A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 O PAPEL DAS ENTIDADES NA VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL Anderson Arantes Silvestrini Oncologista Clinico – Diretor Técnico Grupo Acreditar Presidente da.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 O PAPEL DAS ENTIDADES NA VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL Anderson Arantes Silvestrini Oncologista Clinico – Diretor Técnico Grupo Acreditar Presidente da."— Transcrição da apresentação:

1 1 O PAPEL DAS ENTIDADES NA VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL Anderson Arantes Silvestrini Oncologista Clinico – Diretor Técnico Grupo Acreditar Presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) setembro 2013

2 2 Declaração de Conflitos de Interesses da SBOC-SBC Patrocínio Congressos: Roche, Jansenn, Zodiac Apresentações: Astrazeneca, Abbott, GSK, Novartis Consultor AdHoc Anvisa Consultor da Justiça federal Honorários doados para a SBOC

3 3 Fundada em 1979 Formada por oncologistas clínicos Entidade sem fins lucrativos Título de Utilidade Pública Federal Reúne oncologistas clínicos dos 26 estados brasileiros e Distrito Federal 1100 associados

4 4 Promover o progresso da oncologia clínica no Brasil Organiza, propõe e defende políticas e medidas que assegurem ao oncologista clínico e à sociedade acesso à medicina de qualidade Representação dos Oncologistas Brasileiros junto a organismos governamentais e outras organizações Estímulo à pesquisa, Estímulo à educação médica continuada, Intercâmbio com outras sociedades

5 5 Membro benemérito ->70 anos ou 35 anos de membro efetivo -isento Membros titulares - R$ 500,00 Membros não titulares -Membro júnior -R$ 100,00 -Membro colaborador -R$ 500,00

6 6

7

8 88 DEFESA PROFISSIONAL EDUCAÇÃO MÉDICAPESQUISA CLINICA

9 99 9 DEPARTAMENTO JURÍDICO Criado em 2009 Constituição de 1988 Mudanças na proteção e direito consumidor, estatuto do idoso e da criança e adolescente Reforma do código civil Aumento da atuação das agências reguladoras Aumento da atuação das entidades civis na defesa das ações em políticas públicas de saúde e defesa da atuação dos profissionais de saúde e pacientes

10 10 DEPARTAMENTO JURÍDICO Atuação junto ao poder público Atuação junto às operadoras de saúde Assessoramento aos associados da SBOC Assessoramento às ações da diretoria da SBOC Orientação e consultoria às regionais da SBOC Defesa profissional junto aos conselhos regionais e federal de medicina, ministério público e poder judiciário

11 11

12 12

13 13

14 14 CONSTITUIÇÃO: A saúde é um direito do cidadão e um dever do estado (ART. 196) SENADO: lei paciente com diagnóstico de câncer deve iniciar tratamento em 60 dias do diagnóstico PROJETO DE LEI 3998/12: Aprovação de cobertura de droga oral pela câmara

15 15 INCORPORAÇÃO TRASTUZUMABE NO SUS - Posição da SBOC Incorporação em caráter adjuvante, neoadjuvante e metastático FISH apenas para 2+ Criação de porte de APAC para tratamento

16 16 DESAFIOS - Tempestividade Reino Unido: 99% pacientes iniciam trato. em 1 mês Canadá: 75% dos tratamentos iniciados em 28 dias Brasil: tempo médio de espera do diagnóstico até o início do tratamento – 76,3 dias 2010: 35,6% em 30 dias RDT: 113,4 dias e 15,9%

17 17 E COMO FICAM OS PACIENTES DO SUS?

18 18 Em 28 de abril de 2011, foi publicada a Lei n° que dispõe sobre a assistência terapêutica e a incorporação de tecnologias em saúde no âmbito do SUS define os critérios e prazos para a incorporação de tecnologias no sistema público de saúde Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias – CONITEC, tem como atribuições a incorporação, exclusão ou alteração de novos medicamentos, produtos e procedimentos, bem como a constituição ou alteração de protocolo clínico ou de diretriz terapêutica.

