A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Programação de Computadores I – BCC701 www.decom.ufop.br/moodle.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Programação de Computadores I – BCC701 www.decom.ufop.br/moodle."— Transcrição da apresentação:

1 1 Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Programação de Computadores I – BCC701

2 Ambiente Scilab Variáveis, expressões, comando de atribuição Entrada e Saída básica UFMG DCC

3 Scilab é um ambiente de programação voltado para cientistas e engenheiros Foi criado em 1990, por pesquisadores do INRIA, sendo baseado no sistema MatLAB. É gratuito: download 3

4 4 console: janela de comandos histórico de comandos navegador de variáveis janela de arquivos prompt de comandos

5 UFMG DCC a é uma variável que passa a existir, recebe e guarda um valor Variáveis criadas Histórico O Scilab ecoa o valor recebido pela variável

6 UFMG DCC O valor atribuído pode ser uma expressão aritmética com variáveis já conhecidas ^ denota exponenciação * denota multiplicação Literal

7 UFMG DCC

8 São nomes para espaços de memória gerenciados pelo Scilab O programador não precisa ter qualquer ideia sobre como é feito esse gerenciamento Variáveis têm seus nomes escolhidos pelo programador segundo algumas regras O primeiro caractere do nome deve ser uma letra Os outros podem ser letras ou dígitos, ou qualquer caractere dentre '_', '#', '!', '$ e '?' O nome de uma variável em Scilab deve ter no máximo 24 caracteres UFMG DCC

9 Válidos: a, A, jose, total_de_alunos, funcionarios Não válidos 1Aluno (o primeiro caractere é um algarismo) total de alunos (tem espaços) José (é acentuado) O mais importante é escolher nomes com significado claro para quem lê o programa UFMG DCC

10 10 Forma: = A, se não existia, passa a existir Se existia, o valor anterior é perdido A é calculada, e o resultado é atribuído à O comando de atribuição é a construção básica de transformação de informação, em Scilab e em várias outras linguagens de programação.

11 11 O Scilab usa uma variável default, ans, quando uma expressão é digitada no prompt e não é atribuída a uma variável. O segundo fator está ausente na expressão aritmética.

12 12 As variáveis de um expressão, do lado direito de uma atribuição, devem estar definidas. Não foi definido um valor para a variável lucro !

13 13 Funções pré-definidas em Scilab podem ser usadas uma expressão. Expressão do lado direito: o valor corrente de x é adicionado a 8, resultando ; esse resultado é atribuído a x. O valor da expressão do lado direito da atribuição, 22, é atribuído à variável x ; o antigo valor é substituído na memória.

14 -->d = a+x !--error 4 Undefined variable: x -->b = >b = 2*b b = UFMG DCC Todas as variáveis em uma expressão devem estar definidas, ou o Scilab reclama A expressão pode conter a própria variável alvo.

15 -->a = %pi a = >b = 2*%pi; -->c = cos(a) + sqrt(b) c = UFMG DCC ; suprime o eco automático Valor pré-definido como a melhor aproximação em ponto flutuante de 64 bits de O Scilab oferece um sem-número de funções pré-definidas como cos e sqrt (square root).

16 A linguagem SciLab possui os operadores aritméticos: 16 Operador AritméticoDenotação em SciLabExemploResultado Soma Subtração-10 – 91 Multiplicação*22 * Divisão/50 / 225 Menos Unário--26 Exponenciação (potenciação) ^8^264

17 Expressões podem ser arbitrariamente complicadas A ordem em que operadores são aplicados não é óbvia: Qual valor o comando x = 2^3*4 atribui a x, ou ? UFMG DCC

18 UFMG DCC PrecedênciaOperação 1a1a Potenciação 2a2a Multiplicação, divisão 3a3a Adição, subtração Parênteses podem alterar prioridades

19 UFMG DCC >2^3*4 ans = >2^(3*4) ans = >2^3^4 ans = 2.418D+24 -->2^(3^4) ans = 2.418D+24 -->(2^3)^4 ans = >2*3+4 ans = >2*(3+4) ans = 14. Notação Scilab (e Fortran, e C, e Java, e...) para x ans é o nome de uma variável que recebe valores de expressões sem variável alvo

20 OBS: Nas funções trigonométricas os ângulos devem ser usados em radianos. 20 Função Denotação em SciLab ExemploResultado Resto da Divisão Inteira modulomodulo(8, 3)2 Raiz Quadradasqrtsqrt(32) Valor Absolutoabsabs(-8)8 Cosenocoscos(30) Tangentetantan(7.3456) Senosinsin(%pi)1.225D-16

21 21 Denotação em ScilabValor %piO número. %infRepresenta innito. %i %eA base do logaritmo natural. %t ou %TRepresenta o valor booleano verdadeiro. %f ou %FRepresenta o valor booleano falso.

