A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Revisão da Linguagem C. 2 Modelo de um Programa Entradas são armazenadas para serem processadas e gerar uma saída útil e desejada VARIÁVEIS Dados são.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Revisão da Linguagem C. 2 Modelo de um Programa Entradas são armazenadas para serem processadas e gerar uma saída útil e desejada VARIÁVEIS Dados são."— Transcrição da apresentação:

1 1 Revisão da Linguagem C

2 2 Modelo de um Programa Entradas são armazenadas para serem processadas e gerar uma saída útil e desejada VARIÁVEIS Dados são armazenados em VARIÁVEIS – posições de memória, representadas por um nome, que podem conter dados – as variáveis podem conter tipos diferentes de dados

3 3 Variáveis e Tipos de Dados Variáveis podem conter valores diferentes durante a execução do programa – os valores devem ser consistentes com o tipo da variável Alguns valores não devem ser alterados durante a execução – Constantes

4 4 Tipos de Dados Cada constante, variável, expressão ou função é de um certo tipo – refere-se ao conjunto de valores que pode assumir

5 5 Mapa Conceitual da Memória Pilha – endereço de retorno de funções – parâmetros para funções – variáveis globais Heap – região de memória livre – alocação dinâmica – aplicações como lista encadeada e árvores Pilha Heap Variáveis Globais Código do Programa

6 6 Tipos de Dados A um tipo de dado estão associados: – uma representação – o tamanho de células de memória para armazenar esta representação a área de memória onde ficará o valor da variável tem que ter dimensões compatíveis com a sua representação conjunto de valores que variáveis de um dado tipo podem assumir

7 7 Tipos de Dados As operações exigem argumentos de um dado tipo e produzem resultados do mesmo tipo É importante para o compilador saber o tipo de cada variável antes de empregá-la em uma operação

8 8 Tipos Básicos do C São cinco os tipos de dados básicos do C: – char (1 byte) – int (2 ou 4 bytes) – float (4 bytes) – double (8 bytes) – void (nenhum) O tamanho e a faixa destes dados dependem do processador e da implementação do compilador

9 9 Operadores Especiais Operadores & e * &: significa o endereço de *: significa o conteúdo do endereço Exemplo: m = &valor; (guarda o endereço da variável valor na variável m) v = *m; (armazena em v o conteúdo da variável localizada no endereço armazenado em m – corresponde a v=valor)

10 10 Comandos de Entrada/Saída Entrada scanf (%d, &num); lê um dado do teclado com o formato especificado Saída – printf (%d, num); escreve na tela o conteúdo da variável com o formato especificado

11 11 Formatos Para scanf e printf: %d – inteiro %l – inteiro longo %f – float %lf – double %c – caracter %s – string Ex.: scanf(%s %d, %f, nome, &freq, ¬a) – lê uma linha no seguinte formato Maria 12, 7.5 Apenas para printf: \n – nova linha \r – retorno do cursor \t – TAB \b – Backspace \ – Aspas \\ – Barra \f – salto de página

12 12 Comandos para o Compilador #include – expande o arquivo de Nome_arquivo dentro do arquivo fonte – : definição da implementação – : definição do programador - permite especificar o caminho (procura primeiro no diretório atual e depois no local padrão para bibliotecas) #define MAX 10 – define MAX como uma constante 10 – substitui o texto MAX por 10 – funciona como uma macro

13 13 Um Programa em C #include …… #define …… /* protótipos de funções */ /* função principal */ main () { ………… } /* demais funções */

14 14 Estruturas Básicas de Controle Condicional SE.... ENTÃO if ( condição) {...} else {...}

15 15 Instruções Condicionais Exemplo: if (x>5) y=10; else y=15; que pode ser substituído por: y = x>5 ? 10 : 15;

16 16 Instruções Case CASE switch (expressão) { case constante1: ; break; case constante2: ; break;... default: ; }

17 17 Instruções Case Exemplo: switch nome { case "Maria": printf (Oi Maria!); break; case "Paulo": printf (Oi Paulo!); break; case "Monica": printf (Oi Monica!); break; }

18 18 Comandos Básicos do C Repetição while ( ) { comando_1; comando_2;... comando_n; }

19 19 Comandos Básicos do C Repetição do { comando_1; comando_2;... comando_n; } while ( );

20 20 Comandos Básicos do C Repetição for (i=1; i<=N; i++) { comando_1; comando_2;... comando_n; };

21 21 Usando Tipos Se tenho que definir uma variável para conter idades, que tipo usar? – inteiros e curtos são suficientes É função do: – conjunto de valores que a variável pode assumir – da precisão que se deseja no resultado de operações

22 22 String de Caracteres Uma seqüência de caracteres – não possui uma representação direta no C – \0 no final – constantes entre aspas (no tipo caracter, a constante deve estar entre apóstrofos) – char a[50] – #define nome Maria – char a = A;

23 23 String de Caracteres Manipulação de strings – strcpy(s1,s2): copia s2 em s1 – strcat(s1,s2): concatena s2 no final de s1 – strlen(s1): tamanho de s1 – strcmp(s1,s2): zero de s1==s2, negativo se s1 s2 – requerem: #include


Carregar ppt "1 Revisão da Linguagem C. 2 Modelo de um Programa Entradas são armazenadas para serem processadas e gerar uma saída útil e desejada VARIÁVEIS Dados são."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google