A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

As conseqüências do avanço da cana Dom Luiz Cappio, Bispo da Diocese Barra, Brasil Energie – Macht – Hunger – Misereor Fachtagung 14. Mai 2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "As conseqüências do avanço da cana Dom Luiz Cappio, Bispo da Diocese Barra, Brasil Energie – Macht – Hunger – Misereor Fachtagung 14. Mai 2009."— Transcrição da apresentação:

1 As conseqüências do avanço da cana Dom Luiz Cappio, Bispo da Diocese Barra, Brasil Energie – Macht – Hunger – Misereor Fachtagung 14. Mai 2009

2 Mercado do etanol no Brasil Produção da cana versus segurança alimentar Produção da cana ao custo das florestas Produção da cana ao custo dos trabalhadores Produção da cana ao custo da água

3 Expansão da cana – Boom do Etanol O Brasil é o maior produtor mundial de cana-de- açúcar – cerca de 30% do total colhido em todo o mundo A área ocupada com a cultura da cana para a safra 2007/2008 é de 7 milhões de hectares (isso representa 40% da área de agricultura na Alemanha). A área ocupado por cana é 23% superior à da safra anterior. O Ministério da Agricultura estima que a área plantada alcance 13 milhões de hectares em 2015.

4 Etanol – principais países produtores em 2007 Em 2007, Estados Unidos e Brasil responderam por 88% de todo o etanol produzido no mundo. (ainda com a vantagem que o etanol produzido no Brasil, em base da cana é mais barato que o do milho (EUA).

5 Usina de etanol

6 Argumento expansão da cana só em áreas de pastagens degradadas não se confirma : -Ao menos 27% da expansão da área de cana no ano safra 2007/08 ocorreu em regiões antes ocupados por grãos destinados a alimentação. (CONAB) -O próprio governo federal reconhece que o avanço da monocultura implica desmatamento da vegetação nativa e substituição de determinadas culturas de grãos pela cana. -Efeito de deslocamento da produção de soja e gado bovino do Sudeste e Centro-Oeste para a Amazonia Produção da cana ao custo das florestas

7 Nos Estados com Cerrado área de cana aumentou mais: Minas Gerais aumentou 24,2%, Goiás aumentou 39,9%.

8 A produção dos três alimentos básicos no país - arroz, feijão e mandioca - não cresce desde os anos 90 O feijão é a base alimentar do nosso povo, mas caiu o consumo e aumentou o preço Expansão da cana x soberania alimentar

9 Expulsão da agricultura familiar

10 A valorização das terras no Brasil nas principais áreas de expansão da cana-de-açúcar, já está ocasionando o deslocamento da agricultura familiar. Em 2007 o preço médio das terras subiu 17,83%. Em São Paulo aumentou 400%. Como consequência o aumento dos conflitos de terra Valorização das terras

11 As comunidades fundo de pasto Ex. conflito de Casa Nova

12 Um cortador de cana tem que cortar 12 a 14 t/dia A vida útil de um trabalhador no corte da cana é de 12 anos. Menos que os escravos (16 anos) Trabalho escravo

13 Dos trabalhadores libertados em 2008, 49% trabalhavam no corte da cana Alojamento de cortadores de cana em Juazeiro, Bahia

14

15 Um pivô central consome um litro de água por segundo por hectare irrigado. Cada pivô (100 ha) consome o mesmo que uma cidade de 30 mil habitantes A cana é uma das culturas que mais precisa de água. Projetos de irrigação roubam água de consumo da população para produção de cana

16 Novos projetos de plantio de cana irrigada no semiárido para plantio de cana Segundo os planos do governo da Bahia só na Bacia do Rio São Francisco se oferece uma área de ha para cana irrigada, numa região onde o abastecimento humano de água é um problema serio

17 Entre 1990 e 2006 redução da produção dos alimentos imposta pela expansão da área plantada de cana, que cresceu, nesse período, mais de 2,7 milhões de hectares. Nos municípios que tiveram a expansão de mais de 500 hectares de cana no período, ocorreu a redução de 261 mil hectares de feijão e 340 mil hectares de arroz. Em São Paulo, no Paraná, em Mato Grosso do Sul, em Minas Gerais, em Goiás e em Mato Grosso reduziu-se a área de produção de alimentos agrícolas e se deslocou a pecuária na direção da Amazônia. Isso deu, conseqüentemente, em desmatamento Expansão da cana versus soberania alimentar

18 Cerca de 22 mil km² são desmatados anualmente no Cerrado brasileiro, que, estima-se, estará totalmente devastado até 2030, caso a destruição continue no ritmo atual. "Direitos Humanos no Brasil 2008 O governo elegeu o Cerrado como prioritária para a expansão das lavouras de cana

19 Área plantada com soja, cana e eucalipto em milhões de ha 2003/04


Carregar ppt "As conseqüências do avanço da cana Dom Luiz Cappio, Bispo da Diocese Barra, Brasil Energie – Macht – Hunger – Misereor Fachtagung 14. Mai 2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google