A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FORMAS PARA INICIAR UM TEXTO DISSERTATIVO. Declaração É um grave erro a liberação da maconha. Provocará de imediato violenta elevação do consumo. O Estado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FORMAS PARA INICIAR UM TEXTO DISSERTATIVO. Declaração É um grave erro a liberação da maconha. Provocará de imediato violenta elevação do consumo. O Estado."— Transcrição da apresentação:

1 FORMAS PARA INICIAR UM TEXTO DISSERTATIVO

2 Declaração É um grave erro a liberação da maconha. Provocará de imediato violenta elevação do consumo. O Estado perderá o precário controle que ainda exerce sobre as drogas psicotrópicas e nossas instituições de recuperação de viciados não terão estrutura suficiente para atender à demanda. É um grave erro a liberação da maconha. Provocará de imediato violenta elevação do consumo. O Estado perderá o precário controle que ainda exerce sobre as drogas psicotrópicas e nossas instituições de recuperação de viciados não terão estrutura suficiente para atender à demanda. Alberto Corazza (tema: liberação da maconha) Alberto Corazza (tema: liberação da maconha)

3 Definição A língua é o modo de expressão de um ser e de um povo e reflete sua identidade cultural. É patrimônio de uma cultura, e do mesmo modo como cada um preserva seu patrimônio material – seja o Estado, sejam as instituições privadas, seja qualquer cidadão – deveríamos todos preservar nossa língua, nossa identidade, nosso patrimônio cultural. A língua é o modo de expressão de um ser e de um povo e reflete sua identidade cultural. É patrimônio de uma cultura, e do mesmo modo como cada um preserva seu patrimônio material – seja o Estado, sejam as instituições privadas, seja qualquer cidadão – deveríamos todos preservar nossa língua, nossa identidade, nosso patrimônio cultural. (tema : a língua como identidade cultural de um povo) (tema : a língua como identidade cultural de um povo)

4 Oposição De um lado, professores mal pagos, desestimulados, esquecidos pelo governo. De outro, gastos excessivos com computadores, antenas parabólicas, tablets. É este o paradoxo que vive hoje a educação no Brasil. (tema: a educação no Brasil)

5 Alusão histórica Após a queda do muro de Berlim, acabaram-se os antagonismos leste-oeste e o mundo parece ter aberto de vez as portas para a globalização. As fronteiras foram derrubadas e a economia entrou em rota acelerada de competição. Após a queda do muro de Berlim, acabaram-se os antagonismos leste-oeste e o mundo parece ter aberto de vez as portas para a globalização. As fronteiras foram derrubadas e a economia entrou em rota acelerada de competição. (tema : globalização)

6 Interrogação Será que é com novos impostos que a saúde melhorará no Brasil? Os contribuintes já estão cansados de tirar dinheiro do bolso para tapar um buraco que parece não ter fim. A cada ano, somos lesados por novos impostos para alimentar um sistema que só parece piorar. Será que é com novos impostos que a saúde melhorará no Brasil? Os contribuintes já estão cansados de tirar dinheiro do bolso para tapar um buraco que parece não ter fim. A cada ano, somos lesados por novos impostos para alimentar um sistema que só parece piorar. (tema : a saúde no Brasil)

7 Citação As pessoas chegam ao ponto de um criança morrer e os pais não chorarem mais, trazerem a criança, jogarem num bolo de mortos, virarem as costas e irem embora. O comentário, do fotógrafo Sebastião Salgado, falando sobre o que viu em Ruanda, é um acicate no estado de letargia ética que domina algumas nações do primeiro mundo. As pessoas chegam ao ponto de um criança morrer e os pais não chorarem mais, trazerem a criança, jogarem num bolo de mortos, virarem as costas e irem embora. O comentário, do fotógrafo Sebastião Salgado, falando sobre o que viu em Ruanda, é um acicate no estado de letargia ética que domina algumas nações do primeiro mundo. DI FRANCO, Carlos Alberto. Jornalismo, ética e qualidade. Rio de Janeiro, Vozes, P. 73. (tema : política demográfica) DI FRANCO, Carlos Alberto. Jornalismo, ética e qualidade. Rio de Janeiro, Vozes, P. 73. (tema : política demográfica) É mais fácil quebrar um átomo que um preconceito, afirmou Einstein. As manifestações racistas observadas por todo o planeta comprovam a veracidade dessa assertiva. É mais fácil quebrar um átomo que um preconceito, afirmou Einstein. As manifestações racistas observadas por todo o planeta comprovam a veracidade dessa assertiva. (tema : racismo) (tema : racismo)

8 Citação de forma indireta Para Marx a religião é o ópio do povo. Raymond Aron deu o troco: o marxismo é o ópio dos intelectuais. Mas nos Estados Unidos o ópio do povo é mesmo ir às compras. Como as modas americanas são contagiosas, é bom ver de que se trata. Para Marx a religião é o ópio do povo. Raymond Aron deu o troco: o marxismo é o ópio dos intelectuais. Mas nos Estados Unidos o ópio do povo é mesmo ir às compras. Como as modas americanas são contagiosas, é bom ver de que se trata. Cláudio de Moura e Castro, Veja, 13 nov (Tema : consumismo)

