A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Países membros OPEP. Reservas de petróleo Onde está o petróleo? O Oriente Médio concentra as atenções mundiais quando o assunto é petróleo. O tamanho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Países membros OPEP. Reservas de petróleo Onde está o petróleo? O Oriente Médio concentra as atenções mundiais quando o assunto é petróleo. O tamanho."— Transcrição da apresentação:

1 Países membros OPEP

2

3

4 Reservas de petróleo Onde está o petróleo? O Oriente Médio concentra as atenções mundiais quando o assunto é petróleo. O tamanho das reservas comprovadas da Arábia Saudita (25% do mundo) e do Iraque (11% do mundo) faz com que as do resto do planeta pareçam pequenas. O Mar do Norte e o Canadá também possuem reservas importantes, mas a extração nestas áreas é muito mais cara. e/especial/1642_petroleo/index.s html e/especial/1642_petroleo/index.s html

5 Produção de petróleo Quais são os maiores produtores? O Oriente Médio fornece cerca de um terço do consumo mundial de petróleo. A Europa e a Ásia (principalmente a Rússia e a Grã- Bretanha) e os Estados Unidos, no entanto, também são grandes produtores. A diferença é que quase toda a produção do Oriente Médio é para exportação, enquanto a dos Estados Unidos não chega a cobrir seu consumo interno

6 Fluxo comercial de petróleo. Exportação e importação Os maiores fluxos comerciais do petróleo são do Oriente Médio para a Europa, Estados Unidos e Ásia-Pacífico, e da Rússia para a Europa Ocidental. As exportações da Venezuela e, em menor medida o do México, para os Estados Unidos também são importantes.

7 Gás natural é uma mistura de hidrocarbonetos gasosos, originados da decomposição de matéria orgânica fossilizada ao longo de milhões de anos; é composto principalmente por metano e, ainda no poço, pode estar associado ou separado do Petróleo bruto. 4/geologia-do-petroleo / 4/geologia-do-petroleo /

8 Reservas de gás natural Os principais produtores de gás natural são: Rússia – 589 bilh.de m³ EUA – 542 bilhões Canadá – 182 bilhões Reino Unido – 95 bilh.

9 geopoliticadopetroleo.wordpress.com

10 Gasoduto no Brasil Urucu- Coari- Manaus. 11/gasoduto-urucu-manaus-uma-realidade.html 11/gasoduto-urucu-manaus-uma-realidade.html Inaugurado em 26/11/09, abastecerá Manaus e as seguintes cidades: Anori, Anamã, Caapiranga, Coari, Codajás,Iranduba e Manacapuru. 661 km de linha tronco e 140 km de ramais para atendimento a oito cidades

11 Gasoduto Urucu-Porto Velho O gasoduto vai transportar gás natural para a geração de energia termoelétrica de Urucu (AM) a Porto Velho (RO), percorrendo os municípios de Coari, Tapauá e Canutama, no Amazonas e Porto Velho, em Rondônia. O trecho é de 503 Km.

12 Gasoduto Uberaba Gasoduto – O gasoduto, com 828 Km de extensão, a partir de São Carlos (SP), passará por Uberaba (276Km) e Uberlândia,Goiás e Brasília com ramais para atendimento ao polo de minerais fosfatados de Tapira, Araxá, Serra do Salitre, Patrocínio, Patos de Minas e Araguari.

13 Petróleo no Brasil o Marquês de Olinda concedeu a José de Barros Pimentel o direito de extrair betume em terrenos situados nas margens do rio Maraú, na Bahia, em Em 1892 ocorre a primeira sondagem profunda no Brasil, em Bofete (SP). O poço, perfurado por Eugênio Ferreira de Camargo, atinge 488 metros de profundidade. Encontra-se apenas água sulfurosa.

14 Petróleo no Brasil 1938 Criação do Conselho Nacional de Petróleo Oscar Cordeiro, pioneiro da exploração do petróleo no Brasil, diante do poço de Lobato, na Bahia, nos anos 30. Em 1938, toda a atividade petrolífera passa, por lei, a ser obrigatoriamente realizada por brasileiros. é criado o Conselho Nacional do Petróleo (CNP), que avalia pedidos de pesquisa e lavra de jazidas de petróleo. Em 1938, é iniciada, sob a jurisdição do recém-criado CNP, a perfuração do poço DNPM- 163, em Lobato, na Bahia.

