A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 UFSM agosto/2007 Dra. Regina Mesquita Micaroni Célula Operacional de Resíduos Grupo Gestor de Resíduos da Unicamp

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 UFSM agosto/2007 Dra. Regina Mesquita Micaroni Célula Operacional de Resíduos Grupo Gestor de Resíduos da Unicamp"— Transcrição da apresentação:

1 1 UFSM agosto/2007 Dra. Regina Mesquita Micaroni Célula Operacional de Resíduos Grupo Gestor de Resíduos da Unicamp Telefone: (19) ou GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS QUÍMICOS Segurança

2 2 Resíduos – Aspectos a serem contemplados no manejo: 1.A segurança pessoal e institucional; 2.A Legislação;e, 2.A Legislação; e, 3.O gerenciamento com ênfase em: minimização na fonte, minimização na fonte, tratamento ou inativação, e tratamento ou inativação, e disposição final. disposição final. Autoria: F. Coelho

3 3 Segurança no Laboratório Químico FAÇA SEMPRE use proteção adequada (olhos, mãos, etc.- EPIs & EPCs); conheça os riscos do seu laboratório e dos produtos com os quais trabalha – FISPQ ou MSDS (fontes confiáveis); lava-se antes de deixar o laboratório; lava-se sempre antes de comer, beber ou fumar; remova as roupas contaminadas imediatamente e não as use outra vez até que sejam descontaminadas de maneira adequada; siga sempre as recomendações exigidas em cada laboratório. Autoria: F. Coelho

4 4 Informação sobre Segurança de Produtos Químicos Onde encontrar informações sobre segurança produtos químicos: MSDS (Material Safety Data Sheet) e FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos). Estas fichas normalmente apresentam as seguintes informações: identificação do produto, composição, identificação de risco, medidas de primeiros socorros, medidas de combate a incêndio e tratamento de derramamento, manuseio e armazenamento, propriedades físico-químicas, informações toxicológicas, considerações sobre tratamento / disposição final e outras informações. Existe uma Norma Técnica - NBR que define o formato e a obrigatoriedade de informações sobre produtos químicos (FISPQ) pelo fornecedor ou distribuidor dos mesmos. O respaldo à obrigatoriedade da norma é o Código de Defesa do Consumidor, quando trata dos efeitos à saúde decorrentes dos produtos comercializados.

5 5 FISPQ A FISPQ é normatizada pela NBR /2002 e deve conter 16 itens com informações técnicas: Identificação do produto e da empresa; Composição e informações sobre ingredientes; Identificação dos perigos; Medidas de primeiro socorros; Medidas de combate a incêndio; Medidas de controle para derramamento ou vazamento; Manuseio e armazenamento; Controle de exposição e proteção individual; Propriedades físico-químicas; Estabilidade e reatividade; Informações toxicológicas; Informações ecológicas; Considerações sobre o tratamento e disposição; Informações sobre transporte; Regulamentações; Outras informações.

6 6 FISPQ - Exemplo Fonte: CETESB

7 7 FISPQ – Onde encontrar? Próprio fornecedor do produto; Página da Internet da CETESB: encia.asp ; encia.asp Página da Internet da Sigma; The_Americas/United_States/Safety_Informatio n.html ; e, The_Americas/United_States/Safety_Informatio n.html

8 8 Identificação gráfica de produtos químicos contendo informações de segurança Observações importantes sobre o Diamante de Rommel: Cada cor refere-se a um tipo de risco - branco: específico, amarelo: reatividade, vermelho: inflamabilidade e azul: saúde; e, Quanto mais elevado o número, maior o risco que o produto oferece.

9 9 Páginas da Internet contendo informações de segurança de produtos químicos quimicos.htm; quimicos.htm roduto_consulta_completa.asp; roduto_consulta_completa.asp e,

10 SEGURANÇA NA INTERNET Mais Endereços utéis: 1.http://www.cdc.gov/od/ohs/manual/genhas.htm#prevent - informações sobre riscos tais como ruído, amianto, biosegurança, etc o acesso a vários manuais de segurança de universidades americanas; acesso a vários sites de segurança e também a folhas de dados de segurança; site da OSHA (Occupational Safety and Health organization) Instituto Médico Howard Hughes, informações sobre segurança, emergências e material para treinamento agência americanda de proteção ao Meio Ambiente site da Universidade de Utah Segurança da Universidade da Virginia folhas de dados de segurança de produtos comercializados um pequeno dicionário com os termos técnicos mais comuns em toxicologia segurança da Universidade de Stanford. Autoria: F. Coelho

11 11 Segurança no Laboratório Químico NÃO FAÇA NUNCA comer, beber e fumar no laboratório; manter alimentos, embalagens para alimentos ou copos de água em ambientes que tenham produtos químicos; beber água de qualquer fonte dentro do laboratório; manter alimentos em geladeiras usadas para produtos químicos; cheirar ou experimentar produtos químicos; pipetar com a boca; usar lentes de contato no laboratório; beber água ou qualquer outro líquido usando vidraria do laboratório. Autoria: F. Coelho