22 UFMG DCC

23 1. Calcule as expressões matemáticas 23

24 2. Calcule as expressões matemáticas 24

25 3. Calcule as expressões matemáticas, definindo valores para a, b, c e d 25

26 26

27 UFMG DCC Área do círculo de raio r: A = π r 2 Faça um programa para calcular a área de um círculo de raio = 5cm. OBS: Podemos obter a solução diretamente no prompt do Scilab: -->A = %pi * 5^2 E se agora quisermos calcular a área de um círculo com 16cm de raio? Teremos que digitar tudo de novo: -->A = %pi * 16^2 Para evitar isso, vamos escrever um programa que faz esse cálculo.

28 Programas são arquivos texto, contendo somente caracteres sem formatação, com a terminação.sce Um arquivo-programa contém comandos Scilab Um programa é construído usando o editor SciNotes Sua execução equivale à digitação na console dos comandos no arquivo UFMG DCC

29 Instruções bem definidas para resolver um problema Em arquivo, para guardar e continuar/executar depois Comentários tornam o programa mais claro para as pessoas, mas são ignorados pelo computador 29

30 UFMG DCC Editor de Programas

31 31

32 32 comentário comandos de atribuição que definem os valores de r e de A

33 33 abrir salvar e executa r novo arquivo executar salvar

34 UFMG DCC Para fazer o cálculo para um círculo de raio 16cm, bastaria mudar o valor de r no programa e executá-lo novamente. Entretanto, o que gostaríamos é que o nosso programa pudesse ler o valor do raio do círculo e exibir o valor calculado para a área do círculo.

35 35 comentário comando de leitrura comando de escrita

36 36 Sintaxe geral do comando input: = input( ) Onde: é uma variável que representa uma posição da memória que irá armazenar o valor digitado. é uma string que informa ao usuário qual o dado que ele deve digitar nesta interação. A string deve estar entre aspas duplas.

37 37 Suponha que o usuário deseje armazenar o valor 50, referente à quantidade de alunos em uma sala de aula, na variável Q. Isso pode ser realizado pela instrução: Q = input(Digite a quantidade de alunos)

38 38 Um valor ser armazenado em uma variável pode ser exibido na tela do computador, por meio do comando printf, o qual tem a seguinte sintaxe geral: printf(, ) Exemplo: printf(Número de alunos = %g, Q)

39 39 é a sentença que se quer imprimir na tela, e que pode estar entremeada por códigos de formato como %g. %g é um código de formato geral para expressões com valores numéricos. existem vários outros códigos de formato como %d, %f ou %s, que vamos explorar em exercícios e em outros exemplos, futuramente.

40 40 é uma lista de expressões separadas por vírgulas, que são calculadas no momento da execução do comando. As expressões na lista são mapeadas, uma a uma, nos códigos de formato, na mesma sequência em que aparecem na, e a sentença que é impressa é obtida pela substituição do valor de cada expressão na posição marcada pelo código de formato.

41 41 Exemplo: Suponha: X = 30; Y = 60; O que é impresso pelo comando a seguir? printf(PRIMEIRO:%g SEGUNDO :%g, X, Y) Como você escreveria um comando para imprimir os valores das raízes no seu programa da Equação de 2º grau?

42 42

43 Codifique os programas a seguir em Scilab. Utilize comentários e mensagens textuais para o usuário 1. O programa deve ler dois valores, calcular a soma desses valores, armazenando-a em uma variável e imprimir o resultado. 2. O programa deve ler dois valores, calcular o resultado da divisão do primeiro pelo segundo e imprimir o resultado. 43

44 3. O programa deve imprimir o valor da hipotenusa de um triangulo retângulo, calculada de acordo com os valores lidos de seus catetos. 4. O programa deve ler um valor de temperatura em graus Celsius (°C) e calcular e imprimir a temperatura correspondente, em graus Farenheit (°F) e em graus Kelvin (°K). OBS.:°F = °C × °K = °C


Carregar ppt "1 Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Programação de Computadores I – BCC701 www.decom.ufop.br/moodle."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google