15 Petróleo no Brasil 1939/1941 Primeira Descoberta de Petróleo no Brasil Início de funcionamento da primeira sonda rotary Oil Well do poço CNP B-2 na Vila Militar, em Salvador (BA), em 28 de outubro de 1939 Lobato, na Bahia - descoberta da primeira jazida de petróleo no País. Em 21 de janeiro de 1939, o poço DNPM-163 atinge camada petrolífera e o petróleo ocupa parte de sua coluna de perfuração. A partir do resultado desse poço, houve uma grande concentração de esforços na Bacia do Recôncavo. Em 1941, é descoberta a primeira acumulação comercial de petróleo do País, no município de Candeias, na Bahia.

16 Petróleo no Brasil 1946/1948 Centro de Estudos e Defesa do Petróleo e da Economia Nacional Manifestação em prol do monopólio do petróleo no Brasil promovida pelo Centro de Estudos e Defesa do Petróleo e da Economia Nacional (CEDPEN. Ao fundo, painel com retrato de Artur Bernardes O País ganha uma nova Constituição em 1946 e também tem início a campanha nacionalista em defesa da soberania brasileira sobre o recurso natural, com o chamamento O Petróleo é Nosso!. Em 1948 é criado o Centro de Estudos e Defesa do Petróleo e da Economia Nacional (CEDPEN).

17 Petróleo no Brasil 1953 Assinatura da Lei No Getúlio Vargas assina a Lei No. 2004, que cria a Petrobras O presidente da República Getúlio Vargas assina a Lei No durante cerimônia no Palácio do Catete, em 3 de outubro de 1953, criando a Petrobras. A lei dispõe sobre a política nacional de petróleo e define as atribuições do Conselho Nacional de Petróleo. Institui a sociedade por ações do petróleo brasileiro como sociedade anônima.

18 Petróleo no Brasil Monopólio Integral Manifestação em prol do monopólio do petróleo durante o comício da Central do Brasil, no Rio de Janeiro (RJ), em 13 de março de 1964 Monopólio estatal, além de incluir a pesquisa e exploração é estendido à importação e exportação de petróleo e derivados, atividade até então aberta à iniciativa privada, nacional e estrangeira. brasil/ - fonte de todos os slides – petróleo no Brasil – adaptado e acessado em brasil/

19 Petróleo no Brasil A Primeira Descoberta no Mar. Plataforma elevatória P-1, primeira plataforma móvel de perfuração da Petrobras construída nos anos de 1967 e 1968 no mar. Campo de Guaricema, Sergipe. A plataforma Petrobras 1 (P-1) é construída pela Companhia de Comércio e Navegação no Estaleiro Mauá, em Niterói (RJ), com o projeto da The Offshore Co. e Petroleum Consultants, de Houston (EUA). A P-1 deu início às atividades de perfuração no estado de Sergipe e foi a primeira plataforma de perfuração flutuante construída no Brasil, equipada com uma sonda capaz de perfurar poços de até 4 mil metros.

20 Petróleo no Brasil 1974/1975/1977 O Início da Produção A plataforma Sedco 135-D foi a primeira plataforma a produzir no Campo de Enchova, na Bacia de Campos Em 1974, é descoberto petróleo na Bacia de Campos (RJ), no Campo de Garoupa. Em 1975, o governo federal autoriza a assinatura de contratos de serviços com cláusula de risco, o que permitiu a participação de empresas privadas na exploração.

21 Contrato de Risco Por este contrato, as empresas investiam em exploração e, caso tivessem sucesso, receberiam os investimentos realizados e um prêmio em petróleo ou em dinheiro, mas a produção seria operada pela Petrobras. Houve apenas uma pequena descoberta na Bacia de Santos com a aplicação deste tipo de contrato. Em 1977, entra em operação o Campo de Enchova, o primeiro a produzir na Bacia de Campos, com a utilização do Sistema de Produção Antecipada. Pela primeira vez produz-se no Brasil a 120 metros de lâmina dágua. No final do anos 70, essa era considerada uma grande profundidade.

22 Petróleo no Brasil 1981 Sistema de Produção Antecipada Instalados na Bacia de Campos, os Sistemas de Produção Antecipada possuem tecnologia desenvolvida por técnicos da Petrobras e consistem na utilização de uma plataforma de perfuração adaptada para produção, com o objetivo de antecipar a produção enquanto se constrói a plataforma definitiva. Coleta informações do comportamento do reservatório para segurança no projeto de produção.

23 Petróleo no Brasil Albacora. Descoberto o Primeiro Campo Gigante. Descoberto Albacora, primeiro campo gigante do País, na Bacia de Campos (RJ). Alcançada a meta- desafio de produção de 500 mil barris diários de petróleo Marlim. O Segundo Campo Gigante. Navio-Tanque, Campo de Marlim, 1992 Descoberta do Campo de Marlim, o segundo campo gigante do País, na Bacia de Campos (RJ).

