A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula T-09 – BCC202 Listas (Parte 1) Túlio Toffolo www.decom.ufop.br/toffolo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula T-09 – BCC202 Listas (Parte 1) Túlio Toffolo www.decom.ufop.br/toffolo."— Transcrição da apresentação:

1 Aula T-09 – BCC202 Listas (Parte 1) Túlio Toffolo

2 2/2 Uso do Moodle Entrega dos trabalhos, atividades práticas e listas de exercício serão feitas via Moodle: Importante: o aluno deve se cadastrar na disciplina BCC202 até quinta-feira, dia 23/09, sob pena de perder parte dos pontos extras e de participação.

3 3/3 Ementa do Curso Tipos Abstratos de Dados / Alocação Dinâmica Análise de Algoritmos e Recursividade Estruturas de dados Listas, filas, pilhas e árvores Métodos de ordenação (por comparação) Selectsort, Insertsort, Bubblesort, Mergesort, Shellsort, Heapsort, Quicksort, etc. Métodos de pesquisa Simples, binária, Hashing, árvores digitais

4 4/4Listas Forma simples de interligar conjuntos Estrutura que define as operações inserir, retirar e localizar são definidas. Podem crescer ou diminuir de tamanho durante a execução de um programa, de acordo com a demanda. Itens podem ser acessados, inseridos ou retirados de uma lista.

5 5/5Listas Outras operações: Concatenação de duas ou mais listas Partição de lista em duas ou mais listas Vantagens: Manipulação de quantidade imprevisível de dados Manipulação de dados de formato também imprevisível

6 6/6Listas Especialmente úteis em aplicações do tipo: Manipulação simbólica Simulação Gerência de Memória Compiladores Etc.

7 7/7 Listas - Definição Sequência de zero ou mais itens x 1, x 2,..., x n na qual x i é de um determinado tipo e n representa o tamanho da lista linear. Sua principal propriedade estrutural envolve as posições relativas dos itens em uma dimensão. Assumindo n 1, x 1 é o primeiro item da lista e x n é o último item da lista.

8 8/8 Listas - Definição Sua principal propriedade estrutural envolve as posições relativas dos itens em uma dimensão. x i precede x i+1 para i = 1, 2,..., n – 1 x i sucede x i-1 para i = 2, 3,..., n O elemento x i é dito estar na i-ésima posição da lista.

9 9/9 TAD Lista O que deveria conter? Representação do tipo da lista Conjunto de operações que atuam sobre a lista Quais operações deveria fazer parte da TAD? O conjunto de operações a ser definido depende de cada aplicação.

10 10/10 TAD Listas – Operações Um conjunto de operações necessário a uma maioria de aplicações é: Criar uma lista linear vazia. Inserir um novo item imediatamente após o i-ésimo item. Retirar o i-ésimo item. Localizar o i-ésimo item para examinar e/ou alterar o conteúdo de seus componentes.

11 11/11 TAD Listas – Operações Combinar duas ou mais listas lineares em uma lista única. Dividir uma lista linear em duas ou mais listas. Fazer uma cópia da lista linear. Ordenar os itens da lista em ordem ascendente ou descendente, de acordo com alguns de seus componentes. Pesquisar a ocorrência de um item com um valor particular em algum componente.

12 12/12 Exemplo de Protótipo de Lista Exemplo de Conjunto de Operações: FLVazia(Lista). Faz a lista ficar vazia. LInsere(Lista, x). Insere x após o último item da lista. LRetira(Lista, p, x). Retorna o item x que está na posição p da lista, retirando-o da lista e deslocando os itens a partir da posição p+1 para as posições anteriores. LEhVazia(Lista). Esta função retorna true se lista vazia; senão retorna false. LImprime(Lista). Imprime os itens da lista na ordem de ocorrência.

13 13/13 Implementação de uma Lista Várias estruturas de dados podem ser usadas para representar listas lineares, cada uma com vantagens e desvantagens particulares. As duas representações mais utilizadas são: Implementação por arrays. Implementação por ponteiros.

14 14/14 Implementação de Lista por Array Os itens da lista são armazenados em posições contíguas de memória. A lista pode ser percorrida em qualquer direção. A inserção de um novo item no final tem custo O(1).

15 15/15 Implementação de Lista por Array A inserção de um novo item no meio da lista requer um deslocamento de todos os itens... Custo O(n) Retirar um item do início da lista requer um deslocamento de itens para preencher o espaço deixado vazio... Custo O(n)

16 16/16 Estrutura da Lista Usando Array Os itens são armazenados em um array de tamanho suficiente para armazenar a lista. O campo Último aponta para a posição seguinte à do último elemento da lista. O i-ésimo item da lista está armazenado na (i-1)-ésima posição do array, 0i<Último. A constante MaxTam define o tamanho máximo permitido para a lista.

17 17/17 Estrutura da Lista Usando Array #include #define InicioArranjo 0 #define MaxTam 1000 typedef int TChave; typedef int Apontador; typedef struct { TChave Chave; /* outros componentes */ } TItem; typedef struct { TItem Item[MaxTam]; Apontador Primeiro, Ultimo; } TLista;

18 18/18 Estrutura da Lista Usando Array void FLVazia(TLista *pLista) { pLista->Primeiro = InicioArranjo; pLista->Ultimo = pLista->Primeiro; } /* FLVazia */ int LEhVazia(TLista* pLista) { return (pLista->Ultimo == pLista->Primeiro); } /* LEhVazia */ int LInsere(TLista* pLista, TItem x) { if (pLista->Ultimo == MaxTam) return 0; /* lista cheia */ pLista->Item[pLista->Ultimo++] = x; return 1; } /* LInsere */

19 19/19 Estrutura da Lista Usando Array int LRetira(TLista* pLista, Apontador p, TItem *pX) { if (LEhVazia(pLista) || p >= pLista->Ultimo) return 0; int cont; *pX = pLista->Item[p]; pLista->Ultimo--; for (cont = p+1; cont Ultimo; cont++) pLista->Item[cont - 1] = pLista->Item[cont]; return 1; } /* LRetira */

20 20/20 Estrutura da Lista Usando Array void LImprime(TLista* pLista) { int i; for (i = pLista->Primeiro; i Ultimo; i++) printf("%d\n", pLista->Item[i].Chave); } /* LImprime */

21 21/21 Vantagens de Listas que usam Arrays Economia de memória (os apontadores são implícitos nesta estrutura). Acesso a qualquer elemento da lista é feito em tempo O(1).

22 22/22 Desvantagens de Listas que usam Arrays Custo para inserir itens da lista pode ser O(n) Custo para retirar itens da lista pode ser O(n) Quando não existe previsão sobre o crescimento da lista, o array que define a lista deve ser alocado de forma dinâmica.

23 23/23 Exercícios Implementar na TAD Lista as funções: Concatenar/intercalar (Merge) Dividir uma lista em várias Copiar uma lista Ordenar (sort) por ordem crescente/decrescente Pesquisar/Localizar/Buscar (search)


Carregar ppt "Aula T-09 – BCC202 Listas (Parte 1) Túlio Toffolo www.decom.ufop.br/toffolo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google