19 19

20 20 DESAFIOS - Implementação da RDC 14/2012 da Anvisa, que proíbe o uso dos aditivos nos cigarros - Banimento de quaisquer atrativos comerciais que possam favorecer o consumo de produtos derivados de tabaco, sejam relacionadas à composição dos produtos, sua exposição e propaganda nos pontos de venda, e embalagens publicitárias.

21 21 DESAFIOS VINTE MESES que a Lei nº (no artigo 49) que proíbe fumar em recintos coletivos fechados, privados ou públicos, de todo o país, necessita ser sancionada. cumprimento ao artigo 8º da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (CQCT) REGULAMENTA DILMA!!!

22 22 DEFESA PROFISSIONAL EDUCAÇÃO MÉDICAPESQUISA CLINICA

23 23 DEPARTAMENTO DE PESQUISA E BIOESTATÍSTICA Intuito de promover a pesquisa clínica e a educação continuada Atividades desempenhadas: -Consultoria estatística para os associados -Planejamento do tamanho de amostras -Formato de montagem de banco de dados -Propor método de análise de resultados

24 24 DEPARTAMENTO DE PESQUISA E BIOESTATÍSTICA -Auxílio na análise e apresentação dos dados coletados -Assessoria na organização de centros regionais de pesquisa -Auxílio na formatação de materiais de envio para publicação -Curso de Introdução e Pesquisa Clínica on line -Desenvolvimento do Manual de Condutas em Bioestatística

25 25

26 26 CURSOS ON LINE

27 27

28 28 INTERNATIONAL CLINICAL TRIAL WORKSHOP BRAZIL

29 29 PRÊMIO SBOC/ ASCO O 'Prêmio SBOC/ASCO' tem por objetivo contribuir para a visibilidade da produção científica nacional e promover a qualidade na investigação em Oncologia.

30 30 DEFESA PROFISSIONAL EDUCAÇÃO MÉDICAPESQUISA CLINICA

31 31 -EDUCAÇÃO MÉDICA Papel fundamental da SBOC Difusão da informação Melhora do programa de residência médica Capacitação do médico oncologista Atualização constante

32 32

33 33

34 34

35 35

36 36

37 37 BIBLIOTECA VIRTUAL -27 PERIÓDICOS annals of oncology, jco, jnci, nejm, blood, jama, cancer, nature, seminars, chest -DYNAMED -MEDLINE -COCHRANE -RIMA -EBSCO

38 38 LIVRARIA VIRTUAL -STAT REF -INTERSCIENCE -NETLIBRARY -EBSCO -36 LIVROS

39 39 - Inclusão da disciplina oncologia básica nas faculdades de medicina - Workshops para preceptores de residências - Avaliação das residências médicas em oncologia clínica

40 40 XVII CONGRESSO BRASILEIRO DE ONCOLOGIA CLINICA

41 41 JOVEM ONCOLOGISTA

42 42 XVIII CONGRESSO BRASILEIRO DE ONCOLOGIA CLINICA TEMA CENTRAL ONCOLOGIA: INTERDISCIPLINARIDADE E NOVAS PERSPECTIVAS

43 43

44 44 SOCIEDADE BRASILEIRA DE RADIOTERAPIA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA ONCOLÓGICA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ONCOLOGIA PEDIÁTRICA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ENFERMAGEM ONCOLÓGICA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PSICO-ONCOLOGIA SOCIEDADE BRASILEIRA DE FARMACIA ONCOLOGICA SOCIEDADE BRASILEIRA DE NUTRIÇÃO

45 45

46 46 De 23 a 26 de outubro de 2013 | Brasília

47 47 OBRIGADO


Carregar ppt "1 O PAPEL DAS ENTIDADES NA VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL Anderson Arantes Silvestrini Oncologista Clinico – Diretor Técnico Grupo Acreditar Presidente da."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google