24 Petróleo no Brasil A Primeira Plataforma Semissubmersível. Começa a operar a primeira plataforma semissubmersível (P-18) totalmente desenvolvida pelos técnicos da Petrobras, no Campo de Marlim, na Bacia de Campos (RJ) Roncador. O Terceiro Campo Gigante. Descoberta do campo gigante de Roncador, na Bacia de Campos (RJ).

25 Petróleo no Brasil 1997 Fim do Monopólio do Petróleo Promulgação da Lei No (Lei do Petróleo), de 6 de agosto de 1997, que flexibilizou o monopólio estatal do petróleo, criou o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) e a Agência Nacional do Petróleo (ANP), colocando sob a responsabilidade da ANP as concessões de exploração de petróleo, em regime de livre iniciativa.

26 Petróleo no Brasil Milhão de Barris de óleo/Dia. Obra de construção do gasoduto Bolívia-Brasil O País ingressa no seleto grupo dos 16 países que produzem mais de 1 milhão de barris de óleo por dia. é iniciada a construção do gasoduto Bolívia-Brasil O Recorde Mundial. Petrobrás produz petróleo a metros de profundidade, no Campo de Roncador. É um recorde mundial.

27 Petróleo no Brasil A Maior Jazida de Gás Natural. Plataforma de Mexilhão, Bacia de Santos (SP), 2005 Descoberta a maior jazida de gás natural na plataforma continental brasileira, o Campo de Mexilhão, na Bacia de Santos (SP) Os Primeiros Indícios de Petróleo no Pré-Sal. Sala de visualização sísmica 3D da Base de Imbetiba – Bacia de Campos Encontrados os primeiros indícios de petróleo no Pré-Sal na Bacia de Santos (SP). Conclusão das análises no segundo poço do bloco BM-S-11 (Tupi) indica volumes recuperáveis entre 5 e 8 bilhões de barris de petróleo e gás natural.

28 Petróleo no Brasil A Autossuficiência. Navio-plataforma P-50 O Brasil atinge a autossuficiência sustentável na produção de petróleo, com a entrada em operação do navio-plataforma P-50 nas novas descobertas, ocorridas em águas cada vez mais profundas. Com o início das operações da FPSO (Floating Production Storage Offloading) P-50 no campo gigante de Albacora Leste, no norte da Bacia de Campos (RJ), a Petrobras alcança a marca de dois milhões de barris por dia.

29 Petróleo no Brasil A Nova Província Petrolífera. com o objetivo de preservar o interesse nacional, na promoção do aproveitamento racional dos recursos energéticos do País, o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) determina, em 8 de novembro de 2007, que sejam excluídos da Nona Rodada de Licitações 41 blocos relacionados às possíveis acumulações em reservatórios do Pré-Sal situados nas Bacias do Espírito Santo, de Campos e de Santos. Determina também a avaliação das mudanças necessárias no marco legal que contemplem um novo paradigma de exploração e produção de petróleo e gás natural, aberto pela descoberta da nova província petrolífera.

30 Petróleo no Brasil 2008/ Tupi. Extração do Primeiro óleo. Navio-plataforma P-34 Em 2 de setembro de 2008, o navio-plataforma P-34 extraiu o primeiro óleo da camada Pré-Sal, no Campo de Jubarte, na Bacia de Campos (RJ). Em 1o. de maio de 2009, deu-se início à produção de petróleo na descoberta de Tupi, por meio do Teste de Longa Duração (TLD). brasil/

31 Refino do petróleo e gás. O refino é uma das atividades de downstream. Este termo concentra, essencialmente, as atividades de refino do petróleo, tratamento do gás natural, transporte e comercialização/distribuição de derivados. A Petrobrás desenvolveu tecnologia própria para processar o petróleo nacional, que tem como característica ser mais pesado para a obtenção de um percentual maior de produtos nobres saindo das refinarias. Os principais produtos que saem das refinarias são: diesel, gás liquefeito de petróleo, gasolina, lubrificantes, nafta, óleo combustível e querosene de aviação. As 11 refinarias produziram cerca de 1,8 milhão de barris de derivados por dia. Entre as novas tecnologias, a Petrobrás desenvolveu pioneiramente o Hbio com a inclusão de óleo vegetal no diesel resulta em um produto de alta pureza.

32

33

34 Carvão Mineral O carvão mineral é um produto da fossilização da madeira depois de decorridos milhões de anos. Dependendo do tempo decorrido do processo de fossilização, pode ser: turfa Linhita Hulha Antracito.

