A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Redução das emissões de enxofre pelos combustíveis derivados de petróleo derivados de petróleo Redução das emissões de enxofre pelos combustíveis derivados.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Redução das emissões de enxofre pelos combustíveis derivados de petróleo derivados de petróleo Redução das emissões de enxofre pelos combustíveis derivados."— Transcrição da apresentação:

1 Redução das emissões de enxofre pelos combustíveis derivados de petróleo derivados de petróleo Redução das emissões de enxofre pelos combustíveis derivados de petróleo derivados de petróleo Vitor Márcio de Marco Meniconi Gerente de Empreendimentos Refinaria Gabriel Passos Vitor Márcio de Marco Meniconi Gerente de Empreendimentos Refinaria Gabriel Passos

2

3

4

5 Refino de Petróleo Petróleo e Esquema de Refino Não existe apenas um tipo de petróleo. As características dos diferentes tipos de petróleo, bem como as necessidades do mercado, vão determinar quais derivados podem ser melhor obtidos, e como uma refinaria deverá operar. As refinarias não são sempre iguais. Alguns derivados só podem ser produzidos em determinadas refinarias.

6 Refino de Petróleo Petróleo e Esquema de Refino Durante a vida de uma refinaria, pode mudar o tipo de petróleo recebido, bem como as especificações (qualidade) ou a demanda (quantidade) dos derivados produzidos. Toda refinaria deve ter um certo grau de FLEXIBILIDADE. O funcionamento das unidades de processo é constantemente reajustado (hardware e software) para adequação às mudanças no tipo de petróleo e nas necessidades de mercado e ambientais. Mesmo diferentes no esquema de refino e no grau de flexibilidade, as refinarias da Petrobras tem em comum as unidades de processo de Destilação, Conversão e Tratamentos.

7 Refinaria Gabriel Passos - REGAP

8

9 Década de 1950: Surto de crescimento populacional e econômico do Estado Crescimento em paralelo da demanda de combustíveis Minas dependente do suprimento de derivados de outros estados do País Petrobras decide construir a REGAP Início da construção: 1962 Conclusão do Oleoduto Rio-Belo Horizonte (ORBEL I): 1967 Inauguração da Refinaria: 30 de março de 1968 Capacidade inicial: m 3 /dia barris/dia Refinaria Gabriel Passos - REGAP

10 OLEODUTOS: ORBEL I: início de operação: 1967 Diâmetro = 18 in Transporte de petróleo RJ / Regap até 1982 Atualmente derivados no sentido Regap / RJ Capacidade do duto: m 3 Capacidade de envio: m 3 /dia derivados ORBEL II: início de operação: 1982 Diâmetro = 24 in Transporte de petróleo Capacidade do duto: m 3 Capacidade de envio: a m 3 /dia Refinaria Gabriel Passos - REGAP

11 GASODUTO: GASBEL: Gasoduto Rio - Belo Horizonte Diâmetro: 16 in Capacidade: 3,4 milhões m 3 /dia Extensão: 357 km Gás natural da Bacia de Campos Gás natural da Bolívia Refinaria Gabriel Passos - REGAP

12 Oleodutos e Gasoduto

13 Refinaria Gabriel Passos - REGAP Oleodutos e Gasoduto

14 Situação Atual: Capacidade de processamento: m 3 /dia bbl/dia REGAP/Petrobras = 8% Características das instalações: Destilação (2) m 3 /dia Conversão: Craqueamento (2) m 3 /dia Coqueamento m 3 /dia Hidrotratamento (4) m 3 /dia Petróleos processados: Cabiúnas e Marlim Origem: Nacional - Bacia de Campos (95%) Refinaria Gabriel Passos - REGAP

15

16 Empreendimentos na REGAP

17 Implantação das Carteiras de Hidrotratamento: Na Regap: -Unidade de Hidrodessulfurização de Nafta craqueada -Unidade de Hidrotratamento de Nafta de coqueamento -Unidade de Hidrotratamento de Diesel Refinaria Gabriel Passos - REGAP

18 Laboratório Por que reduzir o enxofre dos combustíveis? Redução nas emissões dos veículos em uso: SO 2 e NO x de todos os veículos Permite a implantação de tecnologias avançadas e limites mais rígidos para os novos modelos de motores Particulados nos veículos Diesel CO, HC, NO x e tóxicos dos veículos com catalisador

19 DIESEL S500

20 HDT Diesel REGAP (U-210) - Início de operação em agosto de Valores médios de performance: Carga: m³/d (55,6 %v de instáveis) Enxofre na carga: ppm Enxofre no produto: 198 ppm (95,8% remoção) N total na carga: 1617 ppm N total no produto: 431 ppm (73,4% remoção)

21 Diesel S500 na Área Metropolitana de Belo Horizonte Com base nos m³/mês comercializados na área metropolitana de Belo Horizonte, a redução de 2000 para 500 ppm de S significou: Menos 235 t/mês de óxidos de enxofre (SOx) Menos 585 t/mês de óxidos de nitrogênio ( NOx) Benefícios paralelos com a redução da massa específica (particulados) e maior eficiência de performance de motores (nº de cetana)

22 Melhoria da qualidade do Diesel Diesel comum 500 ppm S (como atual Diesel metropolitano) e Diesel Especial (50 ppm). Com base nestes teores e com a produção prevista poderemos ter uma redução de cerca de 75% das emissões: Menos 570 t/mês de óxidos de enxofre (SOx) Menos 1390 t/mês de óxidos de nitrogênio (NOx) Possibilidade de utilização de motores de novas tecnologias, com maior eficiência energética e menores níveis ainda menores de emissões

23 Refinaria Gabriel Passos - REGAP Laboratório

24 Melhoria da qualidade da Gasolina Redução do teor de enxofre da gasolina automotiva de 0,1% (1000 ppm S) para 30 ppm, significará uma redução de cerca de 95% das emissões: Menos 90 t/mês de óxidos de enxofre (SOx) Possibilidade de utilização de motores de novas tecnologias, com maior eficiência energética e menores níveis ainda menores de emissões Menor teor de olefinas, acarretando uma melhor condição de queima nos motores

25 Laboratório Muito Obrigado Vitor Meniconi Regap / Gerência de Empreendimentos


Carregar ppt "Redução das emissões de enxofre pelos combustíveis derivados de petróleo derivados de petróleo Redução das emissões de enxofre pelos combustíveis derivados."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google