A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O meu tecer de esperanças !... Laura Vieira Peguei nas minhas lembranças No meu tecer de esperanças E quis bordar o meu amor E assim… Deixei que meu.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O meu tecer de esperanças !... Laura Vieira Peguei nas minhas lembranças No meu tecer de esperanças E quis bordar o meu amor E assim… Deixei que meu."— Transcrição da apresentação:

1

2 O meu tecer de esperanças !... Laura Vieira

3 Peguei nas minhas lembranças No meu tecer de esperanças E quis bordar o meu amor E assim… Deixei que meu coração Desse ponto sim Ponto não E crivei de amor Cada ponto e pesponto Dado em horas De solidão !...

4 Quis rendilhar a minha vida Das mais finas linhas Cheia de pontos e cores mil Mas hoje as minhas cores São apenas o branco E o azul anil E o verde dos campos que alcanço E a luz fugidia da esperança Debate-se entre frias cores E causa-me mais dores E amargores !...

5 Não posso pedir à vida Que me ensine a bordar Sei que terei de ser eu A pegar nas minhas agulhas

6 A picar-me Nas dores dos pontos E a desmanchar Velhos pespontos Que quase me deixam nua E os trapos que vou despindo Estão todos por remendar !...

7 Mas, já me sinto tão cansada De bordar no mesmo tecido De ter sempre as mesmas cores A entretecer o meu caminho

8 Que não sei se continuarei A bordar nos velhos trapos Que rompem a cada ponto E a cada novo remendo Nascem novos buracos Ou se encomendarei Nova peça de finos linhos !...

9 E se conseguir encontrá-la Claro que vou bordá-la Com todas as cores Que ainda vivem no meu ser Vou rendilhá-la a preceito E com ela enfeitar meu peito E será talvez A última e primeira vez Que meu corpo dorido Saberá e sentirá O que é a altivez !...

10 Porque me doei sempre E sempre dei tudo de mim E nestes anos que passaram Apenas recebi restos de rendas Já usadas e esburacadas

11 E senti que a vida teria para mim Alguma peça de fino brocado Guardado e embalado Para me ser entregue a mim Apenas a mim Só a mim!...

12 Poema Laura Vieira Formatação Zélia Nicolodi Dezembro/ 2008


Carregar ppt "O meu tecer de esperanças !... Laura Vieira Peguei nas minhas lembranças No meu tecer de esperanças E quis bordar o meu amor E assim… Deixei que meu."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google