A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O "Dia Nacional da Poesia" se comemora no dia 14 de março, data do aniversário do grande poeta Castro Alves, que nasceu na Freguesia de Muritiba, na Bahia,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O "Dia Nacional da Poesia" se comemora no dia 14 de março, data do aniversário do grande poeta Castro Alves, que nasceu na Freguesia de Muritiba, na Bahia,"— Transcrição da apresentação:

1

2 O "Dia Nacional da Poesia" se comemora no dia 14 de março, data do aniversário do grande poeta Castro Alves, que nasceu na Freguesia de Muritiba, na Bahia, atual município de Cachoeira, em 1847 e faleceu em Salvador em 6 de janeiro de 1871.

3 Poeta romântico, de linha nacionalista e abolicionista que se inspirava em Victor Hugo, o maior poeta da França. No período em que viveu ( ), ainda existia a escravidão no Brasil O jovem baiano, simpático e gentil, apesar de possuir gosto sofisticado para roupas e de levar uma vida relativamente confortável, foi capaz de compreender as dificuldades dos negros escravizados.

4 Aos 21 anos de idade, mostrou toda sua coragem ao recitar, durante uma comemoração cívica, o Navio Negreiro. A contra gosto, os fazendeiros ouviram-no clamar versos que denunciavam os maus tratos aos quais os negros eram submetidos.

5 Além de poesia de caráter social, este grande escritor também escreveu versos líricos-amorosos, de acordo com o estilo de Vítor Hugo. Pode-se dizer que Castro Alves foi um poeta de transição entre o Romantismo e o Parnasianismo. Este notável escritor morreu ainda jovem, antes mesmo de terminar o curso de Direito que iniciara, pois, vinha sofrendo de tuberculose desde os seus 16 anos.

6 CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE No meio do caminho No meio do caminho tinha uma pedra tinha uma pedra no meio do caminho tinha uma pedra no meio do caminho tinha uma pedra. Nunca me esquecerei desse acontecimento na vida de minhas retinas tão fatigadas. Nunca me esquecerei que no meio do caminho tinha uma pedra tinha uma pedra no meio do caminho no meio do caminho tinha uma pedra.

7 CECÍLIA MEIRELES Ou Isto Ou Aquilo Ou se tem chuva e não se tem sol, ou se tem sol e não se tem chuva! Ou se calça a luva e não se põe o anel, ou se põe o anel e não se calça a luva! Quem sobe nos ares não fica no chão, quem fica no chão não sobe nos ares. É uma grande pena que não se possa estar ao mesmo tempo nos dois lugares! Ou guardo o dinheiro e não compro o doce, ou compro o doce e gasto o dinheiro. Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo... e vivo escolhendo o dia inteiro! Não sei se brinco, não sei se estudo, se saio correndo ou fico tranqüilo. Mas não consegui entender ainda qual é melhor: se é isto ou aquilo.

8 FERNANDO PESSOA A lavadeira no tanque Bate roupa em pedra bem. Canta porque canta e é triste Porque canta porque existe; Por isso é alegre também. Ora se eu alguma vez Pudesse fazer nos versos O que a essa roupa ela fez, Eu perdeira talvez Os meus destinos diversos. Há uma grande unidade Em, sem pensar nem razão, E até cantando a metade, Bater roupa em realidade... Quem me lava o coração?

9 MANUEL BANDEIRA Trem de ferro Café com pão Café com pão Café com pão Virge Maria que foi isso maquinista? Agora sim Café com pão Agora sim Voa, fumaça Corre, cerca Ai seu foguista Bota fogo Na fornalha Que eu preciso Muita força Muita força Muita força (trem de ferro, trem de ferro) Oô... Foge, bicho Foge, povo Passa ponte Passa poste Passa pasto Passa boi Passa boiada Passa galho Da ingazeira Debruçada No riacho Que vontade De cantar! Oô... (café com pão é muito bom) Quando me prendero No canaviá Cada pé de cana Era um oficiá Oô... Menina bonita Do vestido verde Me dá tua boca Pra matar minha sede Oô... Vou mimbora vou mimbora Não gosto daqui Nasci no sertão Sou de Ouricuri Oô... Vou depressa Vou correndo Vou na toda Que só levo Pouca gente Pouca gente Pouca gente... (trem de ferro, trem de ferro)

10 MÁRIO QUINTANA Canção da garoa Em cima do telhado Pirulin lulin lulin, Um anjo, todo molhado, Soluça no seu flautim. O relógio vai bater: As molas rangem sem fim. O retrato na parede Fica olhando para mim. E chove sem saber porquê E tudo foi sempre assim! Parece que vou sofrer: Pirulin lulin lulin...

11 VINÍCIUS DE MORAES A Porta Eu sou feita de madeira Madeira, matéria morta Mas não há coisa no mundo Mais viva do que uma porta. Eu abro devagarinho Pra passar o menininho Eu abro bem com cuidado Pra passar o namorado Eu abro bem prazenteira Pra passar a cozinheira Eu abro de supetão Pra passar o capitão. Só não abro pra essa gente Que diz (a mim bem me importa...) Que se uma pessoa é burra É burra como uma porta. Eu sou muito inteligente! Eu fecho a frente da casa Fecho a frente do quartel Fecho tudo nesse mundo Só vivo aberta no céu.


Carregar ppt "O "Dia Nacional da Poesia" se comemora no dia 14 de março, data do aniversário do grande poeta Castro Alves, que nasceu na Freguesia de Muritiba, na Bahia,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google