35 Reservas de carvão mineral

36 Carvão mineral no Brasil O hemisfério sul, em geral, não apresenta grandes reservas de carvão mineral, e as reservas brasileiras, além de pequenas, são de baixa qualidade, pois apresentam baixo poder calorífico e alto teor de cinzas, dificultando seu aproveitamento como fonte de energia. As maiores reservas situam-se no Rio Grande do Sul (Vale do rio Jacuí) e a maior produção encontra-se em Santa Catarina (vales dos rios Tubarão e Araranguá) por apresentar as únicas reservas aproveitáveis na siderurgia (carvão metalúrgico). A produção do Paraná não tem grande destaque, dada a baixa qualidade do produto. O carvão mineral produzido no Rio Grande Sul (carvão-vapor) é usado basicamente no processo de aquecimento de caldeiras. (ftp://ftp.fem.unicamp.br/pub/IM338/carvao.pdf

37 Carvão no Brasil /aspectos_socioeco/11_2_indicadores.html Na foto da pilha de rejeitos piritosos (pirita= sulfeto de ferro), que resultam do chamado "beneficiamento" do carvão mineral em Criciúma e Siderópolis

38 Álcool combustível O álcool é menos inflamável e menos tóxico que a gasolina e o diesel. Ele pode ser produzido a partir de biomassa (resíduos agrícolas e florestais). No Brasil, ele é gerado principalmente da cana-de-açúcar. Nos Estados Unidos, o milho é o mais usado.milho O uso de álcool combustível teve seu primeiro ápice no país a partir da década de 70, com a crise de petróleo no mundo e o nascimento do Proálcool (Programa Nacional do Álcool) em 14 de novembro de 1975, que incentivava o cultivo da cana-de- açúcar e provia recursos para construção de usinas, e tinha como apelo o fato de ser uma fonte de energia renovável e menos poluidora que os derivados do petróleo, o que possibilitou o desenvolvimento de uma tecnologia 100% nacional.

39 Problemas – cultivo de cana-de- açúcar a queimada libera gás carbônico, ozônio, gases de nitrogênio e de enxofre e também a indesejada fuligem da palha queimada, que contém substâncias cancerígenas. A prática da queimada, apesar do benefício imediata, tem outros efeitos colaterais, provocando perdas significativas de nutrientes para as plantas e facilitando o aparecimento de ervas daninhas e a erosão, devido à redução da proteção do solo. As internações por problemas respiratórios, intoxicações e asfixias aumentam consideravelmente durante a época da fuligem.ozôniocancerígenas

40 Problemas Efluentes do processo industrial da cana-de- açúcar - devem ser tratados e se possível reaproveitados na forma de fertilizantes. Sem o devido tratamento, os efluentes lançados nos rios comprometem a sobrevivência de diversos seres aquáticos e até mesmo dos terrestres. Além disso, quando usados como fertilizantes os efluentes não tratados contaminam os lençóis freáticos.fertilizantes

41 Problemas Questão social - Outro problema apontado pelos especialistas é a questão da sobrecarga dos trabalhadores rurais que extraem a cana. Segundo a Pesquisa Nacional de Amostragem de Domicílios (Pnad) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2005, o setor tinha 982 mil empregados diretos e formais no setor. A preocupação maior, no entanto, está nos trabalhos temporários e nas condições precárias, com sobrecarga de trabalho. Em duas safras, vinte trabalhadores chegaram a morrer por fadiga e estafa.Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),

42 Soluções Recuperar áreas para o plantio para não comprometer a produção de alimentos; Transformar o vinhoto em fertilizante; Usar o bagaço de cana para gerar energia em termelétricas limpas e sustentáveis; Utilizar etanol em motores de veículos de transporte de cargas e coletivos de passageiros.

43 Produção de etanol no mundo Maiores produtores mundiais de etanol: EUA – Brasil – China – Índia – França – Espanha – Alemanha – Canadá – Indonésia- Itália.

44 Alcoolduto

45 O Etanolduto inaugurado por Lula cobre 202 Km entre Ribeirão Preto e Paulínia e é a primeira etapa dos 850 Km que irá ligar a região produtora de Jataí (GO) à refinaria Replan. Seu percurso passará por 45 municípios, entre eles 25 nas regiões de Ribeirão Preto, Central e de Campinas em-ribeirao.html


Carregar ppt "Países membros OPEP. Reservas de petróleo Onde está o petróleo? O Oriente Médio concentra as atenções mundiais quando o assunto é petróleo. O tamanho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google