9 Citação de um provérbio Em terra de cego, quem tem um olho é rei assim pensam os déspotas que pretendem usufruir o poder com a exploração da grande massa, e conseguem, pois o círculo vicioso é fechado : enquanto houver déspotas, haverá cegos; enquanto houver cegos, haverá déspotas. Em terra de cego, quem tem um olho é rei assim pensam os déspotas que pretendem usufruir o poder com a exploração da grande massa, e conseguem, pois o círculo vicioso é fechado : enquanto houver déspotas, haverá cegos; enquanto houver cegos, haverá déspotas.

10 Comparação O tema da reforma agrária está presente há bastante tempo nas discussões sobre os problemas mais graves que afetam o Brasil. Numa comparação entre o movimento pela abolição da escravidão no Brasil, no final do século passado e atualmente, o movimento pela reforma agrária, podemos perceber algumas semelhanças. Como na época da abolição da escravidão existiam elementos favoráveis e contrários a ela, também hoje há os que são a favor e os que são contra a implantação da reforma agrária no Brasil. O tema da reforma agrária está presente há bastante tempo nas discussões sobre os problemas mais graves que afetam o Brasil. Numa comparação entre o movimento pela abolição da escravidão no Brasil, no final do século passado e atualmente, o movimento pela reforma agrária, podemos perceber algumas semelhanças. Como na época da abolição da escravidão existiam elementos favoráveis e contrários a ela, também hoje há os que são a favor e os que são contra a implantação da reforma agrária no Brasil. OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à sociologia. São Paulo, Ática, p (tema : reforma agrária) OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à sociologia. São Paulo, Ática, p (tema : reforma agrária)

11 Descrição de um fato de forma cinematográfica Madrugada de 11 de agosto. Moema, bairro paulistano de classe média. Choperia Bodega – um bar da moda, frequentado por jovens bem- nascidos.Um assalto. Cinco ladrões. Todos truculentos. Duas pessoas mortas : Adriana Ciola, 23, e José Renato Tahan, 25. Ela, estudante. Ele, dentista. Madrugada de 11 de agosto. Moema, bairro paulistano de classe média. Choperia Bodega – um bar da moda, frequentado por jovens bem- nascidos.Um assalto. Cinco ladrões. Todos truculentos. Duas pessoas mortas : Adriana Ciola, 23, e José Renato Tahan, 25. Ela, estudante. Ele, dentista. Josias de Souza, Folha de são Paulo, 30 set (tema : violência urbana)

12 Exemplos: "A Escola formal não está só na forma. Está dentro da fôrma. O pior é quando está no formol. É um cadáver." É assim que o educador mineiro Tião Rocha, 59, vê o ensino convencional, de cujos métodos e conteúdos se afastou há mais de 20 anos para experimentar processos alternativos de educação. "A Escola formal não está só na forma. Está dentro da fôrma. O pior é quando está no formol. É um cadáver." É assim que o educador mineiro Tião Rocha, 59, vê o ensino convencional, de cujos métodos e conteúdos se afastou há mais de 20 anos para experimentar processos alternativos de educação. UIRÁ MACHADO, Coordenador de Artigos e Eventos da FSP UIRÁ MACHADO, Coordenador de Artigos e Eventos da FSP

13 Brasileiro é um povo solidário. Mentira. Brasileiro é babaca.Eleger para o cargo mais importante do Estado um sujeito que não tem escolaridade e preparo nem para ser gari, só porque tem uma história de vida sofrida, pagar 40% de sua renda em tributos e ainda dar esmola para pobre na rua ao invés de cobrar do governo uma solução para pobreza, aceitar que ONG's de direitos humanos fiquem dando pitaco na forma como tratamos nossa criminalidade...não protestar cada vez que o governo compra colchões para presidiários que queimaram os deles de propósito, não é coisa de gente solidária. É coisa de gente otária. Brasileiro é um povo solidário. Mentira. Brasileiro é babaca.Eleger para o cargo mais importante do Estado um sujeito que não tem escolaridade e preparo nem para ser gari, só porque tem uma história de vida sofrida, pagar 40% de sua renda em tributos e ainda dar esmola para pobre na rua ao invés de cobrar do governo uma solução para pobreza, aceitar que ONG's de direitos humanos fiquem dando pitaco na forma como tratamos nossa criminalidade...não protestar cada vez que o governo compra colchões para presidiários que queimaram os deles de propósito, não é coisa de gente solidária. É coisa de gente otária. Arnaldo Jabor


Carregar ppt "FORMAS PARA INICIAR UM TEXTO DISSERTATIVO. Declaração É um grave erro a liberação da maconha. Provocará de imediato violenta elevação do consumo. O Estado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google