12 12 MANUTENÇÃO DA ORDEM A área de trabalho no laboratório deve sempre ser mantida limpa e sem obstruções; Limpe imediatamente qualquer derramamento de produto químico (leia informações sobre o produto antes de usá-lo); Use recipientes separados para os resíduos do laboratório; Descarte imediatamente todos recipientes de resíduos químicos; e, SOB NENHUMA HIPÓTESE BLOQUEIE O ACESSO AO LOCAL. Descarte de vidro quebrado – embalagem adequada Autoria: F. Coelho

13 13 MANUSEIO SEGURO DE GASES COMPRIMIDOS Guarde os cilindros sempre de cabeça para cima e mantenha-os presos de forma adequada. Transporte-os sempre com o capacete de proteção da válvula instalado. Sempre transporte os cilindros em um carrinho apropriado. Não role os cilindros pelo corredor.

14 14 ESTOCAGEM SEGURA DE PRODUTOS QUÍMICOS Estocagem por Compatibilidade Química Classe 1 - produtos inflamáveis ou combustíveis; compatíveis com água e não tóxicos; Classe 2 - Produtos inflamáveis e combustíveis; incompatíveis com água e não tóxicos; Classe 3 - Oxidantes não inflamáveis; compatíveis com água; Classe 4 - Oxidantes não inflamáveis; incompatíveis com água; Classe 5 - Sensíveis ao ar; Classe 6 - Produtos químicos que exijam refrigeração; Classe 7 - Cilindros contendo gases comprimidos, separados como oxidantes, redutores, corrosivos ou tóxicos Classe 8 - Produtos químicos instáveis (Explosivos) Procure estocar líquidos inflamáveis em armários apropriados; Quando abrir um frasco de produto químico que chegou em seu laboratório, leia os avisos que se referem a qualquer estocagem especial (refrigerador,contato com ar,...); Mantenha um inventário atualizado (no mínimo anualmente) próximo ao local onde os produtos são estocados. Armário para guardar material inflamável Autoria: F. Coelho

15 15 ESTOCAGEM SEGURA DE PRODUTOS QUÍMICOS Incompatibilidade Química Ácidos e Bases; Oxidantes e Redutores; Alguns solventes orgânicos e Água; e, Vide apêndice V da Resolução RDC 306/2004 da ANVISA para uma lista mais abrangente.

16 16 n Incompatibilidade Química

17 17 Tabela de Incompatibilidade – Anexo V da RDC 306

18 18 Tabela de Incompatibilidade – Anexo V da RDC 306

19 19 ESTOCAGEM SEGURA DE PRODUTOS QUÍMICOS Alguns exemplos comuns de estocagem inadequada: produtos químicos estocados por nome ou por ordem alfabética. É melhor estocá-los pela classe de risco; produtos químicos estocados dentro da capela; produtos químicos estocados em prateleiras muito altas; as prateleiras superlotadas e não muito fixas; e, produtos químicos deixados no laboratório por longos períodos. Autoria: F. Coelho

20 20 Restou Dúvida? Consulte sempre técnicos mais experientes, sua chefia ou professores da área; Utilize literatura adequada e referências bibliográficas deste material; Procure informações em órgãos especializados, tais como: Comissão de Segurança, Centro de Controle de Intoxicações, Serviço de Segurança do Trabalho e Órgão Ambiental.

21 21 VAZAMENTOS DE PRODUTOS QUÍMICOS DICAS IMPORTANTES Limpe imediatamente qualquer derramamento de substância química. Preste atenção no seguinte: procure conhecer as informações toxicológicas sobre a substância; mantenha as pessoas que não estejam autorizadas a realizar essa operação afastadas; use equipamentos de proteção (máscaras,luvas grossas, óculos de segurança, avental ou roupas adequadas); tente evitar que a substância derramada entre em contato com os dutos de saída de água; caso necessário, coloque o conteúdo do vazamento em um frasco adequado; e, use absorventes adequados. Autoria: F. Coelho

22 22 TRATAMENTO DAS EMERGÊNCIAS Providencie rotas de evacuação para o Laboratório. Mantenha-as em local onde todos possam ver. Coloque em um local bem visível os números dos telefones de emergência, de preferência no próprio telefone. Procure saber onde estão os alarmes de incêndio. Procure saber a localização dos extintores de incêndio. Procure saber onde estão os kits de primeiros socorros. Procure saber onde estão os kits de vazamento. Quando for evacuar o prédio, aja imediatamente e certifique-se que todos deixaram o prédio pelas rotas de evacuação. Responda sempre aos alarmes. Apague qualquer pequena chama antes de deixar o laboratório. Use as escadas, nunca os elevadores. Espere fora do prédio a uma distância de 50m ou mais. Não entre no prédio até que os bombeiros o liberem.


Carregar ppt "1 UFSM agosto/2007 Dra. Regina Mesquita Micaroni Célula Operacional de Resíduos Grupo Gestor de Resíduos da Unicamp"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google