes e servidor. As primeiras aplicações em rede foram elaboradas utilizando a tecnologia de compartilhamento de arquivos. Uma característica dos sistemas cliente/servidor é a utilização de plataformas de hardware e softwares diferentes de um para outro. Desta forma, os recursos devem se comunicar de forma transparente. O middleware é o software existente entre os dois processos, para que eles se comuniquem.

10 Sistemas Cliente/Servidor Vantagens Escalabilidade - Um sistema cliente/servidor pode ser expandido verticalmente pela adição de mais recursos à máquina servidora ou aumento do número de servidores - ou horizontalmente, pelo aumento do número de máquinas servidoras. Independência de plataformas - Os sistemas cliente/servidor não ficam presos a um ambiente de software ou hardware. Melhor Performance - Com a força de processamento distribuída, o tempo de processamento é menor, conseqüentemente o tempo de resposta também é menor. Fácil Acesso aos Dados - Como é o processo cliente que gerencia a interface, deixando o servidor livre para manipular os dados, este por sua vez fica mais disponível. Redução de Custos Operacionais - Como os custos de hardware e software estão constantemente sendo reduzidos, a troca dos sistemas grandes por sistemas com redes integradas pode ser feita com um baixo custo.


Carregar ppt "Sistemas Cliente/Servidor Introdução Arquitetura na qual o processamento da informação é dividido em módulos ou processos distintos. Um processo é responsável."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google