A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistemas Distribuídos CORBA Instituto de Informática – UFG Verão 2005 Baseado em: Emmerich, Capítulo 3 e em Tanenbaum, seção 9.1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistemas Distribuídos CORBA Instituto de Informática – UFG Verão 2005 Baseado em: Emmerich, Capítulo 3 e em Tanenbaum, seção 9.1."— Transcrição da apresentação:

1 Sistemas Distribuídos CORBA Instituto de Informática – UFG Verão 2005 Baseado em: Emmerich, Capítulo 3 e em Tanenbaum, seção 9.1

2 Visão Geral –O modelo de objetos de CORBA –A Linguagem de Definição de interfaces –Arquitetura

3 OMG – Object Management Group Organização sem fins lucrativos com sede nos EUA e representações em vários países Fundada em abril de 1989 Mais de 800 membros Dedicada à criação e popularização de padrões industriais de orientação a objetos para integração de aplicações, por exemplo: –CORBA, UML, MDA, CWM

4 Objetivos de CORBA Oferecer suporte para requisições de objetos em ambientes distribuídos e heterogêneos de forma transparente para usuários e programadores de aplicações Facilitar a integração de novos componentes com componentes legados Padrão aberto e de livre acesso Baseado em amplo consenso na indústria

5 Arquitetura de Gerenciamento de Objetos da OMG Application Objects Application Objects CORBA facilities CORBA facilities CORBAservices Domain Interfaces Domain Interfaces Object Request Broker (ORB)

6 Modelo de Objetos e Definição de Interfaces Objetos Tipos Módulos Atributos Operações Requisições Exceções Sub-tipos

7 A Linguagem de Definição de Interfaces da OMG Uma linguagem para expressar todos os conceitos do modelo de objetos de CORBA Características da OMG/IDL: –Independente de linguagem de programação –Sintaxe semelhante à de C++ –puramente declarativa (i.e., não define implementação) Mapeamentos para várias linguagens de programação estão disponíveis

8 Exemplo em Uso Team -name:string +bookGoalies() coaches 1..* Player -name:string -Number:int +book() +transfer(p:Player) Club -noOfMembers:int -location:Address Trainer -name:string Organization #name:string works for 11..* uses plays in has 1 * +train()

9 O Modelo de Objetos de CORBA: Objetos Cada objeto tem um identificador que é único dentro do contexto de um ORB Múltiplas referências para o mesmo objeto Referências suportam transparência de localização Referências de objetos são persistentes –Válidas mesmo que o objeto em questão tenha sido desativado

10 O Modelo de Objetos de CORBA: Tipos typedef struct _Address { string street; string postcode; string city; } Address; typedef sequence AddressList; interface Team {... }; Tipos Atômicos Tipo de Objeto Tipo de Objeto Tipos estruturados Tipos estruturados

11 O Modelo de Objetos de CORBA: Módulos module Soccer { typedef struct _Address { string street; string postcode; string city; } Address; }; module People { typedef struct _Address { string flat_number; string street; string postcode; string city; string country; } Address; }; Módulos Soccer::Address People::Address

12 O Modelo de Objetos de CORBA: Atributos interface Player; typedef sequence PlayerList; interface Trainer; typedef sequence TrainerList; interface Team { readonly attribute string name; attribute TrainerList coached_by; attribute Club belongs_to; attribute PlayerList players;... }; Tipo do Atributo Nome do Atributo Atributos mutáveis Atributos mutáveis Clientes não podem mudar o valor Clientes não podem mudar o valor

13 O Modelo de Objetos de CORBA: Operações interface Team {... void bookGoalies(in Date d); string print(); }; Lista de Parâmetros Lista de Parâmetros Categoria de Parâmetro Tipo do parâmetro Nome do Parâmetro Nome da operação (usado em requisições) Nome da operação (usado em requisições) Tipos de Retorno

14 O Modelo de Objetos de CORBA: Requisições Requisições são definidas por objetos clientes Uma requisição consiste de: –uma referência ao objeto servidor –o nome da operação requisitada –argumentos da requisição (parâmetros reais) –informação de contexto Requisições são executadas em modo síncrono Requisições podem ser definidas de duas formas: –estaticamente –dinamicamente

15 O Modelo de Objetos de CORBA: Exceções Exceções genéricas (ex.: rede fora do ar, ref. de objeto inválida, esgotou a memória) Exceções específicas de determinados tipos exception PlayerBooked{sequence free;}; interface Team {... void bookGoalies(in Date d) raises(PlayerBooked); }; Dados da Exceção Operações declaram as exceções que podem gerar Operações declaram as exceções que podem gerar Nome da Exceção

16 O Modelo de Objetos de CORBA: Sub-tipos interface Organization { readonly attribute string name; }; interface Club : Organization { exception NotInClub{}; readonly attribute short noOfMembers; readonly attribute Address location; attribute TeamList teams; attribute TrainerList trainers; void transfer(in Player p) raises NotInClub; }; Herdado por Club Supertipo Super-tipo implícito: Object

17 CORBA: Arquitetura Uma interface padronizada Uma interface para cada tipo de objeto Interface dependente do ORB Uma interface para cada adaptador de obj. Dynamic Invocation Client Stubs ORB Interface Implementation Skeletons Client Object Implementation ORB Core Object Adapter


Carregar ppt "Sistemas Distribuídos CORBA Instituto de Informática – UFG Verão 2005 Baseado em: Emmerich, Capítulo 3 e em Tanenbaum, seção 9.1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google